Leituras da Bel

Graphic novel narra frustações e medos de um pai ao ter filha com Down

Fabien Toulmé é um jovem francês destemido. Saiu do país de origem para conquistar as zonas tropicais. Com um diploma de curso superior e coragem, trabalhou em diversos países até chegar ao Brasil. Aqui, residindo em João Pessoa, se apaixonou por Patrícia – uma brasileira que aceitou embarcar nas aventuras e nas andanças do francês. Mas a vida do casal – que corria tranquila na periferia de Paris – muda ao receber o diagnóstico de Síndrome de Down da filha caçula, Julia.

O pai inicia um processo doloroso de autodescoberta. Ele não tenta enganar o leitor e não engana a si próprio: sente frustração em relação a filha recém-nascida. Lágrimas são constantes nos capítulos. A graphic novel acompanha desde o pré-natal, quando o casal já se afligia pela possibilidade da filha nascer com Trissomia do Cromossomo 21, até os rigorosos tratamentos de saúde que Julia realizou.

O quadrinista encanta o leitor não apenas pela narrativa, mas também pelo acabamento gráfico apurado. Ele utiliza uma cor para cada capítulo e é possível distinguir a cronologia da história com clareza. Com tantas visitas ao hospital, médicos, empregos, casas e fases, é preciso ter atenção para não ser engolido pelos acontecimentos. Mas o autor consegue didatizar o percurso a partir das cores.

Fabien também é um grande detalhista. Ele incorpora alguns elementos, que podem passar despercebidos, mas, ao serem vistos, causam espanto no leitor. Assim é a marca ‘Fortlev’ em uma caixa d’água no Brasil e a inscrição “Ipanema” na blusa mais usada pelo personagem.

Detalhe da capa

Ao longo da narrativa, vivenciamos as várias fases do casal ao descobrir a Síndrome de Down de Julia: a negação, a raiva, o desespero, a frustração. O pai chega a cogitar que teria sido melhor que a menina morresse durante os primeiros dias de vida, quando estava no hospital recebendo cuidados. Fabien é, sobretudo, honesto. E é uma sinceridade tão genuína que choca o leitor em vários níveis.

A família percorre vários consultórios médicos em busca de orientação. E esse é outro ponto positivo da graphic novel: ser didática e apresentar dados sérios, respaldados e bem pesquisados.

O quadrinista descreve os momentos nos quais não queria cuidar de Julia. Ele fala também sobre o futuro em uma perspectiva triste. Fabien se representa velho ao lado de Patrícia, sobrecarregado pelo peso de cuidar de uma adulta com Síndrome de Down. A tristeza do pai contamina quem está lendo. Sentimos raiva pelo preconceito – nada velado – que ele demonstra em relação à própria filha.

Ao fim, a vida da família sofre uma reviravolta. O medo se transforma em alegria, o pranto se transforma em riso e Fabien abre os olhos para outra forma de paternidade. Quem toma a narrativa é Julia – uma bebê carinhosa, amada pela irmã e que – para a alegria da mãe! – dorme a noite inteira!.

Serviço
Não era você que eu esperava
Autor: Fabien Toulmé
Tradução: Fernando Scheibe
256 páginas
Editora Nemo
Preço: R$ 59,80

Recomendado para você