ID

iPhone 11 tem bateria com 13 horas de duração e custará R$ 4,8 mil sem impostos

(Foto: Reprodução)Texto por Neto Ribeiro

A Apple anunciou as novas versões do iPhone nesta terça-feira, 10, na Califórnia, nos Estados Unidos. Com preços entre US$ 699 e US$ 1.099, os smarphones da Maça começam a ser comercializados no próximo dia 20 deste mês e, além de terem abandonado os algarismos romanos, a empresa liderada por Tim Cook promete elevar o padrão das baterias do iPhone 11.

Os novos aparelhos são iPhone 11, iPhone 11 Pro e iPhone 11 Pro Max. O modelo mais acessível é US$ 50 mais barato do que a versão XR quando foi lançada em 2018. A versão Pro e Pro Max custam US$ 999 e US$ 1.099. Convertendo o valor em reais, o iPhone mais barato custaria R$ 3 mil e a versão mais cara custa R$ 4,8 mil, valores livres de impostos.

A Apple – que é acostumada a ditar tendências mercadológicas no setor -, seguiu a tendência dos concorrentes e equipou seu principal produto com duas câmeras e uma lente ultra wide, que tem como objetivo ampliar o ângulo de visão. As câmeras 12 MP e são capazes de registrarem pequenos grupos de pessoas ou paisagens gigantescas. A novidade está disponível a partir da versão Pro.

A Apple também confirmou a implantação do modo noturno, ideal para registros fotográficos durante a noite. Caso queira utilizar esse modo, o usuário precisa deixar o celular estático por 5 segundos.

Outro ponto a ser destacado é a questão da bateria. Quem é usuário de iPhone sabe que dificilmente a bateria do aparelho vai durar até o fim do dia, levando em consideração o período de uso moderado/alto. O iPhone 11 possui uma hora a mais de autonomia que o iPhone XR.

A versão 11 Pro tem quatro horas a mais de duração que o XS Max, já o 11 Pro Max suporta cinco horas a mais de uso que o XS Max, suportando aproximadamente 13 horas de uso contínuo. A Apple não divulga a quantidade de miliampere hora, mAh.

View this post on Instagram

A Apple lançou nesta terça-feira, 10, os modelos de iPhone 11, dotados de câmeras duplas (aparelho à direita) e câmeras com lentes com funcionalidade ultra wide. A empresa também revelou seus dois aparelhos mais caros: o iPhone 11 Pro e iPhone 11 Pro Max, que terão telas OLED de 5,8 e 6,5 polegadas, respectivamente, além de três câmeras traseiras (Imagem à esquerda) que custarão nos Estados Unidos a partir de US$ 999 (iPhone 11 Pro) e US$ 1099 (iPhone Pro Max). Os novos dispositivos com câmera dupla chegarão ao mercado com o preço inicial de US$ 699, foram apresentados em um momento em que a Apple busca estimular novos atualizações em um mercado global de smartphones em declínio. Os novos iPhones estão "repletos de novas funcionalidades e um novo e incrível design", disse o diretor-executivo da Apple, Tim Cook, durante o evento de lançamento em Cupertino, Califórnia. (Foto: Justin Sullivan/AFP)

A post shared by O POVO Online (@opovoonline) on

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *