Radar do Comércio

Índice de intenção de compra do consumidor aumenta 4% em novembro

A pesquisa também aponta que o valor médio de gastos é de R$ 291,57, sendo os artigos de vestuário os principais produtos

Com a proximidade das tradicionais compras natalinas, a intenção de compra do consumidor fortalezense teve aumento de 95,3%, em outubro, para 99,1%, em novembro. Outro dado levantado pela pesquisa de Índice de Confiança do Consumidor de Fortaleza é a expectativa econômica dos fortalezenses: 71% dos entrevistados acreditam que, em um ano, a situação financeira será melhor que a atual.

Segundo o levantamento, os consumidores estão mais cuidadosos com as compras,
aproveitando o calendário de liquidações. A taxa de pretensão de compras passou de 35,7%, em outubro, para 39,2% neste mês, refletindo a melhoria na confiança do consumidor. Entretanto, cerca de 60% dos entrevistados analisam o ambiente econômico nacional como ruim ou péssimo.

(Foto: Diego Camelo em 2015/O POVO)

Público
A intenção de compras é maior entre o público feminino (39,6%) de idade entre 18 e 24 anos (46,1%) e com renda familiar entre cinco e dez salários mínimos (52,1%). Já o público com maior otimismo na economia são os do gênero masculino (38,4%) de 18 a 24 anos (41,7%), também com renda familiar também entre cinco e dez salários mínimos (52,4%).

Produtos
Com valor médio de R$ 291,57

  • Vestuário 25,8%
  • Televisores 22,3%
  • Calçados 19,8%
  • Telefone móvel 14,5%
  • Geladeiras e refrigeradores: 10,3%
  • Móveis e artigos de decoração 10%

Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento do Ceará
Realizada mensalmente, a Pesquisa de Confiança e Intenção de Compra do Consumidor tem o objetivo de analisar a expectativa dos consumidores sobre a situação econômica em contexto local e nacional. A pesquisa também marca a capacidade de compra, pretensão de gastos e produtos. Ela é realizada pelo Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento do Ceará (IPDC).

Recomendado para você