Ancoradouro

Vamos juntos denunciar blog pró-pedofilia

870 3

O texto é longo, o título diz respeito ao último tópico. Não deixe de lê-lo por nada.

Em 2006 foi fundado um partido pedófilo na Holanda com o trocadilho infame de Caridade, Liberdade e Diversidade. Em 2010 o séquito fechou por falta de apoio popular, mas não de forças políticas e midiáticas que de sua fundação disseram: “não pode ser proibido, já que tem o mesmo direito de existir que qualquer outro grupo”.

O partido acabou-se mas não o movimento que tem como matriz a defesa  da pedofilia. Recente, na Irlanda, um dos candidatos à presidência, o homossexual assumido David Norris tinha como bandeira  o que ele definia de pedofilia clássica, o fato de não se ter limites de idade para o consentimento de prática sexual de um adulto com uma criança ou adolescente.

Leia a matéria na íntegra, aqui.

O blog do ativista pró-vida e pró-família Julio Severo alerta contra a tentativa de dar uma visão positiva ao crime da pedofilia, sugerindo, inclusive substituir o termo abuso sexual de crianças por sexo entre adultos e crianças. “Os artigos acadêmicos em revistas eruditas estão apresentando a pedofilia de um modo solidário há anos e, conforme observou Matthew Cullinan Hoffman, a Associação Americana de Psicologia (AAP) divulgou um relatório em 1998 “afirmando que o ‘potencial negativo’ de sexo adulto com crianças estava sendo ‘exagerado’ e que ‘a vasta maioria dos homens e mulheres não relatou nenhum efeito sexual negativo de suas experiências de abuso sexual na infância’. O relatório chegou a afirmar que grandes números das vítimas relataram que suas experiências eram ‘positivas’, e sugeriram que a frase ‘abuso sexual de crianças’ fosse substituída por ‘sexo entre adultos e crianças’”. Outros inventaram o mais repugnante dos termos: “intimidade intergeracional”.

Leia o texto de Julio Severo na íntegra, aqui.

Também existe a B4U-ACT, uma organização de ativistas e profissionais de saúde mental a favor da pedofilia no EUA. No site da organização, a pedofilia é classificada, apenas, como uma orientação sexual. Fazem um simpósio anual e a  partir dele escrevem um documento na tentativa de orientar profissionais e difundir a cultura pró-pedofilia, tudo com fundamentação  -dita – científica.

No Brasil

O fundador do Grupo Gay da Bahia, o mais ativo no país, Luiz Mott, escreveu em seu blog um artigo no qual contava um pouco de sua história e dava a compreender ser um defensor da pedofilia. Após as denúncias na internet, o militante homossexual retirou do sítio o artigo Meu moleque ideal, uma articulação que mostrava descrevia bem o autor da peça.

Mesmo retirando da internet, o texto foi replicado em diversos sites. Assim dizia um dos trechos. “No fundo, todos nós, gays (e não gays) alimentamos em nossa imaginação um tipo ideal do homem que gostaríamos de amar e ter do lado. E que nem sempre é igual à nossa paixão atual. O ideal pode ser alto e branco, o real, baixo e preto.
No meu caso, para dizer a verdade, se pudesse escolher livremente, o que eu queria mesmo não era um “homem” e sim um meninão. Um “efebo” do tipo daqueles que os nobres da Grécia antiga diziam que era a coisa mais fofa e gostosa para se amar e foder[…]adoraria encontrar um moleque maior de idade mas aparentando 15-16 anos,[editado – texto pornográfico], não me importava a cor: adoraria se fosse negro como aquele moleque da boca carnuda da novela Terra Nostra; amaria se fosse moreninho miniatura do Xandi; gostaria também se fosse loirinho do tipo Leonardo di Caprio. Queria mesmo um moleque no frescor da juventude, malhadinho, com a voz esganiçada de adolescente em formação. De preferência inexperiente de sexo, melhor ainda se fosse completamente virgem e que descobrisse nos meus braços o gosto inebriante do erotismo”.

O restante do texto é impublicável.

Denuncie blog pró-pedofilia agora

No artigo que publiquei sobre a atitude repudiável da revista Vogue – edição francesa – na qual exibia crianças em poses sensuais um leitor – aqui – deixou um comentário e link para um blog intitulado “pedofiliasim” . O blog se diz abertamente favorável à prática.  Por isso peço que você, assim como eu, acesse o site da Polícia Federal e denuncie o blog  http://denuncia.pf.gov.br/ Escolha o item pornografia infantil e digite o endereço da página a ser denunciada http://pedofiliasim.blogspot.com

Recomendado para você