Política

TJ-CE confirma dois novos desembargadores para o pleno da Corte

Novos desembargadores Mauro Liberato (esquerda) e Francisco Carneiro Lima (direita). Ao centro, o presidente do TJ-CE, Francisco Gladyson Pontes (Divulgação)

Novos desembargadores Mauro Liberato (esquerda) e Francisco Carneiro Lima (direita). Ao centro, o presidente do TJ-CE, Francisco Gladyson Pontes (Divulgação)

O Tribunal de Justiça do Ceará definiu nesta segunda-feira, 26, dois novos desembargadores para o pleno da Corte. Em avaliação que ocorreu durante a manhã, foram escolhidos os juízes Mauro Liberato e Francisco Carneiro Lima, pelos critérios de merecimento e antiguidade, respectivamente.

Sem surpresas, sessão desta segunda-feira apenas “confirmou” a indicação dos nomes, que já era dada como certa nos bastidores da Corte.

Mauro disputou com outros dezenove juízes e ocupará vaga aberta pela morte do desembargador Francisco Barbosa Filho, falecido em 30 de março deste ano. Na disputa por merecimento, ficou em segundo lugar o juiz Henrique Jorge Holanda Silveira e em terceiro o juiz Sérgio Luiz Arruda Parente.

Já Francisco Carneiro Lima foi confirmado para a vaga aberta pela aposentadoria do desembargador Luiz Gerardo de Pontes Brígido. Ex-presidente do TJ, Brígido antecipou aposentadoria neste ano.

PERFIS

Francisco Mauro Ferreira Liberato – começou a carreira de juiz no ano de 1993, na Comarca de Solonópole. Foi titular em Aracoiaba, Pacatuba e Santa Quitéria. Em 2001, passou a ser juiz auxiliar de Fortaleza e, no ano de 2003, a desempenhar a função no 4º Juizado Especial Cível e Criminal da Capital. Iniciou na 1ª Vara do Júri em 2004 e, em 2010, chegou à 21ª Vara Cível. Atuou ainda nas Turmas Recursais e como auxiliar da Corregedoria-Geral da Justiça e da Diretoria do Fórum Clóvis Beviláqua.

Francisco Carneiro Lima – ingressou na magistratura em 1988, na Comarca de Novo Oriente. Foi ainda juiz em Itapajé e Itapipoca. No ano de 1994, passou a titular da 4ª Vara de Execuções Fiscais e de Crimes contra a Ordem Tributária de Fortaleza. Integrou, de 2011 a 2013, as Turmas Recursais do Fórum Dolor Barreira. Desde de 2015 atua como juiz convocado do Tribunal de Justiça do Ceará, atualmente fazendo parte da 1ª Câmara Criminal.

Recomendado para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.