Política

Elite mantém “pacto surdo” por PT e PSDB no 2º turno, diz Cid

Cid critica ação do PT para esvaziar candidatura de Ciro (Foto: Evilázio Bezerra/O POVO)

Cid critica ação do PT para esvaziar candidatura de Ciro (Foto: Evilázio Bezerra/O POVO)

O ex-ministro Cid Gomes (PDT) criticou nesta quarta-feira, 8, ação do PT nacional que evitou adesão do PSB ao bloco de Ciro Gomes (PDT) à Presidência da República. Segundo Cid, a ação integraria um “pacto surdo” da elite brasileira para garantir disputa entre petistas e tucanos no segundo turno da eleição deste ano.

“É um pacto surdo da elite brasileira de manutenção de poder nacional (…) um pacto desejando que as coisas permaneçam como sempre são: O PSDB disputando contra o PT e o PT disputando contra o PSDB. É isso que nós temos denunciado”, disse Cid, em entrevista ao programa Focus Jangadeiro, da rádio Tribuna Band News.

Leia mais: Cid diz que “recomendará” voto a Eunício “em homenagem a Camilo”

“Antes da pré-campanha o Ciro estava andando o Brasil. Aí você tem depois uma etapa em que se oficializa a candidatura, e entra em uma nova fase. É aí que entram os conchavos, as reuniões de gabinete”, criticou Cid, um dos articuladores da campanha de Ciro a presidente.

“O PT não quis o PSB, ou pelo menos o esforço que ele fez de intervir na estrutura do PT de Pernambuco, não foi porque ele quis o PSB, mas simplesmente porque ele não queria ter a coligação do partido com o Ciro. Foi isso que ele denunciou, mas é parte do jogo”.

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *