Política

Deputados retiram apoio e auditor do TCE deixa páreo por vaga na Corte

Auditor Itacir Todero substituía Teodorico Menezes no TCE (Foto: Sara Maia/O POVO)

Auditor Itacir Todero substituía Teodorico Menezes no TCE (Foto: Sara Maia/O POVO)

A Assembleia negou ao auditor Itacir Todero, do Tribunal de Contas do Estado (TCE), o direito a uma sabatina para vaga titular na Corte. Substituto do conselheiro afastado Teodorico Menezes há seis anos, Todero tentava ser efetivado no cargo em indicação do Legislativo, mas não conseguiu o número mínimo de assinaturas para entrar na disputa.

“Houve a ausência superveniente dos requisitos consagrados regimentalmente para fins de indicação”, diz parecer da procuradoria da Casa. Para entrar no páreo, Todero precisava das assinaturas de um quinto dos deputados da Casa, nove. Ele chegou a conseguir os apoios, mas acabou fora após Dr. Santana (PT) e Joevá Mota (Pros) retirarem assinaturas.

Ao O POVO Online, Todero lamentou a decisão a medida e a classificou como “artifício” para retirá-lo da disputa. Ele destaca que, no momento da recusa, a indicação já havia sido protocolada com as assinaturas necessárias. “Disse que eles não precisavam desse artifício para me tirar da disputa. Até propus uma sabatina conjunta, mas eles não querem”.

Ernesto Saboia será sabatinado hoje

Único nome que conseguiu o número mínimo de assinaturas necessárias, o conselheiro do extinto Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) Ernesto Saboia será sabatinado para a vaga do TCE às 14h30min desta terça-feira. Apoiado pelo governador Camilo Santana (PT), ele tem candidatura questionada na Justiça pelo deputado Heitor Férrer (PSB).

Saboia conseguiu “caminho livre” na disputa após o deputado Fernando Hugo (SD) retirar candidatura ao cargo. O parlamentar, que chegou a reunir mais de 30 assinaturas para a vaga, desistiu da disputa após conversa com o governador Camilo Santana.

Auditor de contas de carreira do TCE, Itacir Todero era apoiado por servidores concursados da Corte. Eles chegaram a lançar uma campanha em defesa da candidatura, que cobrava indicação técnica para a vaga.

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *