ID

Tetraplégico volta a andar com exoesqueleto controlado pelo cérebro

Um homem paralítico dos ombros para baixo conseguiu voltar a andar usando um sistema robótico pioneiro. O paciente de 28 anos que ficou tetraplégico em 2015 usou um exoesqueleto equipado com um sistema de sensores implantados próximo de seu cérebro que envia mensagens para mover todos os seus quatro membros e que ficou sob testes ao longo de dois anos.

Os movimentos do exoesqueleto estão longe da naturalidade da locomoção humana e, por enquanto, a tecnologia é usada somente em laboratório. No entanto, o grupo de pesquisadores da Universidade de Grenoble e da Clinatec, responsáveis pelos testes, afirmam que a descoberta pode melhorar a vida de milhares de pessoas ao redor do mundo, quando a criação estiver aprimorada. O estudo em questão foi publicado na revista Lancet Neurology.

“(Este) é o primeiro sistema semi-invasivo computadorizado ligado ao cérebro…a ativar todos os quatro membros” disse Alim-Louis Benabid, neurocirurgião e professor na universidade de Grenoble, na França, que co-liderou a pesquisa.

Como o exoesqueleto funciona?

Thibault foi submetido a uma cirurgia na qual foram colocados dois implantes na superfície de seu cérebro, cobrindo parte dos órgão que controlam movimento. Sessenta e quatro eletrodos instalados em cada um dos implantes leem a atividade cerebral e direcionam as instruções para um computador colocado próximo da pessoa.

Durante dois anos o paciente teve de realizar vários exercícios mentais para treinar o algoritmo a entender seus pensamentos e para progressivamente aumentar o número de movimentos que ele é capaz de fazer.

Foto: Clinatec

Foto: Clinatec

Foto: Clinatec

Foto: Clinatec

Foto: Clinatec

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *