Leituras da Bel

Em tempos de pandemia, livro “Triste história do fim do mundo” discute a morte e a vida

Todas as pessoas do mundo morreram, exceto Surya e seus doze filhos. Essa é a narrativa central de Triste História do Fim do Mundo, terceiro livro do escritor e jornalista Victor Hugo Felix. Apesar de ser escrita antes do início da pandemia da Covid-19, a obra dialoga com temas muito pertinentes para o momento atual, levando aos leitores reflexões amplas sobre a vida, o luto e as relações humanas.

Em Triste História do Fim do Mundo a população humana morreu misteriosamente. O azul do céu foi substituído pelo rosa, os animais desapareceram e o clima sofreu mudanças drásticas. Nesse novo mundo disfuncional, sobrou apenas uma família, trezes indivíduos que carregam dentro de si diferentes memórias, traumas, sonhos e angústias. “Eles sabem que morrerão em breve, mas não sabem quando. Assim, cada um vai enxergar todo esse caos de forma única, seja pela indiferença, pelo medo ou pelo desejo de morte”, explica Victor Hugo.

O autor conta que o livro surgiu após um período conturbado, entre 2018 e 2019, que o levou a pensamentos suicidas. “Quando dei por mim, a única saída que eu via para meus problemas era a morte. Só depois, com a terapia, que repensei a situação e passei a ter outra relação com a morte, e quis expressar essa vivência no meu trabalho”, relata.

Para Victor Hugo, o livro mostrou-se especialmente relevante quando em 2020 a pandemia expôs o mundo inteiro às emoções abordadas em Triste História do Fim do Mundo. “O livro fala muito sobre o luto e as diferentes formas de vivenciá-lo, sobre solidão, sobre falta de esperança. Mas também sobre a necessidade de aproveitarmos o nosso tempo, porque nunca sabemos quando chegará nossa hora de partir”, diz.

Os personagens refletem diferentes emoções e pontos de vista, para que o livro não se limitasse aos aspectos dolorosos da morte, muito menos os escondesse. “O livro é sobre o fim do mundo, sim, mas o intuito é valorizar a vida, entendendo que mesmo os momentos mais simples podem ser sublimes se estivermos dispostos a enxergá-los dessa forma”, analisa.

“Triste História do Fim do Mundo” é uma publicação da Editora Penalux e está também disponível na Amazon em versão digital.

Victor Hugo Felix

O escritor e jornalista, com passagem por diferentes veículos e agências de comunicação, vê na literatura uma forma de terapia. Victor Hugo Felix é também autor do romance “Anseios”, lançado em 2016 pela Editora Arwen, e do livro de poesias “Sobre amores, mágoas e passagens”, de publicação independente.

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *