Ancoradouro

BBB, romance, reality e macumba

Em 1984 o autor George Orwell criou o personagem fictício Big Brtoher. Na história de Orwell a sociedade é monitorada por câmeras e estão sob a condução das autoridades que lembram constantemente ‘o grande irmão zela por ti’.

A Columbia Broadcasting System  levou ao ar no ano 2000 a primeira edição do reality show Big Brother. A empresa detentora dos direitos autorais do romance de Orwell foi à justiça e conseguiu faturar uma boa grana.

O formato do programa conquistou o mundo, no Brasil os direitos de reprodução foi comprado pela TV Globo e tem  mais uma edição marcada para iniciar dia 11. O formato da atração é o de uma novela cujo roteiro vai se construindo dado o comportamento dos confinados.

Como diz a propaganda do Reality as pessoas fazem tudo para entrar na casa e mais ainda para não sair dela. A promessa de fama, sucesso instântaneo e um prêmio valoroso  parece entorpecer milhões de brasileiros, uns que desejam entrar na casa mais vigiada do país, outros que não desgrudam da trama chegando a perder horas no canal pay per view do Reality Show.

No dia 12 de dezembro o programa Ver TV, uma produção da TV Brasil e TV Câmara discutiu o tema ética na TV e BBB. A ex-bbb Elenita fez intervenções preciosas sobre o programa, sobretudo, acenando para a edição da atração que forja personagens de acordo com os interesses da audiência.

Os pontos negativos do Reality encabeçam uma lista imensa. A promoção de brigas, rixas, guetos, violência, nudez, sensualismo  são apenas algumas delas. Em termos de contribuição cultural é inexistente a promovida pelo programa. Quem é um aficcionado pela atração é tão vazio quanto os que abrem mão de sua imagem e cultura para se confinarem numa casa de intrigas e contendas.

Aos católicos menos avisados vale lembrar que o apresentador Pedro Bial é um adepto do Candoblé. Sua opção religiosa enquanto escolha pessoal é um direito seu, mas Bial ao iniciar as gravações, de modo público invoca a proteção das entidades ocultas que regem a macumba.

Assista ao vídeo de Pedro Bial invocando as entidades

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=IpRrf9_uFsU[/youtube]

Recomendado para você