Política

“Foram dois pesos, duas medidas”, diz RC sobre decisão do Senado sobre Aécio

O prefeito deu as declarações em almoço com empresários na manhã desta sexta-feira, 20 (Foto: Fabio Lima/O POVO)

Votação no Senado que devolveu o cargo a Aécio Neves (PSDB-MG) foi de “dois pesos, duas medidas”, segundo o prefeito de Fortaleza Roberto Claudio (PDT). “Eu acho que deveria ter se dado a ele o mesmo tratamento que foi dado a outros senadores que passaram por situações semelhantes, é no mínimo estranho que tenha havido tratamento diferente para fatos comuns”, afirmou em referência ao ex-senador Delcídio do Amaral, cuja prisão no exercício do mandato foi aprovada pela Casa.

Sobre a votação na Câmara dos Deputados que decidirá sobre a abertura, ou não, da denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB), o prefeito limitou-se a dizer que “é o mesmo congresso para uma denúncia muito parecida, é possível que aconteça o mesmo que aconteceu na denúncia passada”.

O vice-prefeito Moroni Torgan (DEM) defendeu que Aécio e Temer fossem logo investigados. “Eu sempre sou favorável à transparência, quando se tem dúvidas sobre as pessoas, nós temos que tirar a dúvida o mais rápido possível, não gosto de nada que alongue o procedimento”, disse.