Política

Bolsonaro pode vir ao Ceará para agenda de dois dias, diz presidente estadual do PSL

4776 1
Bolsonaro no Ceará

Bolsonaro visitou o Ceará antes do primeiro turno da eleição (Foto: Júlio Caesar/O POVO)

Presidente estadual do PSL, Heitor Freire, está no Rio de Janeiro negociando com a direção nacional do partido a presença de Jair Bolsonaro por dois dias no Ceará nesse segundo turno da eleição presidencial. Ao Blog Política, o também coordenador da campanha do militar da reserva no Estado disse que até sexta-feira, 12, terá definição.

A condição clínica do candidato deve fazer a diferença na decisão, já que o presidenciável ainda não foi liberado para fazer longas viagens.

“Jair Bolsonaro está muito bem de saúde, a minha impressão é que ele está 100% normal, mas como ele é muito disciplinado está seguindo à risca a orientação dos médicos. Quando ele tiver essa liberação por completo viaja para estados mais distantes como o Ceará”, conta o recém eleito deputado federal pelo PSL.

Heitor explica que uma visita mais longa do deputado, com idas inclusive à cidades do Interior, é necessária para que “mentiras sejam desconstruídas”.

“O Interior precisa conhecer Jair Bolsonaro. Precisamos desconstruir mentiras que foram faladas sobre Bolsonaro, como que ele vai acabar com o 13º, que vai acabar com o Bolsa Família, ou que ele vai recriar a CPMF. Ele vai acabar com as fraudes”, diz.

Sobre a costura de apoios políticos, o presidente estadual do PSL afirma que já iniciou conversas com nomes eleitos por outros partidos. Quem já anunciou que apoiará o capitão da reserva foi o deputado federal melhor votado neste pleito, Capitão Wagner (Pros).

Outro nome importante que declarou apoio foi Eduardo Girão (Pros), eleito senador em votação surpreendente. No entanto, os dois fazem parte de partido que apoia Fernando Haddad no plano nacional.

Além dos quadros políticos, Heitor Freire deposita grande esperança nos apoiadores voluntários do candidato e que espera conseguir “unir a direita e os conservadores” em torno da candidatura. Carreatas serão usadas para mobilizar a militância.

Recomendado para você

1 comentário

\

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.