Política

Ex-secretário da Saúde de Camilo é cogitado para vice do general Theophilo

Por Carlos Holanda, especial para O POVO

Carlile Lavor, na época em que era secretário de Camilo. (Foto: Edimar Soares, em 20 de fevereiro de 2015)

A escolha do candidato a vice-governador na chapa do general Guilherme Theophilo (PSDB) se afunila. Conforme o ex-governador Lúcio Alcântara (PSDB), o partido está entre dois perfis: um médico da região Sul e mulher com atuação na Região Metropolitana de Fortaleza.

Ao Blog Política, a candidata ao Senado, Mayra Pinheiro (PSDB), confirmou a informação. Disse ainda que o médico cogitado é o nome de sua preferência e o preferido da região, tendo seu “respeito e admiração”. Não quis, entretanto, informar de quem se trata, alegando que o médico ainda conversa com a família para a decisão. Ainda segundo Mayra, o partido entende o sul do Estado, onde Camilo Santana (PT) nasceu e fez política, como historicamente e estrategicamente importante dentro dos planos ao Palácio da Abolição.

Leia também: PSDB tentou dono das lojas Zenir para vice de Theophilo

O Blog Política apurou que um nome que tem sido cotado é o do médico Carlile Lavor. Natural de Jucás, na região Centro-Sul do Estado, ele foi secretário da Saúde no primeiro governo Tasso Jereissati (PSDB) e ocupou o mesmo cargo nos primeiros meses da administração Camilo Santana.

Em conversa com o blog, Carlile disse que o assunto não foi tratado com ele.

Mulher da Região Metropolitana

A deputada estadual Fernanda Pessoa (PSDB) também ouvida pelo Blog Política, descartou o próprio nome como sendo a tal mulher com atuação na Região Metropolitana. Garantiu que é candidata a deputada estadual. Sobre o médico, disse que não divulgaria o de quem se trata, já que Lúcio Alcântara não quis falar. Agora, segundo Fernanda, a chapa PSDB-Pros está somente entre essas duas opções.

A definição do vice da chapa de oposição deve ocorrer nesta quarta-feira, 1º.

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *