Leituras da Bel

Leituras da Bel entrevista: Pedro Gabriel

pedrogabriel81-1

Pedro Gabriel, autor de Eu me chamo Antônio

Pedro Gabriel, autor do fenômeno editorial Eu me chamo Antônio, estará em Fortaleza para lançamento do terceiro volume do projeto. O evento acontece no próximo domingo, 23, na Livraria Leitura do Shopping RioMar, e contará também com a presença de Clarice Freire, autora de Pó de Lua. Confira entrevista com Pedro Gabriel:

Leituras da Bel – Como é o processo de comunicação entre você, autor, e o seu alter ego, o Antônio?
Pedro Gabriel – É inevitável que a biografia do personagem Antônio se confunda com a minha. Todo autor projeta sua vida, ou uma parte dela, nas suas criações. Eu costumo dizer que o Antônio sou eu com mais coragem para quebrar minha timidez, romper meus silêncios.

LDB – O projeto Eu me chamo Antônio começou em um balcão. Você ainda frequenta estabelecimentos comerciais para escrever e desenhar?
Pedro Gabriel – Desde o meu primeiro guardanapo até o mais recente, todos foram desenhados no mesmo bar. A ideia do personagem nasceu no balcão do Café Lamas, um restaurante muito tradicional no Rio de Janeiro que frequento até hoje quando vou à cidade. Atualmente somo mais de 2.000 criações. Todas retratam, de alguma forma, um silêncio que não teria coragem de quebrar se eu não tivesse criado o universo do Eu me chamo Antônio.

LDB –  Como é o teu processo de criação?
Pedro Gabriel – Tenho o hábito de anotar compulsivamente as minhas ideias em um caderninho de bolso. Escrevo ou desenho tudo o que me passa pela cabeça, sem censurar, sem criticar. Deixo o pensamento livre. Depois de um tempo, gosto de rever essas cadernetas e pinçar versos ou traços que me saltam aos olhos para retrabalhá-las com mais calma. Geralmente, meus versos mais bonitos nascem desses rascunhos lapidados.

LDB – Qual é a expectativa com a passagem por Fortaleza? O público da cidade tem adesão aos teus canais na internet?
Pedro Gabriel – Minha expectativa é das melhores possíveis. Será minha segunda passagem por Fortaleza e só guardo boas recordações da minha estreia aí. O público é muito carinhoso e gosta realmente do meu trabalho. Pelos dados da minha fanpage no Facebook, Fortaleza é a quarta cidade onde tenho mais leitores no Brasil. Será incrível rever uma parte desses seguidores e conhecer novos apaixonados pelo personagem Antônio.

LDB – Você se considera um frasista?
Pedro Gabriel – Acredito que o termo “frasista” carrega em si um tom pejorativo. Um frasista é alguém que escreve frases aleatórias, sem preocupação com a estética ou sem nenhuma dedicação com o conteúdo. Meu trabalho é todo pautado em conceito. Nada é colocado ali gratuitamente. Cada guardanapo que eu crio abre caminho para infinitas possibilidades de interpretação – seja ela visual, seja ela textual.

Serviço
ilustre-poesia-eu-me-chamo-antonioIlustre Poesia – Eu me chamo Antônio
Pedro Gabriel
Editora Intrínseca
224 Páginas
Impresso: R$ 39,90
E-book: R$ 19,90

Turnê Poética em Fortaleza
Com os autores Clarice Freire e Pedro Gabriel
Quando: domingo, 23, às 16 horas
Onde: Livraria Leitura Shopping RioMar (rua Des. Lauro Nogueira, 1500, piso L2, Papicu)
Entrada gratuita
Outras informações: http://bit.ly/2dWnR0T

Recomendado para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *