Leituras da Bel

Leituras da Bel entrevista: Clarice Freire

claricef_leoaversa6-1

Clarice Freire, autora de Pó de Lua e Pó de Lua nas noites em claro, estará em Fortaleza no próximo domingo, 23, para conversa com leitores e sessão de autógrafos. A turnê, promovida pela editora Intrínseca, vai ter também a presença de Pedro Gabriel, autor de Eu me chamo Antônio. Confira entrevista com Clarice Freire:

Leituras da Bel: Como Pó de Lua nas noites em claro e Pó de Lua se conectam?
Clarice Freire: Acredito que os dois livros sejam únicos e independentes. Contudo, eles estão muito ligados pela linha do meu traço e pela forte presença, em ambos, da poesia visual. Os dois também mergulham na noite, só que de formas completamente diferentes. Quando decidi lançar o segundo livro, meu maior desafio era não fazer “mais do mesmo”. Eu queria criar algo novo, mas sem perder minha identidade. Por isso, posso dizer que sim, eles estão conectados, porém são livres, como um relacionamento saudável.


LDB: O que mudou na tua escrita no intervalo entre os dois livros?
Clarice: Gosto de dizer que os dois livros são retratos diferentes, de momentos diferentes, da mesma alma. A minha escrita muda junto comigo, porque ela é a minha forma de conversar com o mundo. Portanto, mudou bastante. Nesses dois anos eu vivi muitas experiências belíssimas, mas também momentos dificílimos e desafios únicos. Minha escrita e meu traço foram encontrando, junto comigo, uma forma de transformar vida em arte. Dor em poesia. Beleza em traço. Investi muito na prosa também, o que foi uma novidade, pelo menos nos livros. Desde o início escrevo muita prosa no meu blog ou no blog da Intrínseca (onde tenho uma coluna quinzenal), mas ainda não tinha dado vida a ela em um livro. Fiz isso misturando o texto corrido com a poesia desenhada e dando a todo o livro, dessa forma, uma veia narrativa. Foi um trabalho muito gostoso de fazer, além de desafiador.

LDB: Quais as tuas influências para leitura e escrita na infância?
Clarice: Minha infância foi cheia de referências inesquecíveis e que provavelmente me influenciam até hoje. Mauricio de Souza, Monteiro Lobato, Os Contos de Grimm, Histórias de Carochinha, livros de terror, mistério, aventura, fantasia. O início da adolescência foi uma overdose de J.K Rowling, Tim Burton, Lewis (hoje gosto dos seus livros que “brincam” com a espiritualidade) e a filosofia. Li três vezes O Mundo de Sofia na adolescência.

LDB: Qual é a expectativa com a passagem por Fortaleza? O público da cidade tem adesão aos teus canais na internet?
Clarice:  Sim, já estive em Fortaleza uma vez e foi maravilhoso! É um público mais perto de casa, me identifico muito com ele. Tenho grandes amigos do Ceará. A expectativa é a melhor possível!

LDB: Você se considera uma frasista?
Clarice: Não. Um frasista dedica a maior parte da sua obra a escrever frases. Esse não é o meu trabalho. Existem nas redes sociais diversas páginas dedicadas a reproduzir frases de escritores como, por exemplo, Clarice Lispector, Caio Fernando Breu, Fernando Pessoa….e esses escritores não são frasistas de forma alguma. Isso é uma coisa. Outra coisa é que existem também muitos perfis no Instagram ou Facebook que se dedicam a isso de forma autoral e eu acho ótimo, uma proposta interessante com grandes representantes. Mas eu não faço isso. Escrevo prosa e poesia, muitas vezes, em versos curtos.

Serviço
untitledPó de lua nas noites em claro
Clarice Freire
Editora Intrínseca
208 páginas
Preço: R$ 39,90
E-book: R$ 19,90

Turnê Poética em Fortaleza
Com os autores Clarice Freire e Pedro Gabriel
Quando: domingo, 23, às 16 horas
Onde: Livraria Leitura Shopping RioMar (rua Des. Lauro Nogueira, 1500, piso L2, Papicu)
Entrada gratuita
Outras informações: http://bit.ly/2dWnR0T

Recomendado para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *