Política

Ministro garante recursos para Centro de Inteligência depois das eleições

Eunício Oliveira, Camilo Santana e o ministro Raul Jungmann participam de encontro hoje (Foto: divulgação)

Em reunião com o governador Camilo Santana (PT) e o senador Eunício Oliveira (MDB) na manhã desta quarta-feira, o ministro da Segurança Raul Jungmann garantiu repasse de recursos para a implantação do Centro Regional Integrado de Inteligência no Ceará.

“Vencido o período de defeso eleitoral, nós estaremos de fato implantando no Ceará o primeiro Centro Regional Integrado de Inteligência, que é fundamental para o combate ao crime organizado”, disse o ministro.

De acordo com Jungmann, o Estado foi escolhido para receber o equipamento porque o “governador vem desenvolvendo um trabalho voltado para inteligência que tem dado resultado e sido um exemplo”.

Além do centro, o chefe da pasta da Segurança também assegurou verba para a construção de duas unidades prisionais no Estado.

O encontro foi a primeira agenda de Camilo e Eunício após as votações do primeiro turno.

O petista reelegeu-se com 79% dos votos no último dia 7 de outubro. Já o colega emedebista não conseguiu renovar o seu mandato para o Senado. As duas vagas na Casa destinadas ao Ceará foram preenchidas pelo ex-governador Cid Gomes (PDT) e o empresário Eduardo Girão (Pros).

Embora contasse com o petista como cabo eleitoral, Eunício não foi bem-sucedido na tentativa de colar a sua reeleição à do governador.

Durante a campanha, parte da base de Camilo, sobretudo a que é mais ligada ao PDT e aos irmãos Ferreira Gomes, evitaram pedir votos para o emedebista.

Dentro do PT, o nome de Eunício também era rechaçado. Parlamentares como a deputada federal Luizianne Lins, por exemplo, chegaram a declarar voto em candidatos do Psol para o Senado às vésperas da eleição.

O Centro Regional Integrado de Inteligência faz parte de um pacote de medidas anunciadas ainda no primeiro semestre de 2018, após as chacinas das Cajazeiras e de Itapajé, que deixaram 24 mortos em janeiro.

O investimento inicial previsto para a implementação do projeto era de R$ 2 milhões, segundo estimativa do governo federal feita em março deste ano, quando o equipamento foi lançado no Ceará.

 

Recomendado para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *