Plínio Bortolotti

STF: tudo indica que o “garoto” expôs conversa que ouviu dos adultos

1969 31

A essa altura do campeonato todo mundo já deve ter visto o vídeo do deputado federal do PSL, o “garoto” Eduardo Bolsonaro, ameaçando fechar o Supremo Tribunal Federal (STF), mandando para lá um “soldado e um cabo”. O vídeo foi feito em julho em uma “aula” que ele ministrava para uma turma de concurseiros da Polícia Federal, na cidade de Cascavel, no Paraná.

Quando veio à tona o disparate, Eduardo levou um leve puxão de orelha do pai, Jair Bolsonaro, que considerou uma brincadeira do “garoto”, um marmanjo de 34 anos. Normalmente, depois de declarações ameaçadoras, até para os padrões bolsonaristas, os responsáveis se retraem e correm para dizer que foi “brincadeira”.

O problema é que,três dias depois, em 12/7/2018, Eduardo repetiu o, digamos assim, gracejo em plena Câmara dos Deputados. Como noticiado pela revista Veja, ele falou em “ditadura” do STF, ressaltando a possibilidade de “ruptura” com o Supremo, caso a Corte viesse a declarar inconstitucionais medidas tomadas por um novo presidente da República, no caso o pai dele.

Assim, tudo indica que o “garoto” não estava brincando, mas, talvez, vocalizando o que ouve da conversa dos adultos no QG da campanha bolsonarista.

Recomendado para você

31 Comentários

  • Ramiro Loutz disse:

    Essa ilação do articulista indica unicamente a sua preferência\militância.

  • Francisco Ricardo disse:

    Bem, partindo do talvez, estamos especulando. Eu não gosto desse pessoal do Bolsonaro e essas pérolas sobre ditaduras, assim como não gosto do Dirceu e sua turma com a sua fala sobre “tomar o poder”. Todos permitem especulação!! São políticos verborrágicos e demagogos, o que o próprio Lula chama de “força de expressão” como no depoimento ao Moro em que justificou assim sua fala sobre prender os procuradores da Lava jato. São demagogos poque no fim das contas agem de forma diversa do que falam (veja os mandatos do Lula). O Haddad fez o mesmo ao dizer que o Bolsonaro tem que ser varrido da face da terra e o Bolsonaro ao dizer que tinha que varrer a petralhada do norte. Esses caras são duas piadas prontas… populistas e bocudos. Não sou purista a ponto de me sentir ameaçado nem por intenções de um lado ou de outro. Faltou mesmo um corretivo público e mais enérgico ao deputado vindo do pai e do PSL. Mas nada aconteceu ao Dirceu também, não é? São todos iguais dentro de suas diferenças ideológicas…

    • Plinio Bortolotti disse:

      Olá, Francisco, agradeço pelo comentário. Apenas uma correçãozinha. Bolsonaro não disse que ia “varrer”, disse que ia “metralhar a petralhada”.

  • Jorgelito Oliveira disse:

    Nossa frágil democracia passará pelo seu maior desafio. Esses autoritários medíocres e ligados ao atraso, vão dar trabalho. Não passam de arrogantes despreparados para lidar com a complexidade que é o Brasil.

  • ANÔNIMO ELEITOR disse:

    Realmente, Plínio, o “Garoto” não só ouviu como viu conversa de gente grande falando a respeito do “fechamento” do STF quando “sem querer” entrou no YOUTUBE e viu uns videozinhos marotos onde conversavam o honestissimo cidadão JOSÉ DIRCEU e o probo Deputado do PT WADIH DAMOUS.
    Ambos tinham esse mesmo pensamento, ou seja, que o STF é uma instituição que não merece a menor consideração.
    Como a mídia tem a memória curta, Meu Deus!

  • Marcelo Amaral disse:

    Isso, Plínio. Tal pai, tal filho. Fascista-mor, fascista-junior.

  • itamá disse:

    É mais um “BABACA” viúvo do PT, o colunista, claro.

  • Expedito Marques disse:

    Muito triste um colunista se pronunciar de forma tão partidária e tendenciosa, estão tentando se apegar tudo pra não perder o poder, muito triste e vergonhosa os meios de comunicação do Brasil.

  • Eduardo disse:

    Plínio, gosto de ler sua coluna. Mas sei que sua opinião política é parcial e tem lado, sempre a favor da esquerda. Existe colunista desse jornal com orientação à direita? Gostaria de ler opiniões dos dois lados.
    Um forte abraço.

    • Plinio Bortolotti disse:

      Olá, Eduardo, eu me classifico como esquerda no arco político, nunca escondi isso: o que não quer dizer que defenda um partido específico. Quanto aos demais colunistas, não serei eu a classificá-los. O que posso lhe dizer é que há muita diversidade entre os que escrevem para o jornal. Agradeço o comentário.

  • Paulo Ricardo disse:

    Plinio você tem que se conformar,JÁ GANHAMOS AS ELEIÇÕES,não tem mais este seu mimimi de esquerdista inconformado.Se é tão isento,faz uma critica ao sapo barbudo presidiário,quando disse que o STF estava acorvardado,quando o criminoso condenado José Dirceu disse que iria tomar o poder a força e o deputado do PT que falou para todo mundo ouvir que o STF DEVERIA SER FECHADO.DEIXA DE TOMAR PARTIDO,É FEIO,VOCÊ VIVE DISSO,TEM QUE TRANSMITIR SINCERIDADE.OS MILITARES QUE VOCE TANTO AMA,JÁ ESTÃO AMOLADO AS BAIONETASKKKKKKKKKKKKK

    • Plinio Bortolotti disse:

      Olá Paulo Ricardo, vou levar em conta suas sugestões, principalmente por conta das baionetas. “Já ganhamos”?: você deve estar se sentindo o máximo, um participante do círculo íntimo de Bolsonoro, né não?

  • Geovane disse:

    Que absurdo ele ter dito isso! Mais absurdo ainda foi o STF ter minimizado!
    Por essa e muitas outras barbaridades que voto Haddad Presidente!

  • Zé Bob disse:

    Olá Plínio, sou apreciador de seu programa de rádio, gosto muito dos debates, embora não concorde com algumas posições políticas ali defendidas (felizes consequências de uma democracia). Como já foi exposto por outros leitores, a ideia de fechar o STF já percorreu direita, centro e esquerda sem respeitar as “faixas”. Somente agora é multada? Algo errado, né? Como diz o ditado: “Pau que bate em Chico, também bate em Francisco”. Isto é democrático e justo. O STF erra ao ser parcial, escancarando sua deficiência cívica. Precisamos de uma Corte Suprema mais competente e mais comprometida com a sociedade. Bom dia.

    • Plinio Bortolotti disse:

      Ok,Zé Bob, mas, uma pergunta: podemos concordar que propor mudanças na estrutura da Justiça do país, respeitando-se a legalidade, é uma coisa – e mandar “um cabo e um soldado” para fechar o STF é outra muito diferente? E duas assertivas: 1) É mais grave agora, dito por quem disse, porque esse grupo pode chegar ao poder, portanto, pode aplicar as ameaças que faz; 2) Nunca haverá uma Corte que seja considerada por todos como “imparcial”, sempre haverá contestações, e isso não é problema, desde que as decisões sejam respeitadas e a instituição fique preservada. Agradeço o seu comentário.

  • Fábio disse:

    O nobre jornalista fez algum comentário sobre as declarações de Waldir Damos e José Dirceu, tão ou mais graves que a do deputado falastrão?

    • Plinio Bortolotti disse:

      Olá, Fábio, Não fiz, mas fique a vontade para fazê-lo. Se for um texto sem xingamentos (não estou dizendo que você vá usar desse expediente, é só para deixar claro) e sustentado fatos, ficará por aqui. Só peço que não ponha links, pois não costumo publicá-los.

  • Ney Madeira disse:

    Acho que os dois maiores jornais de Fortaleza deveriam ter uma postura mais neutra em relação as eleições. Não é o que vem ocorrendo. Escandaliza de um lado e fecha os olhos para outro. O que o Eduardo falou e ‘fichinha’ perto do que já ouvi da esquerda.

  • João Cândido disse:

    E sobre os comentários “democráticos” de Damous e Dirceu???…zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz…

    • Plinio Bortolotti disse:

      Olá João, primeiro fico feliz em ter-lhe proporcionado um bom sono. Pelo menos, para isso, meu texto serviu. Quando você acordar, se quiser escrever sobre “Damous e Dirceu”, você pode fazê-lo. Por que você não inicia um blog? Tenho certeza de que deixará seus leitores acordados.

  • Reginaldo Rodrigues disse:

    Boa noite!
    Seria interessante tds lerem um livro muito interessante intitulado : O Triste Fim de Picarpo Quaresma de Lima Barreto.Independentemente do resultado desse pleito , depois que tds estiverem com os ânimos e espiritos um pouco mais tranquilos.Grato a tds.

    • Plinio Bortolotti disse:

      Olá, Reginaldo, grande Lima Barreto. Muitas de suas crônicas são atuais até hoje. Em muitas delas combatia o que hoje se chama de feminicídio. Ele ficava horrorizado com homens que tratavam as mulheres “à valentona”. Um de seus textos termina assim: “Deixem as mulheres amar em paz”.

  • Francisco disse:

    Por que razão o Jornalista não comentou aqui quando o Wadir Damous, Deputado Federal pelo pT do RJ, disse, em Aberto/2018, que ‘É PRECISO FECHAR O SUPREMO’ ???
    Para o jornalista, sendo do pT pode dizer qualquer coisa mas os demais têm de calar, é isso ????

  • Francisco disse:

    Por que o nobre jornalista não fez qualquer comentário sobre as declarações bem piores e surras, de Waldir Damos e José Dirceu, mais graves que a do deputado Eduardo ?

\

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *