Política

AL-CE suspende sessão desta quarta em respeito à morte de ex-deputado

Haroldo Mota morreu neata terça-feira, 20 (Foto: Fco Fontenele, em 01/01/2005)

A sessão desta quarta-feira, 21, da Assembleia Legislativa do Ceará (AL-CE) foi suspensa em decorrência da morte do ex-deputado Aroldo Mota, ocorrida nesta terça. A suspensão foi proposta pelo deputado Odilon Aguiar (PMB). O deputado Julinho (PDT), que presidia os trabalhos, pediu minuto de silêncio em homenagem póstuma.

Natural do município de Tauá, Aroldo Mota, 84 anos, era advogado e um dos nomes mais respeitados na área do Direito Eleitoral. Foi deputado estadual por duas legislaturas, e também atuou na literatura, publicando obras como “Abuso do Poder Econômico no Direito Eleitoral” e a “História Política de Tauá”.

Odilon Aguiar comentou que a cidade de Tauá amanheceu triste pela perda de um filho ilustre da terra. “Era um homem culto, de inteligência aguçada e que, ao longo da vida, deu vasta contribuição para a sociedade cearense”, exaltou.

O deputado Sérgio Aguiar (PDT) lembrou que Aroldo Mota foi contemporâneo do seu avô Murilo Aguiar, como deputado, “procurando sempre conduzir a sua atuação com ideias firmes e respeitando as legislações eleitorais”.

Já o deputado Dr. Santana (PT) destacou que Aroldo Mota é considerado o pai do Direito Eleitoral no Ceará. “Ele teve um trabalho marcante no movimento de redemocratização do Brasil, porque sempre teve um compromisso forte com a democracia”, pontuou. O petista assinalou ainda que a missão na terra de Aroldo Mota foi cumprida com zelo e dedicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 − um =