Política

Fernando Haddad precisa vir ao Ceará buscar Ciro; e para ontem

848 7

Ciro precisa estar no centro da campanha (Foto: Carlos Holanda/Especial para O POVO)

Sejamos claros logo de partida: a preço de hoje, candidatura de Fernando Haddad (PT) contra Jair Bolsonaro (PSL) não vai nada bem. Saindo do primeiro turno atrás, com 29,28% contra os 46,03% do capitão, o petista já entra na disputa carregando ainda o peso do desgaste petista e a vitória de um Congresso muito pouco afeito às suas ideias.

Isso significa que é impossível para o candidato reverter o quadro? De forma alguma. Segundo turno, como já ficou convencionado dizer, é outra eleição. E nessa nova disputa, é fundamental ajustar o discurso de olho naquilo que ficou de fora na primeira rodada. Aquilo, no caso, toma forma hoje como o vencedor da disputa no Ceará, Ciro Gomes.

Não falo aqui apenas no mero aceno ao eleitorado de Ciro, fechado no domingo em 12,47% dos votos. Até pela proximidade dos discursos, já é esperado que maior parte desses eleitores migrem para o candidato petista naturalmente. Para vencer Bolsonaro, Haddad precisa convencer também eleitores menos radicais de Bolsonaro – sim, eles existem aos montes.

Figura das mais marcantes no 1º turno pelas propostas inusitadas e debate programático, Ciro pode, no centro da coordenação da campanha petista, emprestar a Haddad talvez o que mais faltou na campanha do adversário no 1º turno: Protagonismo. Até agora, o candidato petista não conseguiu passar imagem além de “mensageiro” sob a sombra de Lula e fiel defensor do ninho petista.

A situação desagradaria a militância, mas, se planeja bater Bolsonaro, Haddad precisa se afastar do ex-presidente e dos velhos caciques e começar a trilhar caminho próprio rumo ao centro – buscando até FHC e setores democratas do PSDB. O lulismo, hoje maior que o PT, é bom para fortalecer laços entre convertidos, mas fala muito pouco para os não adeptos.

Em síntese, apoio de Lula levou Haddad para o segundo turno, mas não o garante na posse de 1º de janeiro. Se quiser convencer o eleitorado não radicalizado, o petista precisa abandonar a retórica de ataque ao Judiciário e às elites e buscar a moderação. Ciro, que passou o 1º turno inteiro insistindo pelo debate de propostas, precisa estar no centro disso.

Recomendado para você

7 Comentários

  • cleiton monteiro paiva disse:

    Engraçado a preocupação do jornal, esse recado veio do bandido lula direto pra redação??? ou foi pro poste?? … ah tá, o jornalzinho comunista esta só cumprindo ordens do preso. Que vergonha.

  • Jessé disse:

    Vamos lá sem critica .sem ataques . vamos escolher o de melhor para o Brasil .chega de PT.o Brasil precisa de mudança .e o povo sabe o que quer .então vamos de Bolsonaro chega de ser-mos enganados .que Deus abençoe e ilumine vocês Brasileiro vote consciente ok para não se arrepender depois .digo mais uma vez chega de PT . Eles acabaram com o país . Vamos juntos reconstruir um país digno.pra isso vote Bolsonaro presidente.ok

  • fucker disse:

    FUCK THIS SHIT- CHEGA DE PT PORRA

  • Francisco disse:

    Faltou vc pedir o voto dos leitores

  • Júnior Ferreira disse:

    Nossa q jornalismo pobre e tendencioso,me parece desespero,de q não admite a derrota iminente!!

  • eugenio menezes disse:

    esse comentarista não sabe e de nada sobre politica Ciro tem votos mas não e como ele pensa o povo não tem dono, uma grande maioria do povo não que o Pt no poder de volta não,esse que se dize jornalista deve achar que o nosso Ceara e o centro do universo ou do mundo deveria entrar na justiça pedindo de volta algumas mensalidade do colegio onde eles estudou , enganaram ele. ok

  • Daniel disse:

    Pede logo voto para o Hadad, é mais honesto da sua parte, jornalista.

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze + cinco =