Futebol do Povo

Fortaleza fez seu melhor jogo do ano na vitória sobre o Sport: 2 a 1 no Castelão

1933 50

Coincidência ou não, na estreia de Marquinhos Santos, o Fortaleza, especialmente no primeiro tempo, fez seu melhor jogo na temporada. Me refiro a aspecto tático desta partida, não ao que vem pela frente, afinal, o time tem se mostrado muito inconstante.

Em que pese o Sport não ter se apresentado bem, tem um elenco melhor e bem mais rico do que o Tricolor, análise que só aumenta o mérito do Fortaleza nesta quarta, ainda que não seja raro encontrar torcedores perguntando porque todo esse empenho não era visto com Flávio Araújo.

Assim, o 2 a 1 sobre o Sport, quinta rodada da Copa do Nordeste, deixa o Fortaleza com sete pontos e chances de classificação para a segunda fase faltando um jogo, contra o River, fora de casa.

Felipe e Juninho não podem ser reservas. São inteligentes e fizeram um lado direito muito forte e veloz. Anselmo marcou seu oitavo gol em 11 jogos, aproveitamento excelente. Oportunista, também deixou várias vezes seus companheiros em boa posição para finalizar.

Dudu Cearense teve postura correta e segura pelo lado direito do meio-campo. Ficou mais recuado, primeiro ao lado de Guto, que saiu machucado, e depois ao lado de Juliano. Everton usou a camisa 10 e fez valer a responsabilidade. Foi bem, aparecendo mais no ataque onde rende melhor. Mais objetividade nas finalizações é uma obrigação dele daqui pra frente, como fez Jean Mota, cada vez mais importante para o elenco.

No segundo tempo, entretanto, já com o 2 a 1 consolidado, o Fortaleza recuou demais. Marquinhos Santos tem responsabilidade nisso, certamente. Deu certo, mas foi um risco desnecessário. A defesa, que vinha falhando constantemente, teve uma noite positiva. De negativo, os torcedores que brigaram entre si com socos, chutes e arremessando cadeiras uns nos outros. Nenhuma surpresa. A violência no futebol é um reflexo perfeito da sociedade estragada atual.

Recomendado para você