Política

Feminismo é “ameaça à sociedade” e “bandeira podre”, diz deputada

6056 6
Silvana criticou o feminismo da tribuna da Assembleia (Foto: Divulgação)

Silvana criticou o feminismo da tribuna da Assembleia (Foto: Divulgação/AL-CE)

Conhecida pelas polêmicas com bandeiras progressistas, a deputada Dra. Silvana (PR) virou o arsenal de críticas nesta terça-feira, 4, para o movimento feminista brasileiro. Acusando ativistas do segmento de tentar “destruir a paz social”, a parlamentar usou a tribuna da Assembleia para alertar a população contra o “risco” do feminismo para a sociedade.

“Eu represento uma sociedade cristã. Eu luto por uma sociedade feminina que não odeia os homens”, disse Silvana. A deputada, que é também pastora evangélica, acusou ainda o movimento de só defender “bandeiras podres”, com o aborto e a “ideologia de gênero”. “O feminismo hoje traz riscos para a família (…) foi de onde surgiu a ideologia de gênero”.

Por ideologia de gênero, a deputada entende recentes articulações de movimentos sociais para incluir em programas de escolas o ensino do respeito à diversidade sexual e combate à discriminação de LGBTs. Adotado por segmentos conservadores, o termo é criticado por entidades de direitos LGBTs.

Depois da fala de Silvana, o deputado Fernando Hugo (PP) complementou a fala da colega. Segundo o deputado, é preciso lutar pela “respeitabilidade do ser humano”, seja homem ou mulher. Segundo ele, ser feminista é “lutar pelo ser humano e manter o toque de feminilidade”. (com informações da AL-CE)

Recomendado para você

6 Comentários

  • maria disse:

    Se ela pensasse só um pouquinho, descobriria que se hoje ela é deputada, médica; sabe ler e escrever e tem condições de abrir a boca pra dar uma “opinião”, tudo se deve ao feminismo. Ou seja, é uma inútil.

  • Esta ” senhora” não sabe nem aonde o galo esta cantando é uma completa ignorante e muito…muito mal informada…apesar de ser médica…que tristeza para os médicos(as)…começo vários e são muito sábios. Sugiro que este ser volte para a escola e vá estudar História. A coitada não sabe ou não quer saber que ela só é deputada por causa de lutas histórias de verdadeiras mulheres batalhadoras e lutadoras que defenderam bravamente a conquista desse direito fundamental. Foi a luta de feministas. Te alui criatura!

  • Pastora acéfala disse:

    Quanta ignorância!! Podre mesmo é a religião governando cérebros vazios no legislativo.

  • Pablo disse:

    PR e fundamentalismo aqui são sinônimos. Não vale a pena perder tempo.

  • Adriana da Silva Araújo disse:

    Essa senhora não sabe separar o joio do trigo, como prega a Bíblia. Não sabe ela que foi pelo feminisno e pela luta das feministas que ela teve a oportunidade de estar no cargo público que ocupa hoje? É bem verdade que algumas pessoas acabam por deturpar filosofias e movimentos, como acontece com o feminismo e com tantos outros, inclusive com a política. Vá se informar, deputada! E ore pelas feministas que lutaram e até morreram por nossos direitos. Assista ao filme As Sufragistas e meça suas palavras cheias de ódio e ignorância!

  • Souza disse:

    Quer ser contra os feminismo comece rejeitando as conquista do grupo. No caso dessa deputada e atualmente candidata a reeleição, rejeite seu cargo, seu direito de competir com homens e os bens conquistado no período que você desfrutou da igualdade de gênero defendida pelo feminismo. Pior que os extremista são os mal-agradecidos, estes são a hipocrisia em forma humana

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *