Radar do Comércio

Webdoc apresenta a cultura alimentar das comunidades litorâneas de Icapuí

povos do mar: na imagem, chef e líder comunitária preparando receita típica litorânea

Na Barrinha de Mutamba, a Chef Van Régia descobre as delícias feitas à base de algas, como pizzas, gelatinas e panquecas, além de cosméticos. (Foto: JR Panela)

A programação do Encontro Sesc Povos do Mar mostra ao público a riqueza da cultura alimentar de seis comunidades tradicionais de Icapuí no webdoc “Saberes e Sabores dos Povos do Mar”, que irá ao ar até o dia 18 de dezembro, sempre às 19h, no Youtube do Sesc Ceará. Os seis episódios também vão estar disponíveis na Fecoplay, plataforma de streaming gratuita do Sistema Fecomércio.

Para essa série, o Sesc convidou a chef Van Régia, entusiasta e apaixonada pela gastronomia cearense, para conhecer de perto seis comunidades, trocar ideias, experiências e buscar referências no campo da gastronomia no Ceará.  

No episódio de estreia, por exemplo, Van aprende a fazer a galinhada no leite de coco, receita de Francineide Andrade, uma das líderes de Córrego do Sal. Lá, a chef também prepara uma legítima cocada com Lourdinha Silva e Branca Unice. Em seguida, o público vai ter a chance de conhecer mais sobre Sandra Ranúsia, da comunidade de Olho D´água, e suas famosas petas, tapiocas e beijus.  Em Requenguela, por sua vez, a chef cearense descobre os segredos das tradicionais moquecas de Zenaide, filha de marisqueira e pescador, cujo restaurante da família, a barraca do João Velho, é uma das mais visitadas da região.  

Outra comunidade em destaque no webdoc é Barrinha de Mutamba, onde Van Régia descobre as delícias feitas à base de algas, como pizzas, gelatinas e panquecas, além de cosméticos. Já em Redonda, o bate-papo foi com Sidnéia Lusia da Silva, pescadora, cineasta e esportista, dentre outras habilidades, que mostrou para Van que o segredo do preparo do galo do alto, peixe tradicionalmente usado na cultura alimentar de Icapuí, está justamente na simplicidade. O último episódio é em Ponta Grossa, comunidade pesqueira conhecida mundialmente por suas lagostas.      

“A cozinha sempre foi meu laboratório de sentidos, de expressão e de vida. E foi movida por essa paixão pela gastronomia do Ceará que eu aceitei o convite para participar do ‘Saberes e Sabores dos Povos do Mar’. Conhecer essas comunidades de perto, muitas, inclusive, lideradas por mulheres, ver de perto seus modos de vida e cultura, para além da gastronomia em si, foi um verdadeiro aprendizado. A ideia do webdoc é também uma forma de valorizar e, principalmente, difundir a riqueza da cultura alimentar do nosso litoral”, afirma Van.  

Vale destacar, ainda, que todas as receitas apresentadas no webdoc já estão disponíveis na Fecoplay e também no site do Povos do Mar.

LEIA MAIS | Cozinha autoral: Ceias de Natal e Ano Novo valorizam sabores regionais

Recomendado para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.