Futebol do Povo

Exclusivo: venda de Richardson supera a de Arthur e se torna a maior da história do futebol cearense

10153 83

Richardson fez 145 jogos pelo Ceará e marcou sete gols. Foto: Mateus Dantas / O Povo.

O negócio está fechado: como antecipou em primeira mão o repórter Lucas Mota, do O POVO, Richardson deixará o Ceará em 2019 para defender o Kashiwa Reysol, do Japão. O Alvinegro aguarda apenas o recebimento do contrato e o depósito do pagamento para oficializar o negócio, que se tornará a maior venda da história do futebol cearense.

Isso porque a venda de Richardson supera a ida de Arthur ao Palmeiras, até então a maior transação do Estado. O Ceará receberá R$ 5 milhões pela venda de 80% dos direitos econômicos de Richardson, em valor que será pago à vista. O Alvinegro ainda manterá 20%, caso o atleta seja negociado no futuro.

O dinheiro é basicamente o valor da multa rescisória do jogador, que gira em torno de R$ 6 milhões.

A venda de Arthur também foi pelo valor de R$ 5 milhões, porém o Ceará ficou com cerca de R$ 3.5 milhões, enquanto o restante ficou com os empresários do atleta. Vale lembrar que o Vovô ainda receberá 35% em caso de uma transferência futura do atacante de 20 anos.

Em que pese o desfalque técnico que a ausência de Richardson acarreta, o Vovô faz um ótimo negócio ao vender um jogador de 27 anos pelo valor estabelecido e que chegou ao clube em 2016 sem custo algum.

O ganho técnico nessas três temporadas foram evidentes, tanto que o camisa 26 é ídolo da torcida, e agora o retorno financeiro coroa uma passagem vitoriosa do volante, que conquistou o Bicampeonato Cearense e o acesso para a Série A em 2017. Em 2018, o atleta foi fundamental para a permanência do clube na 1ª Divisão, terminando o ano como um dos melhores da temporada alvinegra.

Do ponto de vista do atleta, é a oportunidade da vida. Richardson já não é tão novo e terá no contrato de três anos a grande oportunidade da sua carreira em sua primeira experiência no futebol do exterior.

Recomendado para você