Leituras da Bel

Professor Edvaldo Junior lança o livro Tempo de Palavra

O professor Edvaldo Junior vai lançar o livro Tempo de Palavra. A obra é uma reunião de contos e crônicas tracejados ao longo da vida. Edvaldo é um dos mais reconhecidos professores de Língua Portuguesa do Ceará. Já lecionou em escolas e cursos preparatórios. Agora, ele começa a carreira como escritor. O livro é ambientado no Pirambu, bairro onde Edvaldo cresceu e reside até hoje.

Edvaldo Junior é fã de Belchior

A tarde de autógrafos vai acontecer na sexta-feira, 10 de setembro, das 17 horas às 19 horas, no Na Taípa Cafeteria. Haverá música com Hélder Gondim. O livro será comercializado no local. A capa do livro é assinada por Descartes Gadelha.

Veja o comentário do historiador Airton de Farias sobre a obra Tempo de Palavra:

Quase 40 anos depois de ter sido adotado por Fortaleza, ou pela “minha cidade” em Fortaleza, Edvaldo Júnior me traz lembranças e palavras de um tempo que há muito jazia em algum lugar das memórias e do coração. Ao ler esta obra, não pude deixar de vê-la como um reencontro comigo mesmo. Dizem que os sujeitos, ao envelhecerem, têm a tendência de idealizar o passado e fazer um lengalenga sobre “como eram bons aqueles tempos e como tudo hoje não presta”. Um historiador sabe que nem o ontem nem o hoje são perfeitos e que há muitos os estudos das ciências humanas fizeram cair por terra mitos como o da evolução das sociedades ou de uma linha temporal. Apenas somos. Nas reconstruções memorialísticas, acrescentar o bom ou o ruim ao que somos, ou ao que fomos, dependente de das (re)construções, circunstâncias e embates do presente, dos sonhos do futuro, do lugar social que ocupamos e do que herdamos daquilo que se foi. A memória nada mais é que a presentificação do passado. Nesse sentido, o professor Edvaldo faz um passeio por suas memórias, tecendo numa rede aspectos da trajetória pessoal e componentes sociais e históricos da “minha cidade”, particularmente do bairro do Pirambu. Para além de dias, noites e saudades, o escritor nos presenteia com detalhes do cotidiano que, não raro, escapam às abordagens da imprensa e até de pesquisas acadêmicas, não raro, preocupadas com o “extraordinário” e com questões macroestruturais.

Edvaldo, Professor amado por seus alunos, de talento impar nesta labuta-arte de ministrar aulas em cursinhos preparatórios de concursos – espaço onde o conheci, pois já dividimos palcos em algumas salas da vida –, revela-se um escritor sensível. Um grande gramático e um excelente escritor, adjetivos e substantivos que nem sempre andam juntos. Sua prosa envolve. Por vezes, emociona. Por outras, traz risos. Tal um Carlito, que dá cambalhotas para driblar as dificuldades da vida, o autor consegue ao longo das páginas, mesmo em momentos de maior pesar, driblar o simplismo e trazer reflexões as quais nos dão sonhos e esperanças.

Surpreende que o estimado colega não tenha se aventurado antes no mundo das letras. Para além da forma, o conteúdo do texto chama a atenção demais. Aprendi muito lendo estas páginas – não apenas por travar conhecimento com elementos do dia a dia de uma época, mas, sobretudo, pelo humanismo e sensibilidade do autor. De certo modo, me senti representado pelo texto e pelas experiências de vida aqui relatadas. Por estas linhas, me vi também. Nestas páginas, há muita humanidade. Não aquelas idealizadas, mas uma humanidade de “gente de carne e osso”, pessoas com dilemas, virtudes e imperfeições. Gente grande. Vá lá, salte no livro. Conheça o Pirambu e suas gentes, aproveite a boa escrita do professor e mergulhe na vida e na alma de um humanista.

Serviço
Lançamento do livro Tempo de Palavra
Quando: sexta-feira, 10 de setembro
Horário: 17 horas às 19 horas
Onde: Na Taípa Cafeteria (Rua Dr. José Roberto Sáles, 3922B – Barra do Ceará – Vila do Mar)

Recomendado para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *