Política

Partido de Daciolo desaparece no Ceará: de quatro deputados a zero

1837 2

Cabo Daciolo foi candidato pelo Patriota e ficou famoso ao protagonizar polêmicas (Foto: Divulgação)

Saindo das urnas em 2018 como um dos partidos mais votados no Ceará, o Patriota viu sua bancada no Estado cair de quatro deputados para zero em poucos meses. Na manhã desta terça-feira, 7, o deputado estadual Nizo Costa oficializou migração para o PSB na Assembleia, esvaziando a bancada do antigo partido na Casa.

Na eleição, o Patriota foi a quarta sigla mais votada para o parlamento estadual, elegendo três parlamentares e ficando atrás apenas do PDT, PT e MDB. Bruno Gonçalves migrou para o PR, Apóstolo Luiz Henrique para o PP e Nizo para o PSB. Único deputado federal eleito pela legenda, Júnior Mano migrou para o PR.

A fuga em massa da sigla ocorre após o Patriota não atingir, na eleição de 2018, cláusula de barreira mínima para ter acesso aos Fundo Eleitoral e outras prerrogativas. Meses após a disputa, a sigla articulou inclusive fusão com o PRP, mas não evitou a debandada de eleitos em todo o País.

Em 2018, o partido teve candidato à Presidência da República com o ex-deputado federal Cabo Daciolo, que viralizou na disputa após declarações polêmicas e uso de teorias conspiratórias em debates. Depois da eleição, líderes da sigla culparam Daciolo pelo mau desempenho da sigla.

Recomendado para você

2 Comentários

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *