Política

PT aprova candidatura de Marília Arraes em Pernambuco

Pré-candidata ao Governo de PE, Marília Arraes comemora resultado de plenária hoje à noite (Foto: Leo Motta/JC Imagem)

 

Por ampla maioria dos votos (230 a 20), a executiva estadual do PT em Pernambuco aprovou no fim da noite de hoje a candidatura da vereadora Marília Arraes ao Governo do Estado. Houve apenas uma abstenção.

O resultado contraria decisão da executiva nacional do partido, que, durante reunião ontem, deliberou pela retirada da postulação petista no Estado como parte de um acerto com o PSB.

Em troca da saída de Marília da disputa ao Governo e do apoio petista em outros três estados (Acre, Amapá e Minas Gerais), os socialistas devem se manter neutros na corrida ao Palácio do Planalto. O gesto, orquestrado pelas cúpulas dos dois partidos, foi um golpe no presidenciável Ciro Gomes (PDT), que vinha tentando atrair o PSB como forma de ampliar o tempo de propaganda eleitoral na rádio e TV.

A decisão do PT em Pernambuco vai ser submetida ao Diretório Nacional da sigla nesta sexta-feira, mesmo dia em que o partido também avalia recurso apresentado por dirigentes petistas contra o acordo selado com o PSB. Entre os que assinaram o documento, está a deputada federal e ex-prefeita de Fortaleza Luizianne Lins.

De acordo com pesquisas de intenção de voto mais recentes, Marília, neta de Miguel Arraes e prima de Eduardo Campos, morto em 2014, está em situação de empate técnico com o atual governador Paulo Câmara (PSB), que concorre à reeleição – ambos aparecem com cerca de 15%.

Vice-presidente nacional do PSB, Câmara foi um dos principais articuladores do acerto entre os dois partidos no Estado. O chefe do Executivo pernambucano tem interesse direto na retirada do nome de Marília da briga pelo Governo.

Candidato ao Senado na chapa governista, Humberto Costa (PT) foi recebido com vaias e gritos de “golpista” na plenária na qual se reuniram 251 delegados do PT em Pernambuco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *