Radar do Comércio

Mestra Maria Cândido e seu legado de transformar barro em arte

 Maria Cândido de perfil

A Mestra Maria Cândido participou de inúmeras ações promovidas pelo Sesc Juazeiro do Norte, como a Mostra Sesc de Culturas (Foto: Arquivo Pessoal)

Os ensinamentos da artista seguem vivos passando de geração para geração  

Maria Cândido foi, sem dúvida, uma das maiores artesãs do Brasil. Com talento, esmero e criatividade, dedicou-se a retratar a cultura e a arte popular. O que começou como um passatempo, ao fazer brinquedos de barro para as crianças, tornou-se ofício e vida. Suas obras mostram a simplicidade e, ao mesmo tempo, a riqueza da paisagem e do povo nordestino. Dentre tantos e tantas, imprimiu um estilo único que conquistou o Brasil e o mundo, uma vez que suas criações foram parar em países como EUA, França, Holanda e Alemanha. No dia 11 de março, a artista do barro, Mestra da Cultura, nos deixou, aos 82 anos.

LEIA MAIS | Empreendedorismo: Websérie conta a trajetória de mulheres que inspiram

Seu legado, no entanto, segue adiante, inclusive antes mesmo de sua partida. Maria Cândido fez questão de ensinar seu ofício para a família. Em 2019, por exemplo, a Família Cândido, composta pela matriarca, suas duas filhas e uma nora, participou de uma exposição no Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular, no Rio de Janeiro, com mais de 50 obras. Em poucos dias, quase todas as peças foram vendidas! E seguindo o desejo da Mestra da Cultura, as três artesãs prometem transmitir essa arte para as futuras gerações.

No Cariri, Maria Cândido sempre foi uma figura admirável e conhecida pela sua grandeza. Era vista por seus habitantes como uma mulher forte, inspiradora, acolhedora e serena. Esteve presente em inúmeras ações promovidas pelo Sesc Juazeiro do Norte, a exemplo da Mostra Sesc de Culturas. Também expôs suas obras na galeria da unidade, na mostra “E do Barro se Fez… Arte”, em 2017.

E essa arte sempre seguirá presente! Afinal de contas, a trajetória de Maria Cândido e as suas criações têm memória! Tem história, afeto, é fonte de inspiração e orgulho para todos nós, cearenses e brasileiros.

Viva a artista do barro!

Recomendado para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *