Política

No que Bolsonaro foi bem e no que foi mal no debate da Band

1624 13

Talvez a maior expectativa sobre o debate desta quinta-feira, 9, entre os candidatos a presidente fosse sobre Jair Bolsonaro (PSL). Não só por ele liderar as pesquisas, mas porque, afinal, era sua estreia em debates. Ele vinha se mostrando hesitante sobre ir para o enfrentamento com os adversários. No balanço final, houve surpresas e confirmação de aspectos previsíveis.

Bolsonaro com assessores durante um dos intervalos do debate. (Foto: Nelson Almeida/AFP)

De cara, pode-se dizer que, dentro do que se espera dele, Bolsonaro não foi nem um desastre completo nem um sucesso estrondoso. Isso considerando quem ele é e o discurso que faz. Passou longe de mostrar eloquência, desenvoltura. Foi tímido e não se destacou. Mas, pelo menos manteve relativa calma.

Nessa primeira fase da campanha, o mais importante para ele é não perder votos, e provavelmente conseguiu. Salvo para o até então desconhecido Cabo Daciolo (Patriotas) que, daquele jeito, dialogou com eleitorado que é do candidato do PSL.

Ainda assim, eleitores de Bolsonaro devem ter gostado da forma como se saiu quando mais pressionado. Havia dúvida se manteria a calma e isso aconteceu quase todo o tempo. Salvo quando pediu direito de resposta a Ciro, negado com razão, e ficou esbravejando.

Proposta impopular

Afora a calma quase em todo o debate, Bolsonaro apresentou algumas surpresas. Logo em sua primeira intervenção, fez discurso bastante impopular. Reconheceu que diria algo que lhe tiraria votos. É surpreendente e tem lado positivo, que explico adiante.

O capitão do Exército falou aberta e explicitamente da retirada de direitos trabalhistas. Disse que eleitor terá de decidir se quer menos direitos e ter emprego ou todos os direitos e desemprego. Bolsonaro disse ainda que prefere perder voto a ser eleito e não poder governar.

O lado bom nisso é que os governos costumam tomar medidas impopulares, mas nunca dizem isso antes. Nunca informam o que farão, para manter os votos. É realmente ótimo que Bolsonaro diga isso de cara. É uma tese que muitos economistas defendem, muitos outros candidatos que não falam isso, e ele tem direito de dizer.

O eleitor já sabe que ele pretende reduzir direitos trabalhistas. Se, mesmo assim, resolver votar, está sabendo de antemão.

O lado ruim

Se Bolsonaro teve esse mérito, da transparência e sinceridade, foi desolador e assustador ver o quanto seu campo de compreensão é limitado, o quanto é restrita sua capacidade de articulação de raciocínio.

Álvaro Dias (Podemos) perguntou a ele sobre mortalidade infantil e recebeu uma das respostas mais vagas e sem conteúdo da história dos debates políticos. “Sabemos que muitas medidas têm de ser tomadas. A começar por saneamento básico, entre tantas outras”. Hein? Que raio de resposta é essa? Ridícula, infame.

Perguntado por Ciro Gomes (PDT) sobre a qualidade da educação, Bolsonaro falou das escolas militares. De implantar em capitais que não têm. Gente, há ótimos colégios militares, sim. Mas, o assustador é a estreiteza de visão. A incapacidade de enxergar dois passos além do mundinho. De achar que todas as soluções sairão do mesmo lugar. Que coisa desoladora.

Recomendado para você

13 Comentários

  • CARLOS disse:

    E´Melhor JÁ IR se Acostumando Esquerdinhas, propostas boas é Mensalão e Petrolão, Bolsonaro para acabar com a Corrupção dos Comunistas Petrlhas, é isso que o Brasil precisar um Basta na Corrupção e Punição a todos os bandidos, o resto é mimimi de Esquerdopatas com medo de perderam a Mamata dos Cofres Públicos.

  • Francinei Bertotti disse:

    Tu é petista?

  • francisco disse:

    Pois bem, Bolsonaro Presidente é a Única Opção de Mudar de Verdade.

  • Milanêz disse:

    O Brasil orecisa urgentemente de alguem que tenha autoridade para enfrentar as picaretagens dos “velhos” politicos.
    Velhos no agir em beneficio proprio e esquecendo o POVO.
    Bolssonaro ou Ciro. Os dois capazes de enfrentar estes trastes políticos

  • Felipe Augusto disse:

    Erico firmo amigo…

    Procure ser imparcial na sua matéria. Você estava indo tão bem até o veneno escorrer na parte negativa do bolsonaro. Com palavras ” ridículo ” e ” infame”. Bolsonaro realmente é um candidato diferente e possivelmente será eleito presidente da República. Mas a maior mídia quem faz é o próprio jornalismo.

  • Oliveira disse:

    Quando perguntaram sobre educaçao ele nao falou apenas sobre escolas militares nao.

    Ele disse que era preciso investir mais no ensino básico (“inverter a pirâmide” — expressao exata que ele usou) e td disse que era preciso reestabelecer a autoridade do professor em sala de aula (lembrou mto corretamentr que há casos volumosos de alunos acossando professores em sala de aula). E, pra finalizar, qualquer estatistica sobre desempenho de alunos de escolas públicas poem as escolas militares (seja qual for o matiz) MUITO acima das civis. Sabe o motivo? Resp: LÁ TEM AULA!!! Numa escola civil cada professor ensina 15 quando muito 20 min (descontínuos) de uma aula com 50 min, o rest9 do tempo é negociando com a classe. Isso acontece em 80 a 90% das escolas públicas nao militares. E mais: militarizar TODASnas escolas é impossível, além do que está sob o condao dos gov estaduais e nao do presidente que nao pode criar escola da PM , nao é da competencia dele… ele so pode criar colegios militares do exercito.

    De tudo isso eu concordo com quase tudo com o Bolsonaro. Tirando só a parte da inversao da piramide. Penso que o que é investido no ensino básico é suficiente, falta recuperar a autoridade/disciplina dentro da escola (que em mtos casos virou depósito de crianças) e COM OS MESMOS RECURSOS fazer um arranjo onde o prof acabe ganhando mais, cortando outros

  • Willian disse:

    De todos candidatos o único que pode romper esse establishment sujo e sórdido que esta levando o Brasil para a cova é o Bolsonaro ou talvez o Álvaro Dias. Não adianta as pessoas delirarem que Alckmin, Marina ou Ciro vão mudar alguma coisa nesse Brasil, serão só mais 4 ou 8 anos escorregando no mar de m* que nos colocou nessa situação.

  • José Reis Duarte e Silav disse:

    Coisa desoladora p gente como vcs “articulistas” que vivem numa bolha. Fez um elogio aqui outro ali p se passar como isento. Engana mais não meu irmão, a casa de vcs caiu!!!! Melhor começar a procurar e emprego e trabalhar de verdade… Com menos direitos kkkkkkkkkkkk. Bolsonaro Presidente!!!!!!

  • Marilu disse:

    Foi uma verdadeira porcaria, só fala besteira, um completo idiota,dá vergonha de v ele debatendo,é um asno,e o animal nem merece essa referencia, é uma ofensa a natureza .

  • Jorge disse:

    O Bolzonaro se não ganhar pd entrar p ser comediante, vai fazer mais sucesso q o Tiririca

  • Fred disse:

    O Bostaro é um bosta mesmo! Sabe de porra nenhuma ao cubo, é mesmo um momento de sorrir da desgraça qnd se assiste um debate ao qual o mesmo fica lá pagando mico e ainda tem encefálo q vota nele .

  • Lucio Holanda disse:

    Essa técnica de alisar com uma mão e bater com a outra para aparentar isenção funciona em rádios do sertão, mas em um jornal desse porte só baixa o nível da imprensa. Ridículo, patético.

\

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *