Ancoradouro

Igreja Salva?

1556 33

Uma das frases mais citadas pelos protestantes é  “igreja não salva”. De tanto ser repetida muitos católicos desavisados caíram nas falácias que acompanham a argumentação pífia como “eu me relaciono direto com Jesus”, “não preciso de mediação entre eu e Deus” e coisas do gênero.

Outros ainda entendem a busca de Deus como uma ação individual e até egoística. Não importa os outros, basta a relação eu-e-o-meu-deus. Cria-se uma verdadeira idolatria da salvação como uma conquista pessoal e individual, não  importando as relações com o próximo e o ensinamento do próprio Evangelho e das Sagradas Escrituras que nos manda amar uns aos outros e viver em comunidade.

É contraditório o ensinamento “igreja não salva”, quando acompanhado de um desprezo à instituição. O que mais um protestante é deseja é convencer uma pessoa a ser membro de uma…igreja. Na verdade,para muitos, a pessoa pode participar e deve ser membro de qualquer igreja, menos da Católica Apostólica Romana. Até um crente desviado é mais abençoado do que um católico praticante. Um completo erro de ensinamento.

Pois se igreja não salva porque erigir milhares de templos, disseminar outras milhares de doutrinas?

Observem os católicos que nós acreditamos na Igreja como Corpo Místico de Cristo. Não é uma mera aglomeração de homens. Ela é depositária da salvação. Somos uma comunidade viva na qual inabita a Santíssima Trindade. Somos comunhão de amor, humana e divina.

Igreja é comunidade, convocação de fieis. Foi entre  irmãos que Deus se manifestou. Tomé só teve sua experiência fundamental Com o Cristo ressuscitado quando se encontrava com a comunidade apostólica. Da mesma forma, o derramamento do Espírito Santo em Pentecostes se deu quando os discípulos estavam reunidos com a Virgem Maria no cenáculo. Foi o próprio Cristo que ensinou “onde dois os mais estiverem reunidos em meu Nome eu estarei no meio de vós”.

Que o ditado “igreja não salva” seja restrito ao ensinamento protestante. Isto não é doutrina de católico. 0s desavisados estudem mais, aprofundem o conhecimento e não se deixem levar  pelo ensinamento egoístico que até o céu é visto como uma conquista unicamente individual, independente dos irmãos. Somos uma Comunidade de amor, cheios da graça de Deus.

Voltaremos a abordar a temática.

Recomendado para você

33 Comentários

  • Erick disse:

    ‘Inabita’ não seria ‘não habitar’? Não seria melhor ‘habita’?

  • Alexandre disse:

    Senhores Boa tarde,
    Gostaria de fazer algumas considerações, a cerca do que acabei de ler neste momento.

    Em primeiro lugar, vamos deixar uma coisa bem clara, cristãos, evangélicos e católicos se submetem a Bíblia, que é a Palavra de Deus, e é também o instrumento da verdade teológica. Que isto fique bem claro, não é o Pastor ou o Padre que está certo. O que está certo é a Bíblia.

    1ª Consideração: Realmente igreja não salva ninguém e isto está absolutamente correto, salvação é individual é uma busca de relacionamento com o Senhor. A Bíblia diz em Rm 10:8 Mas que diz? A palavra está junto de ti, na tua boca e no teu coração; esta é a palavra da fé, que pregamos, A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação.

    2ª Consideração: “não preciso de mediação entre eu e Deus”, também está corretíssimo, quando se trata do que vocês chamam de santo. Ex ( Maria, Pedro, João, Padre Cícero, etc…).
    A Bíblia diz em 1Tm 2:5 Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem. Portanto é só o Senhor que pode nos levar até Deus e fazer-nos ter comunhão e paz com Deus. Só JESUS.

    3ª Consideração: É obvio que é necessário ir para a Igreja, pois lá está formada a Eclésia, o corpo de Cristo, o próprio Senhor falou que nós crentes somos um corpo e ele é o cabeça, ora! um corpo é feito de vários membros, pois um depende do outro para sua subsistência.

    4ªConsideração: Quando você diz católico praticante, o que você está querendo dizer, porque há muitos anos, como até hoje acontece qualquer pessoa sem religião diz que é católico, mas nunca foi até uma igreja a não ser para se batizar, é por isso que não concordo com o senso do IBGE, porque é tudo mentira. Querem contar quantos católicos existem no Brasil, então contem somente os praticantes!

    5ª Consideração: Virgem Maria no cenáculo. Nenhum de vocês lêem a Bíblia não? Maria foi virgem até ter Jesus, mas depois disso teve outros filhos com José, ela foi virgem até ter Jesus, mas depois disto meu irmão acabou, ou você acha que José se casaria com ela e ficaria só olhando para ela a vida toda. Fala sério. Mas eu vou ajudar vocês. Leiam Mt 1:23-25 Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, E chamá-lo-ão pelo nome de Emanuel, Que traduzido é: Deus conosco. E José, despertando do sono, fez como o anjo do Senhor lhe ordenara, e recebeu a sua mulher; E NÃO A CONHECEU ATÉ QUE deu à luz seu filho, o primogênito; e pôs-lhe por nome Jesus.

    Não importa o que o homem diga, consultem a Bíblia para saberem se está certo ou não o que antam dizendo por aí.

    PORQUE, SANTO SÓ EXISTE UM QUE É JESUS CRISTO, NOSSO SENHOR, SÓ JESUS CRISTO SALVA, CURA, LIBERTA e mais ninguém.

    Que Deus os abençõe.

  • Silveirinhha disse:

    A SALVAÇÃO PELO RÓTULO

    Foi só uma pesquisa anunciar que os “evangélicos” estão em marcha crescente que os filhos de Lutero se arvoraram em comemorar o crescimento de sua religião “una”. Sites e mais sites enaltecem a subida vertiginosa das religiões e igrejas ditas evangélicas.

    Entretanto, alguns fatos passaram desapercebidos:

    a) O crescimento evangélico já foi maior nos primeiros anos da década pesquisada;

    b) O número de evangélicos que se declara como “sem igreja” já soma mais de 6 milhões de pessoas e continua crescendo.

    c) Todo mundo já ouviu de algum pregador protestante a famosa expressão: “Nós o povo de DEUS representamos 30% da população brasileira.”…

    Primeiro que não são 30%. São 22% , sendo que 6.000.000, aproximadamente, integram o grupo dos “sem igreja” e neste caso os 22% representam mais ou menos apenas 19%. De 30% anunciados pelos pregadores televisivos para 19% existe uma diferença bem grande.

    Segundo, tais pregadores que falam do “Povo de DEUS” não possuem condições de avaliar o que cada crente em cada denominação crê e pratica. Se já é difícil a um pregador de São Paulo conhecer a fé de cada um dos seus súditos, o que se dirá da fé e cristianismo praticados em uma denominação em Roraima ou da fé e cristianismo de um crente em Goiânia!

    Terceiro, neste suposto “Povo de DEUS” estão incluídos aqueles que são acusados de heresias por outros pregadores. Sim. Não há um pregador que não acuse outros pregadores de heresias e não há um pregador que não tenha sido chamado de herege por outros pregadores protestantes.

    No entanto, quando surgem as estatísticas, como em um passe de mágica, todos voltam a ser “Povo de DEUS”, “Raça Eleita” e “Irmãos em Cristo.” Como isto é possível, a não ser pelo fato de que o protestante crê na salvação pelo rótulo ?

    Ora, entre os 22% de evangélicos espalhados pelo país estão aqueles que pertencem à denominação cujo líder é favorável ao aborto. Encontram-se dentro deste percentual também aqueles que diziam que o papa João Paulo II era a besta do apocalipse. Erraram feio, mas ainda que sejam falsos profetas continuam sendo respeitados e tem gente parando para escutar o que esses falsos “ungidos” pregam!

    Dentro desse percentual encontram-se ainda aqueles que integram a denominação que defende a heresia de Ário. Encontram-se ainda os praticantes do evangelho judaizante, os defensores do casamento entre pessoas do mesmo sexo, os defensores do divórcio e aqueles que pregam a teologia da prosperidade…

    A estes grupos acrescentamos os “sem Igreja”, os defensores da “teologia da determinação” e aqueles que praticam unção do cachorro, unção da vassoura, unção do helicóptero, unção do zoológico e unção da galinha, entre tantos outros grupos.

    Que unidade evangélica é essa desse suposto “povo de Deus”?
    Estariam todos “salvos”, sendo tão divergentes entre si?

    Nestes 22% que se autodenominam “Povo de DEUS” estão aqueles que disseram que 99% dos cantores evangélicos estão endemoniados. E curiosamente encontram-se também nos mesmos 22% os ditos endemoniados que, negando a acusação, dizem que seus algozes estão desesperados com a fuga de fiéis. Incrível ! Só no protestantismo tal ocorrência é possível. Integram o grupo dos “salvos” os acusados de terem demônios e seus acusadores. E todos se reconhecem como “irmãos em Cristo”.

    Vamos considerar a máxima: Se todos estão salvos, o que lhes favorece tal condição mesmo que sejam divergentes entre si e mesmo que uns acusem outros de heresias ?

    A primeira coisa a considerarmos é que se todos acusam alguém no meio como hereges e todos são chamados de hereges em algum momento, podemos afirmar categoricamente que para o protestante heresia protestante não condena ninguém ao inferno.

    É incompatível alguém chamar outro de herege e ao mesmo tempo os dois juntos integrarem um mesmo “Povo de DEUS”. Mas é assim que funciona o protestantismo.

    Assim sendo, se por um lado admitem que heresia protestante não condena ninguém ao inferno, o que efetivamente leva o protestante para o céu ?

    1)Estão todos salvos pelo fato de que todos “aceitaram” Jesus em um templo protestante ? Então o protestante é salvo pelos próprios méritos. Ele teve a inteligência de escolher uma denominação protestante para seguir e teve a sabedoria de “aceitar” Jesus.

    2)Estão todos salvos por que desfilam com os rótulos protestante ou evangélico ? Então ao contrário do que dizem que placa de igreja não salva, já não é a fé ou o cristianismo que se pratica, mas apenas o rótulo. Pouco importa seguir ou não a Jesus e seu evangelho, mas apenas receber as marcas protestante ou evangélico.

    3)Estão todos salvos por que possuem em comum como inimiga a Igreja Católica?
    Então o que é o protestantismo a não ser a doutrina que prega o anti catolicismo?

    Temos ainda no meio protestante quem goste da transferência de unção. Já tem doutrinador negando que Jesus Cristo é DEUS, mas apenas uma criação deste mesmo DEUS. Outros tantos praticam a doutrina que determina a vitória em nome de Jesus. Outros professam um Jesus patrocinador e adepto de dízimos no débito automático.

    Tem até Jesus operador de TV a cabo. Que horror!

    As opções são muitas no protestantismo. O que não falta ao protestante é criatividade. Tem “Jesus” para todos os gostos.

    Há também aqueles que praticam quebras de maldições e descarrego.
    Temos ainda a unção da lama ou do chifre. Temos Jesus protestante adepto de fogueiras santas e desafios financeiros
    Tem unção do helicóptero e benção do aeroporto !
    Tem teologia da regressão ao útero materno. Diz o protestante: “Deve ser tremendoooooo”
    Tem quem determina sua vitória e faça exigências a DEUS para que suas “necessidades” sejam atendidas.

    Tem até quem defenda que se deve tomar posição diante de DEUS. Não foi isto que Judas fez ?
    Não foi ele que tomou posição diante do DEUS vivo ?

    Tem quem diz que DEUS irá restituir tudo que lhe foi tomado.
    Tomado por quem ? DEUS está obrigado a restituir ? Será que ele já não nos deu o bastante ?

    Tem pregador com cobra enrolada no pescoço e tem quem batize em parque de diversões.
    Tem quem promova lutas para atrair público. Eu pensava que Jesus Cristo já era motivo mais do que suficiente para atrair as pessoas.

    E todos são “irmãos em Cristo”, todos engrossam o “Povo de DEUS”, todos aparecem nas estatísticas como 22% da população brasileira e todos, sem exceção, vibram com a possibilidade de chegarem aos 50% em 2040.

    Em outras palavras, no meio protestante quem não pratica tais doutrinas se faz cúmplice de tais obras quando assume a condição de religião única evangélica ou quando se declara “irmão em Cristo” de um daqueles.

    Todos os protestantes creem da mesma forma ? Definitivamente não.

    Os protestantes são parecidos no que eles costumam definir como “doutrina básica” ? Não.

    Existem doutrinas muito divergentes. E nem Jesus ou a Bíblia ensinam que as doutrinas poderiam divergir e que “tanto faz” isso ou aquilo.

    Seguramente, podemos afirmar que Jesus Cristo não tem opiniões distintas para um mesmo tema. Ele é firme. Ele é a verdade e não meia verdade. Ele é o mesmo ontem, hoje e eternamente.

    Portanto, repudiamos as doutrinas que defendem um Jesus Cristo do tanto faz. Tanto faz se tem batismo ou não. Tanto faz se aceita ou não o divórcio. “O importante é a fé”. “Não importa a denominação.” “Olha para Jesus.”

    “Uma só fé”, disse S. Paulo. Significa que todos devem crer nas mesmas verdades. Tal não ocorre no protestantismo.

    “Um só batismo”, disse S. Paulo. No protestantismo tem quem não batize, tem quem batize muito diferente um do outro e tem que não aceita batismo de outra igreja.

    “Um só Senhor”, disse S. Paulo. É no protestantismo que tem gente negando o Senhor.

    Um só DEUS. No protestantismo cada denominação ou cada cabeça cria seu próprio “deus” moldado conforme as necessidades pessoais.

    Onde são vistas as heresias que acima evidenciamos ? No protestantismo ou no catolicismo ?

    E agora ? Uma só Igreja ou 50.000 divergentes entre si ?

    Somadas as milhares de seitas, estas juntas alcançam a 1/3 do número de católicos.

    Foram necessárias 50.000 igrejas diferentes se unirem contra apenas uma para alcançarem menos de 20% da população brasileira.

    E o que têm todas essas seitas divergentes em comum ? Aversão pela Igreja Católica.

    Que ninguém se engane. Esta igreja não atravessou dois milênios para nada.

    Esta Igreja assistiu a derrota do Império Romano. Assistiu a derrota dos nazistas e a derrocada dos comunistas no mundo inteiro.

    Esta Igreja viu Napoleão e seu grande exército desaparecerem.

    Esta Igreja continuará oferecendo até o fim dos tempos o sacrifício perfeito do qual falaram os profetas no Antigo Testamento.

    Com toda certeza podemos dizer:

    1) “PESQUISA DO IBGE, ESTATÍSTICA E RÓTULO DE POVO DE DEUS NÃO SALVAM NINGUÉM.”

    2) “E as portas do inferno não prevalecerão contra minha Igreja”

    Mateus 16:
    (15) Disse-lhes Jesus: E vós quem dizeis que eu sou?
    (16) Simão Pedro respondeu: Tu és o Cristo, o Filho de Deus vivo!
    (17) Jesus então lhe disse: Feliz és, Simão, filho de Jonas, porque não foi a carne nem o sangue que te revelou isto, mas meu Pai que está nos céus.
    (18) E eu te declaro: tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja, as portas do inferno não prevalecerão contra ela.
    (19) Eu te darei as chaves do Reino dos céus: tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus.

    Autor: A. Silva / Com a colaboração de V.De Carvalho e Claudio Maria – Livre divulgação mencionando-se o autor

  • Lilian disse:

    Que a Bíblia é a palavra infalível de DEUS isto todos sabemos.

    O que não é infalível é a interpretação privada.

    Não por acaso o apóstolo Pedro disse que interpretação alguma é de caráter particular.

    E se interpretação alguma é de caráter privado, a quem cabe a verdadeira e definitiva interpretação ?

    Em Timóteo podemos perceber que a igreja é coluna e sustentáculo da verdade. A ela cabe a interpretação correta das escrituras.

    Do contrário, veremos o que já é visto no protestantismo onde cada cabeça é uma “igreja”.

    Todos usando a mesma bíblia e declarando-se inspirados pelo Espírito Santo, divergem em matéria de fé e doutrina.

    Ora, o Espírito é a verdade e não daria duas interpretações diferentes.

    Cada qual interpreta por si só e culpa o Espírito Santo pela doutrina que muitas vezes é espúria e anti bíblica.

    A igreja coluna e sustentáculo da verdade corretamente segue o que os cristãos dos 3 primeiros séculos seguiam. A Transmissão oral.

    Como foi possível aos cristãos dos 350 primeiros anos progredirem na fé e no conhecimento se não havia Bíblia ?

    São Paulo explica:

    “Assim, pois, irmãos, permanecei firmes, e conservai as tradições que vos foram ensinadas, seja por palavra, seja por epístola nossa.” (2 Ts 2,15)

    Seja por palavra(transmissão oral) ou por epístola(escrituras)…

    O católico deve rejeitar Lutero e seu demoníaco Sola Scriptura. Isto é para os protestantes que lhe tem por ídolo.

    Nós seguimos a tradição da qual nos ensinou São Paulo. Seguimos a Bíblia produzida pela Igreja Católica que é sua mãe e não sua filha. E o magistério da Igreja confirmado pela própria Bíblia(Igreja – coluna e sustentáculo da verdade).

    Foi o próprio Jesus quem disse: “Eis que estarei convosco todos os dias, até o fim dos tempos.”

    Não se pode ler este texto fora do contexto, como fazem habitualmente os filhos de Lutero para sedimentarem as doutrinas que pretendem impor aos demais.

    Ao texto acima, agregam-se outros dois:

    “As portas do inferno não prevalecerão contra minha igreja.”

    “Disse Jesus a Pedro: “…confirma teus irmãos na fé.”

    E ainda, sobre Pedro disse Jesus que edificaria sua igreja.

    A Pedro disse Jesus que apascentasse suas ovelhas.

    A Pedro deu-lhe Jesus poderes para ligar e desligar.

    Está tudo na Bíblia, inclusive na Bíblia protestante. Mas estes são aqueles textos que o protestante fingem não ver.

    O que disse Jesus afinal ?

    Que sua Igreja está sobre Pedro. Que Pedro confirmaria seus irmãos na fé. Isto significa chefia e liderança. Pedro ligaria e desligaria na terra. Isto significa a direção sob orientação do Espírito Santo, pois Jesus não desejou dizer que Pedro poderia fazer o que quisesse. Jesus promete que estaria com eles todos os dias até o fim dos tempos. Este texto que diz ” todos os dias” significa a todo o momento. Até o fim dos tempos, sabendo-se que todos morreriam algum dia significa aproveitar os sucessores dos apóstolos, especialmente Pedro(sucessão apostólica). E finalmente, Jesus diz que as portas do inferno não prevalecerão contra sua igreja. Pelo contexto, Jesus não está falando apenas de uma vitória final, mas está garantindo a inerrância da igreja em matéria de fé e doutrina.

    A Igreja não ensina errado. Tem filhos pecadores, mas ensina o que é certo.

    Lutero não creu. E imaginou que conseguiria criar uma igreja sem pecadores.

    Não só não criou uma igreja sem pecadores, mas igrejas sem infalibilidade em matéria de fé e doutrina.

    Infelizmente, outros decidiram crer em Lutero e não em Jesus.

    E mesmo que a Bíblia ensine o que Lutero não foi capaz de perceber, o filho de lúcifer que é o próprio Lutero, este mesmo que chamou a Cristo de bêbado e adúltero, acabou por conseguir o seu objetivo de causar a tão condenada bíblica divisão do corpo de Cristo.

    Por isto Pedro nos alerta na Bíblia: “Eles sairam de nós, mas não eram dos nossos. E acrescenta Pedro: …e muitos seguirão as suas dissoluções.”

    O protestantismo saiu do catolicismo e agora as seitas saem do protestantismo.

    Pedro finaliza dizendo que estas dissoluções seriam as seitas da perdição. Na Bíblia protestante a palavra seitas foi substituída por heresias para não passar a idéia de que poderiam ser igrejas derivadas do protestantismo.

    Que os católicos fiquem atentos e não se deixem seduzir pelos falsos mestres e falsos ensinos.

    Já há entre nós falsos doutores que não entram no reino e não deixam que outros entrem.

    Que a Virgem Santíssima esmague a cabeça de satanás e extermine todas as heresias !

  • Alexandre disse:

    Olá Lilian,
    Bom, primeiro vamos as suas perguntas.
    Por que o protestante crê na Bíblia ? Cite fonte divina. Não vale ensino de homens.
    RESP. ALEXANDRE: É dever de todo o homem ler a Bíblia. E somos orientados a agir dessa forma pela própria Palavra (Dt 6.6-7; 31.11-12; Js 1.8; Is 34.16; At 17.11; 2 Tm 3.15-17).
    Como o protestante sabe que a Bíblia é a palavra de DEUS ? Cite fonte divina. Nada de ensinos humanos.
    RESP. ALEXANDRE: Já respondi acima, mas como a Ciência ensina que a repetição é boa para a memorização, vou citar somente 1 destes acima para você aprender: 2 Tm 3.15-17 E que desde a tua meninice sabes as sagradas Escrituras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há em Cristo Jesus. Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça; Para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra.
    Digam onde está na Bíblia que a Bíblia é a única regra de fé ?
    RESP. ALEXANDRE: Já respondi, mas vou lhe ensinar de novo.
    Sabemos que toda instituição possui suas tradições, usos e costumes, e que em alguns casos essa tradição é salutar: Então, irmãos, estai firmes a retende as tradições que vos foram ensinadas, seja por palavra, seja por epístola nossa (2 Ts 2.15). E louvo-vos, irmãos, porque em tudo vos lembrais de mim, e retendes os preceitos como vo-los entreguei (1 Co 11.2) e: Por cuja causa padeço também isto, mas não me envergonho; porque eu sei em quem tenho crido, e estou certo de que é poderoso para guardar o meu depósito até aquele dia. Conserva o modelo das sãs palavras que de mim tens ouvido, na fé no amor que há em Cristo Jesus. Guarda o bom depósito pelo Espírito Santo que habita em nós (2 Tm 1.12-14). No entanto, quando essa tradição contradiz as Sagradas Escrituras, ela deve ser rejeitada: Sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fortes resgatados da vossa vã maneira de viver que por tradição recebestes dos vossos pais (1 Pe 1.18). A tradição pode tornar-se uma traição ao Evangelho: E assim invalidastes, pela vossa tradição, o mandamento de Deus (Mt 15.6). E, sem dúvida nenhuma, um outro evangelho como o apóstolo Paulo escreveu: Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema (Gl 1.8). A Igreja Católica Romana no Concílio de Tolosa, em 1222, proibiu a leitura da Bíblia aos leigos, passando a tradição a ter mais autoridade do que a Palavra de Deus. Essa proibição antibíblica do catolicismo romano nos remete à advertência do Senhor Jesus aos judeus: Em vão, porém, me honram, ensinando doutrinas que são mandamentos dos homens; porque, deixando o andamento de Deus, retendes a tradição dos homens; como o lavar dos jarros e dos copos; e fazeis muitas outras coisas semelhantes a estas. E dizia-lhes: Bem invalidais o mandamento de Deus para guardardes a vossa tradição (Mc 7.7-9). A Bíblia é a Palavra de Deus. Ex: (Dt 6.6-7; 31.11-12; Js 1.8; Is 34.16; At 17.11; 2 Tm 3.15-17).
    Digam onde está na Bíblia o ensino do “Sola Scriptura” ?
    RESP. ALEXANDRE: Querida! Se você lesse a Bíblia, não me faria esta pergunta. Mas mesmo assim vou lhe responder. Reforma Protestante de Sola Scriptura, Sola Gracia, Solo Cristus e Sola Fides foi um apelo dramático ao retorno às Escrituras Sagradas como única regra de fé e prática. Foi por questionar os dogmas papistas que muitos foram torturados e outros pagaram com a vida. É difícil entender como os herdeiros da Reforma comungam com um Evangelho rejeitado pelos reformadores.
    Digam onde está na Bíblia a definição dos livros inspirados ?
    RESP. ALEXANDRE: Se você leu acima, acredito que já viu a resposta, se não, aí vai.
    2Tm 3:16 Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça.
    Digam onde está na Bíblia a definição da Bíblia protestante como a Bíblia a ser seguida ?
    RESP. ALEXANDRE: Aproveite o estudo.
    Porque razão a Bíblia católica tem 73 livros, quando a protestante tem apenas 66? Qual delas é a certa?
    O Novo Testamento, tanto nas bíblias católicas como nas protestantes, não apresenta qualquer diferença quanto à quantidade de livros. Todavia, o mesmo não ocorre com o Velho Testamento, pelas razões seguintes:
    a) Segundo o concílio de Rabinos da Jâmnia, realizado entre 90 e 100 d.C, o V.T. constitui-se apenas de 39 livros constantes da bíblias evangélicas, mas a Igreja Católica Romana, no Concílio de Trento (1546) resolveu afirmar solenemente a canonicidade dos apócrifos.
    b) Em virtude de ter aceito muitas inovações doutrinárias, o catolicismo romano foi obrigado afastar-se da Bíblia. O rompimento não foi imediato, mas gradativo: Jerônimo e Crisóstomo insistiram na leitura da Bíblia, Agostinho considerava as traduções dela um meio abençoado de pregar a Palavra de Deus entre as nações. Gregório I recomendou a sua leitura. As restrições começaram com Hildebrando, que proibiu aos boêmios a leitura da Bíblia. Inocêncio III, em 1215, impediu o povo de ler a Palavra de Deus em sua língua materna, mas somente em latim, língua conhecida apenas por alguns eruditos. Clemente XI condenou a leitura da Bíblia pelos leigos, etc.
    c) O Concílio Tridetino foi um dos pontos salientes da Contra-Reforma Católica. Com o progresso do protestantismo, a Bíblia foi colocada nas mãos do povo, que percebia claramente, na sua leitura, o quanto o romanismo afastara-se da sã doutrina apostólica. O clero romano pressionado e desafiado a sustentar na Palavra de Deus suas doutrinas foi forçado a aceitar uma autoridade religiosa – a tradição – e canonizar os apócrifos, nos quais muitos dos falsos dogmas poderiam ser sustentados;
    d) A própria canonização constitui a maior prova de que tais livros, até o Concílio de Trento (1546) não eram considerados, mesmo pelos católicos, como escritos sob inspiração divina. Os motivos da rejeição de tais livros por parte dos rabinos judeus, são: porque tinham sido escritos depois de Esdras e Neemias (Eclesiástico e I Macabeus), quando se cria que a inspiração havia cessado; porque foram escritos em grego ou pelo menos, por se desconhecer seu possível original hebraico (Sabedora e 2 Macabeus), porque seu texto hebraico (ou aramaico) estava perdido na ocasião do Concilio (Judite, Tobias, Baruc);
    e) Em conclusão, a Bíblia certa é aquela traduzida por entidades fiéis ao texto sagrado, descomprometidas com o falso ecumenismo ou seitas heréticas; é aquela que não apresenta livros e aditamentos espúrios, e nem mesmo anotações capciosas tendentes a desviar os leitos da são doutrina da Palavra de Deus. Contudo, muitos católicos sinceros, ao examinarem humildemente o texto Sagrado de suas próprias Bíblias, encontraram nele a orientação segura para o único caminho de salvação. Jesus Cristo, e hoje servem ao Mestre nas diversas denominações evangélicas.
    Digam onde está na tua Bíblia as definições dos tradutores Lutero e João Ferreira de Almeida como sendo os tradutores oficiais.
    RESP. ALEXANDRE: Caso tenha lido acima, acabei de responder.
    Quem ensinou ao protestante que se deve crer na Bíblia ? Me diga quem foi. Não vale homens ou ensinos humanos.
    RESP. ALEXANDRE: Caso esteja acompanhando meu raciocínio, também já foi respondido.
    Vou responder as mesmas perguntas com uma única resposta. Eu creio na Igreja Católica, coluna e sustentáculo da verdade. Ela me ensina tudo. Por meio dela tenho todas as respostas. Creio ainda que a Igreja Católica não é obra de homens, mas obra de DEUS. Creio que a igreja é a esposa de Jesus Cristo.
    RESP. ALEXANDRE:
    Qual a Igreja verdadeira?
    “Qual a Igreja que Jesus vai levar para a sua Glória?”
    Ele vai levar a sua Igreja. Mt 16.18. “Igreja gloriosa, sem mácula, mas santa e irrepreensível”, Ef 5.27. Os que se sentem vinculados genuinamente a essa Igreja, estejam seguros de que subirão com Cristo, respeitando o constante em Mt 24.13.
    Agora você me respondam as mesmas perguntas. Fui objetivo. Sejam também.
    Não vale informações de homens ou ensinos humanos. É o protestante que vive dizendo que recusa ensinos de homens. É o protestante que diz não ter mediadores. É o protestante que diz que só se confessa a DEUS.

    Alexandre: Respondido? Aproveite o estudo!

  • Alexandre disse:

    Pois é Silveirinha, concordo com você, também não acredito nada no IBGE, para mim aquilo ali é tudo fraude. Igamina só! O Brasil se diz um país católico, mas católico praticante quantos tem? Não importa se a Igreja evangélica cresceu 22% ou 30%, o foco não é este. Agora um dado muito interessante é o seguinte: Tem católico que só foi na igreja para se batizar e nunca mais voltou lá, é por isso que tem tantos, conta só os praticantes para ver a realidade. Sem contar na avalanche de católicos que tem vindo para o evangelho.
    Questione baseado na Bíblia!

  • Alexandre disse:

    Olá Lilian,
    Bom, primeiro vamos as suas perguntas.
    Por que o protestante crê na Bíblia ? Cite fonte divina. Não vale ensino de homens.
    RESP. ALEXANDRE: É dever de todo o homem ler a Bíblia. E somos orientados a agir dessa forma pela própria Palavra (Dt 6.6-7; 31.11-12; Js 1.8; Is 34.16; At 17.11; 2 Tm 3.15-17).
    Como o protestante sabe que a Bíblia é a palavra de DEUS ? Cite fonte divina. Nada de ensinos humanos.
    RESP. ALEXANDRE: Já respondi acima, mas como a Ciência ensina que a repetição é boa para a memorização, vou citar somente 1 destes acima para você aprender: 2 Tm 3.15-17 E que desde a tua meninice sabes as sagradas Escrituras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há em Cristo Jesus. Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça; Para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra.
    Digam onde está na Bíblia que a Bíblia é a única regra de fé ?
    RESP. ALEXANDRE: Já respondi, mas vou lhe ensinar de novo.
    Sabemos que toda instituição possui suas tradições, usos e costumes, e que em alguns casos essa tradição é salutar: Então, irmãos, estai firmes a retende as tradições que vos foram ensinadas, seja por palavra, seja por epístola nossa (2 Ts 2.15). E louvo-vos, irmãos, porque em tudo vos lembrais de mim, e retendes os preceitos como vo-los entreguei (1 Co 11.2) e: Por cuja causa padeço também isto, mas não me envergonho; porque eu sei em quem tenho crido, e estou certo de que é poderoso para guardar o meu depósito até aquele dia. Conserva o modelo das sãs palavras que de mim tens ouvido, na fé no amor que há em Cristo Jesus. Guarda o bom depósito pelo Espírito Santo que habita em nós (2 Tm 1.12-14). No entanto, quando essa tradição contradiz as Sagradas Escrituras, ela deve ser rejeitada: Sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fortes resgatados da vossa vã maneira de viver que por tradição recebestes dos vossos pais (1 Pe 1.18). A tradição pode tornar-se uma traição ao Evangelho: E assim invalidastes, pela vossa tradição, o mandamento de Deus (Mt 15.6). E, sem dúvida nenhuma, um outro evangelho como o apóstolo Paulo escreveu: Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema (Gl 1.8). A Igreja Católica Romana no Concílio de Tolosa, em 1222, proibiu a leitura da Bíblia aos leigos, passando a tradição a ter mais autoridade do que a Palavra de Deus. Essa proibição antibíblica do catolicismo romano nos remete à advertência do Senhor Jesus aos judeus: Em vão, porém, me honram, ensinando doutrinas que são mandamentos dos homens; porque, deixando o andamento de Deus, retendes a tradição dos homens; como o lavar dos jarros e dos copos; e fazeis muitas outras coisas semelhantes a estas. E dizia-lhes: Bem invalidais o mandamento de Deus para guardardes a vossa tradição (Mc 7.7-9). A Bíblia é a Palavra de Deus. Ex: (Dt 6.6-7; 31.11-12; Js 1.8; Is 34.16; At 17.11; 2 Tm 3.15-17).
    Digam onde está na Bíblia o ensino do “Sola Scriptura” ?
    RESP. ALEXANDRE: Querida! Se você lesse a Bíblia, não me faria esta pergunta. Mas mesmo assim vou lhe responder. Reforma Protestante de Sola Scriptura, Sola Gracia, Solo Cristus e Sola Fides foi um apelo dramático ao retorno às Escrituras Sagradas como única regra de fé e prática. Foi por questionar os dogmas papistas que muitos foram torturados e outros pagaram com a vida. É difícil entender como os herdeiros da Reforma comungam com um Evangelho rejeitado pelos reformadores.
    Digam onde está na Bíblia a definição dos livros inspirados ?
    RESP. ALEXANDRE: Se você leu acima, acredito que já viu a resposta, se não, aí vai.
    2Tm 3:16 Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça.
    Digam onde está na Bíblia a definição da Bíblia protestante como a Bíblia a ser seguida ?
    RESP. ALEXANDRE: Aproveite o estudo.
    Porque razão a Bíblia católica tem 73 livros, quando a protestante tem apenas 66? Qual delas é a certa?
    O Novo Testamento, tanto nas bíblias católicas como nas protestantes, não apresenta qualquer diferença quanto à quantidade de livros. Todavia, o mesmo não ocorre com o Velho Testamento, pelas razões seguintes:
    a) Segundo o concílio de Rabinos da Jâmnia, realizado entre 90 e 100 d.C, o V.T. constitui-se apenas de 39 livros constantes da bíblias evangélicas, mas a Igreja Católica Romana, no Concílio de Trento (1546) resolveu afirmar solenemente a canonicidade dos apócrifos.
    b) Em virtude de ter aceito muitas inovações doutrinárias, o catolicismo romano foi obrigado afastar-se da Bíblia. O rompimento não foi imediato, mas gradativo: Jerônimo e Crisóstomo insistiram na leitura da Bíblia, Agostinho considerava as traduções dela um meio abençoado de pregar a Palavra de Deus entre as nações. Gregório I recomendou a sua leitura. As restrições começaram com Hildebrando, que proibiu aos boêmios a leitura da Bíblia. Inocêncio III, em 1215, impediu o povo de ler a Palavra de Deus em sua língua materna, mas somente em latim, língua conhecida apenas por alguns eruditos. Clemente XI condenou a leitura da Bíblia pelos leigos, etc.
    c) O Concílio Tridetino foi um dos pontos salientes da Contra-Reforma Católica. Com o progresso do protestantismo, a Bíblia foi colocada nas mãos do povo, que percebia claramente, na sua leitura, o quanto o romanismo afastara-se da sã doutrina apostólica. O clero romano pressionado e desafiado a sustentar na Palavra de Deus suas doutrinas foi forçado a aceitar uma autoridade religiosa – a tradição – e canonizar os apócrifos, nos quais muitos dos falsos dogmas poderiam ser sustentados;
    d) A própria canonização constitui a maior prova de que tais livros, até o Concílio de Trento (1546) não eram considerados, mesmo pelos católicos, como escritos sob inspiração divina. Os motivos da rejeição de tais livros por parte dos rabinos judeus, são: porque tinham sido escritos depois de Esdras e Neemias (Eclesiástico e I Macabeus), quando se cria que a inspiração havia cessado; porque foram escritos em grego ou pelo menos, por se desconhecer seu possível original hebraico (Sabedora e 2 Macabeus), porque seu texto hebraico (ou aramaico) estava perdido na ocasião do Concilio (Judite, Tobias, Baruc);
    e) Em conclusão, a Bíblia certa é aquela traduzida por entidades fiéis ao texto sagrado, descomprometidas com o falso ecumenismo ou seitas heréticas; é aquela que não apresenta livros e aditamentos espúrios, e nem mesmo anotações capciosas tendentes a desviar os leitos da são doutrina da Palavra de Deus. Contudo, muitos católicos sinceros, ao examinarem humildemente o texto Sagrado de suas próprias Bíblias, encontraram nele a orientação segura para o único caminho de salvação. Jesus Cristo, e hoje servem ao Mestre nas diversas denominações evangélicas.
    Digam onde está na tua Bíblia as definições dos tradutores Lutero e João Ferreira de Almeida como sendo os tradutores oficiais.
    RESP. ALEXANDRE: Caso tenha lido acima, acabei de responder.
    Quem ensinou ao protestante que se deve crer na Bíblia ? Me diga quem foi. Não vale homens ou ensinos humanos.
    RESP. ALEXANDRE: Caso esteja acompanhando meu raciocínio, também já foi respondido.
    Vou responder as mesmas perguntas com uma única resposta. Eu creio na Igreja Católica, coluna e sustentáculo da verdade. Ela me ensina tudo. Por meio dela tenho todas as respostas. Creio ainda que a Igreja Católica não é obra de homens, mas obra de DEUS. Creio que a igreja é a esposa de Jesus Cristo.
    RESP. ALEXANDRE:
    Qual a Igreja verdadeira?
    “Qual a Igreja que Jesus vai levar para a sua Glória?”
    Ele vai levar a sua Igreja. Mt 16.18. “Igreja gloriosa, sem mácula, mas santa e irrepreensível”, Ef 5.27. Os que se sentem vinculados genuinamente a essa Igreja, estejam seguros de que subirão com Cristo, respeitando o constante em Mt 24.13.
    Agora você me respondam as mesmas perguntas. Fui objetivo. Sejam também.
    Não vale informações de homens ou ensinos humanos. É o protestante que vive dizendo que recusa ensinos de homens. É o protestante que diz não ter mediadores. É o protestante que diz que só se confessa a DEUS.
    Alexandre: Respondido? Aproveite o estudo!

  • Anônimo disse:

    Que Igreja?

  • Alexandre disse:

    Olá Lilian,
    Bom, primeiro vamos as suas perguntas.
    Por que o protestante crê na Bíblia ? Cite fonte divina. Não vale ensino de homens.
    RESP. ALEXANDRE: É dever de todo o homem ler a Bíblia. E somos orientados a agir dessa forma pela própria Palavra (Dt 6.6-7; 31.11-12; Js 1.8; Is 34.16; At 17.11; 2 Tm 3.15-17).
    Como o protestante sabe que a Bíblia é a palavra de DEUS ? Cite fonte divina. Nada de ensinos humanos.
    RESP. ALEXANDRE: Já respondi acima, mas como a Ciência ensina que a repetição é boa para a memorização, vou citar somente 1 destes acima para você aprender: 2 Tm 3.15-17 E que desde a tua meninice sabes as sagradas Escrituras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há em Cristo Jesus. Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça; Para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra.

    Digam onde está na Bíblia que a Bíblia é a única regra de fé ?
    RESP. ALEXANDRE: Já respondi, mas vou lhe ensinar de novo.
    Sabemos que toda instituição possui suas tradições, usos e costumes, e que em alguns casos essa tradição é salutar: Então, irmãos, estai firmes a retende as tradições que vos foram ensinadas, seja por palavra, seja por epístola nossa (2 Ts 2.15). E louvo-vos, irmãos, porque em tudo vos lembrais de mim, e retendes os preceitos como vo-los entreguei (1 Co 11.2) e: Por cuja causa padeço também isto, mas não me envergonho; porque eu sei em quem tenho crido, e estou certo de que é poderoso para guardar o meu depósito até aquele dia. Conserva o modelo das sãs palavras que de mim tens ouvido, na fé no amor que há em Cristo Jesus. Guarda o bom depósito pelo Espírito Santo que habita em nós (2 Tm 1.12-14). No entanto, quando essa tradição contradiz as Sagradas Escrituras, ela deve ser rejeitada: Sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fortes resgatados da vossa vã maneira de viver que por tradição recebestes dos vossos pais (1 Pe 1.18). A tradição pode tornar-se uma traição ao Evangelho: E assim invalidastes, pela vossa tradição, o mandamento de Deus (Mt 15.6). E, sem dúvida nenhuma, um outro evangelho como o apóstolo Paulo escreveu: Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema (Gl 1.8). A Igreja Católica Romana no Concílio de Tolosa, em 1222, proibiu a leitura da Bíblia aos leigos, passando a tradição a ter mais autoridade do que a Palavra de Deus. Essa proibição antibíblica do catolicismo romano nos remete à advertência do Senhor Jesus aos judeus: Em vão, porém, me honram, ensinando doutrinas que são mandamentos dos homens; porque, deixando o andamento de Deus, retendes a tradição dos homens; como o lavar dos jarros e dos copos; e fazeis muitas outras coisas semelhantes a estas. E dizia-lhes: Bem invalidais o mandamento de Deus para guardardes a vossa tradição (Mc 7.7-9). A Bíblia é a Palavra de Deus. Ex: (Dt 6.6-7; 31.11-12; Js 1.8; Is 34.16; At 17.11; 2 Tm 3.15-17).

    Digam onde está na Bíblia o ensino do “Sola Scriptura” ?
    RESP. ALEXANDRE: Querida! Se você lesse a Bíblia, não me faria esta pergunta. Mas mesmo assim vou lhe responder. Reforma Protestante de Sola Scriptura, Sola Gracia, Solo Cristus e Sola Fides foi um apelo dramático ao retorno às Escrituras Sagradas como única regra de fé e prática. Foi por questionar os dogmas papistas que muitos foram torturados e outros pagaram com a vida. É difícil entender como os herdeiros da Reforma comungam com um Evangelho rejeitado pelos reformadores.

    Digam onde está na Bíblia a definição dos livros inspirados ?
    RESP. ALEXANDRE: Se você leu acima, acredito que já viu a resposta, se não, aí vai.
    2Tm 3:16 Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça.

    Digam onde está na Bíblia a definição da Bíblia protestante como a Bíblia a ser seguida ?
    RESP. ALEXANDRE: Aproveite o estudo.
    Porque razão a Bíblia católica tem 73 livros, quando a protestante tem apenas 66? Qual delas é a certa?
    O Novo Testamento, tanto nas bíblias católicas como nas protestantes, não apresenta qualquer diferença quanto à quantidade de livros. Todavia, o mesmo não ocorre com o Velho Testamento, pelas razões seguintes:
    a) Segundo o concílio de Rabinos da Jâmnia, realizado entre 90 e 100 d.C, o V.T. constitui-se apenas de 39 livros constantes da bíblias evangélicas, mas a Igreja Católica Romana, no Concílio de Trento (1546) resolveu afirmar solenemente a canonicidade dos apócrifos.
    b) Em virtude de ter aceito muitas inovações doutrinárias, o catolicismo romano foi obrigado afastar-se da Bíblia. O rompimento não foi imediato, mas gradativo: Jerônimo e Crisóstomo insistiram na leitura da Bíblia, Agostinho considerava as traduções dela um meio abençoado de pregar a Palavra de Deus entre as nações. Gregório I recomendou a sua leitura. As restrições começaram com Hildebrando, que proibiu aos boêmios a leitura da Bíblia. Inocêncio III, em 1215, impediu o povo de ler a Palavra de Deus em sua língua materna, mas somente em latim, língua conhecida apenas por alguns eruditos. Clemente XI condenou a leitura da Bíblia pelos leigos, etc.
    c) O Concílio Tridetino foi um dos pontos salientes da Contra-Reforma Católica. Com o progresso do protestantismo, a Bíblia foi colocada nas mãos do povo, que percebia claramente, na sua leitura, o quanto o romanismo afastara-se da sã doutrina apostólica. O clero romano pressionado e desafiado a sustentar na Palavra de Deus suas doutrinas foi forçado a aceitar uma autoridade religiosa – a tradição – e canonizar os apócrifos, nos quais muitos dos falsos dogmas poderiam ser sustentados;
    d) A própria canonização constitui a maior prova de que tais livros, até o Concílio de Trento (1546) não eram considerados, mesmo pelos católicos, como escritos sob inspiração divina. Os motivos da rejeição de tais livros por parte dos rabinos judeus, são: porque tinham sido escritos depois de Esdras e Neemias (Eclesiástico e I Macabeus), quando se cria que a inspiração havia cessado; porque foram escritos em grego ou pelo menos, por se desconhecer seu possível original hebraico (Sabedora e 2 Macabeus), porque seu texto hebraico (ou aramaico) estava perdido na ocasião do Concilio (Judite, Tobias, Baruc);
    e) Em conclusão, a Bíblia certa é aquela traduzida por entidades fiéis ao texto sagrado, descomprometidas com o falso ecumenismo ou seitas heréticas; é aquela que não apresenta livros e aditamentos espúrios, e nem mesmo anotações capciosas tendentes a desviar os leitos da são doutrina da Palavra de Deus. Contudo, muitos católicos sinceros, ao examinarem humildemente o texto Sagrado de suas próprias Bíblias, encontraram nele a orientação segura para o único caminho de salvação. Jesus Cristo, e hoje servem ao Mestre nas diversas denominações evangélicas.

    Digam onde está na tua Bíblia as definições dos tradutores Lutero e João Ferreira de Almeida como sendo os tradutores oficiais.
    RESP. ALEXANDRE: Caso tenha lido acima, acabei de responder.
    Quem ensinou ao protestante que se deve crer na Bíblia ? Me diga quem foi. Não vale homens ou ensinos humanos.
    RESP. ALEXANDRE: Caso esteja acompanhando meu raciocínio, também já foi respondido.

    Vou responder as mesmas perguntas com uma única resposta. Eu creio na Igreja Católica, coluna e sustentáculo da verdade. Ela me ensina tudo. Por meio dela tenho todas as respostas. Creio ainda que a Igreja Católica não é obra de homens, mas obra de DEUS. Creio que a igreja é a esposa de Jesus Cristo.
    RESP. ALEXANDRE:
    Qual a Igreja verdadeira?
    “Qual a Igreja que Jesus vai levar para a sua Glória?”
    Ele vai levar a sua Igreja. Mt 16.18. “Igreja gloriosa, sem mácula, mas santa e irrepreensível”, Ef 5.27. Os que se sentem vinculados genuinamente a essa Igreja, estejam seguros de que subirão com Cristo, respeitando o constante em Mt 24.13.

    Agora você me respondam as mesmas perguntas. Fui objetivo. Sejam também.
    Não vale informações de homens ou ensinos humanos. É o protestante que vive dizendo que recusa ensinos de homens. É o protestante que diz não ter mediadores. É o protestante que diz que só se confessa a DEUS.

    Alexandre: Respondido? Aproveite o estudo!

  • Lilian disse:

    Você não respondeu nada Alexandre. Fingiu que não entendeu as perguntas. A Bíblia não pode dar testemunho dela mesmo. Jesus disse que o testemunho válido é aquele do pai para o filho e do filho para o pai.
    Fiquei surpreso que você não soubesse desta advertência de Jesus. Ou será fingiu que não leu ou fez como todo e qualquer protestante que escolhe o que seguir de Lutero, Calvino, Macedo e ainda descarta os textos bíblicos que não lhes favorecem ?

    Agora pense Alexandre. Alguém pode escrever um outro livro que também se diz ser a palavra de DEUS e então as pessoas não saberão se devem crer na Bíblia ou neste outro livro.

    Obrigação de ler a Bíblia ??? Jesus mandou ler a Bíblia ??? Os apóstolos mandaram ??? A Bíblia diz que toda escritura é útil para aprendizado. Útil é útil. Útil não é suficiente. É útil estudar para a prova, mas pode-se passar na prova sem estudar. Você pode ser um bom cristão sem ter lido a Bíblia e um outro irmão seu que lê e “interpreta” pode não por em prática o que aprendeu.

    Você não provou que Jesus ensinou Sola Scriptura. Nem provou que a Bíblia ensina Sola Scriptura. Você disse que a reforma protestante ensinou o Sola Scriptura. Disse bem. Os homens. Sempre os homens. Você segue Sola Scriptura ? Então você segue o ensino de homens conforme eu tinha dito. É um direito teu. Só não diga que Jesus ou os apóstolos ensinaram esta demoníaca doutrina.

    Você citou os concílios de rabinos. Exatamente. Vocês seguem as tradições judaicas. Eu sou católico e fui liberto da tradição daqueles homens. Os fariseus de hoje são vocês. Eu sigo as tradições da igreja as quais o apóstolo Paulo recomendou.

    Você não citou uma fonte divina. Só homens. Ídolos e nada além disto. Respondeu tudo com outras perguntas e outros textos. Eu perguntei como você sabe que a Bíblia é a palavra de DEUS ? Onde você aprendeu ? Você não conseguiu explicar. Só disse que é obrigação de todo mundo ler a Bíblia. Mas não consegue dizer como você sabe que a Bíblia é a palavra de DEUS e não a Torah ou o Corão. Quem te ensinou ?

    Sobretudo você mente. Mente descaradamente como qualquer protestante. A igreja nunca proibiu a leitura da Bíblia e você sabe bem disto. É só pesquisar os decretos papais que você verá o estímulo que era dado a leitura da Bíblia. Agora nós católicos examinamos, e vocês “interpretam” cada qual por conta própria. As escrituras permitem o exame e proíbem a interpretação. Você faz diferente do que ensina a Bíblia.

    Servir ao Senhor Jesus todo mundo diz que serve. Mas poucos o fazem. Os protestantes servem aos pastores. Porque servir a Jesus Cristo é não contesta-lo. É fazer o que ele manda. Ele mandou que fossemos um só corpo e vocês são milhões de corpos. Ele pregou uma só fé e tudo que há no protestantismo é a fé de cada um. Ele pregou um só batismo e o que não falta o protestantismo é batismo. Tem até batismo em parque de diversões ou em parque aquático. Ele fundou uma só igreja e vocês fundam milhares. Servir a Jesus Cristo é sobretudo ser servidor ao invés de ser servido. Reconhecer nos rostos dos mais necessitados a face do Senhor da Glória, pois afinal foi para eles também que ele veio. Ele disse: Tive fome e me destes de comer, tive sede e me destes de beber…” E vocês estão pagando dízimos e nada além disto. Completamente indiferentes ao sofrimento humano. Jesus não mandou pregar a Bíblia, até porque não havia Bíblia naquele tempo. Jesus mandou pregar as boas novas. O evangelho. Quais são as boas novas Alexandre ? DEUS pode curar ? DEUS liberta ? Certamente que pode. Mas não são estas as boas novas. As boas novas são que Jesus morreu em nosso lugar e que ressulcitou dos mortos, de modo que todo que nele crê não pereça, mas tenha vida eterna. Eu não preciso de mais nada Alexandre. As boas novas são notícias importantes demais para eu louve ao Senhor Jesus por toda a eternidade. São vocês que estão atrás de fogueiras santas, desafios financeiros, teologia da prosperidade. Ensinos de homens né Alexandre ? Ou você viu Jesus pregando algumas destas doutrinas ?

    Se fosse possível aprender alguma coisa com você não haveria problema algum. Eu sou católico, chamado de leigo e ensinado a aprender. Não sou protestante. Protestante é que tudo sabe e tudo quer ensinar e nada precisa aprender. Não por acaso vocês se dividem, porque um não pode suportar a doutrina de outro. Cada qual se acha melhor. A arrogância e auto suficiência de Lutero passa de geração em geração. É por isto que não produzem santos. Onde não há virtude a graça não abunda. Não por acaso, o vosso RR Soares diz que ajudar os pobres desvia recursos da igreja. No caso, desvia recursos do bolso dele.

    Sobre a Igreja…meu caro Alexandre…Jesus deu a Pedro o poder de ligar e desligar na terra. Ele não deu estes poderes a Lilian ou ao Alexandre e nem a Lutero ou Macedo. Jesus mandou Pedro confirmar seus irmãos na fé. Jesus mandou Pedro apascentar suas ovelhas. Jesus disse Tu é Pedro. Tu és Alexandre ou Tu és Calvino. Mais claro que isto. Mas você pode continuar se enganando. E fácil. É só permanecer dando ouvidos aos homens. e isto você já faz muito bem.

    Creio que o debate entre nós está encerrado. Você disse o que desejou e vice-versa. Você não convencerá e eu não tenho a pretensão de convencer você. Protestante não se converte ao catolicismo por pregação, mas apenas pela ação do próprio Jesus Cristo. Eu fui um deles e sei do que estou falando. Se continuarmos não vamos parar nunca. Passar bem.

  • Lilian disse:

    Restabelecendo a verdade – Parte II

    Oração da Ave Maria – É bíblica ?

    As orações dos protestantes não são bíblicas. O protestante pede a DEUS que abra as portas, que opere curas, libertação e tudo em nome de Jesus. As orações protestantes exaltam a DEUS, clamam pela mão poderosa do Senhor e sempre são finalizadas em nome de Jesus.
    Estas orações não são bíblicas. Mas são válidas ?

    Carlo que sim. Minha Igreja me ensina que o Espírito Santo opera nas comunidades protestantes.
    Jesus mesmo disse: “Onde dois ou mais estiverem reunidos em meu nome, ali estarei presente.”
    Quem sou eu para dizer que onde DEUS Altíssimo deve ou não operar ?
    São os protestantes que dizem que nossas orações nada valem. Nós não dizemos isto sobre suas orações.

    Ora, se orações protestantes que não bíblicas são ouvidas pelo Altíssimo DEUS, por que não a oração ensinada pelo próprio Jesus ?

    Me refiro ao Pai Nosso que não é recitado na esmagadora maioria das igrejas protestantes.

    Se protestantes sabem orar a DEUS e o Senhor dos exércitos os escuta, muito melhor deve fazer Jesus.

    A oração da Ave Maria nem precisava ser bíblica. Pois como provamos, DEUS atende as orações dos protestantes que não são bíblicas. E assim também DEUS poderia atender as nossas.

    Entretanto, diz o anjo do Senhor na Bíblia: Ave Maria.
    Diz o anjo do Senhor na Bíblia: Repleta de graça(texto original).
    Diz o anjo do Senhor na Bíblia: O senhor é convosco
    Diz a Bíblia: Bendita és tu entre as mulheres(E todas as gerações me chamarão de Bem Aventurada).
    Bendito é o fruto do vosso ventre Jesus: Quem ousa dizer que o fruto do ventre de Maria não é bendito ???
    Santa Maria mãe de DEUS: DEUS não habita templo que não seja santo. Isabel chama a Maria de mãe do meu Senhor. E o senhor é DEUS.
    Rogai por nós pecadores: A intercessão de Maria se dá para obtenção de graças e favores. Ninguem diz que Maria é salvadora do gênero humano.

    A Igreja acrescenta com o poder dado por Jesus: “O que ligares na terra será ligado no céu. O que desligares na terra será desligado no céu.”

    A Bíblia define: Igreja coluna e sustentáculo da verdade.

  • Lilian disse:

    Eu reconheço que existem protestantes sérios e sinceros diante de DEUS. Entretanto, eles não tem a mesma visão sobre os católicos. Todos nos acusam de heresias, idolatria e se portam como se nem fossemos cristãos. Absurdo ! Se protestantes não concordam com outros protestantes em matéria de fé e doutrina e todo mundo no meio acha normal, como estranhar que católicos e protestantes tenham divergências se até mesmo as Bíblias são diferentes ? A aversão protestante pelo catolicismo é algo que ultrapassa os limites. Não há protestante que não tenha chamado outros protestantes de hereges e não há protestante que não tenha sido chamado de herege por outros. Mas ao final todos se unem contra a Igreja Católica e todos que divergem no meio protestante se dizem Irmãos em Cristo. Isto eu não posso aceitar. Bons e maus existem em todos os lados.

  • Sandra disse:

    Bom dia a todos. A paz do Senhor esteja convosco.

    Eu li todos os comentários e concordo com a maior parte.

    Discordo em parte do Sr.Alexandre.

    É verdade que placa de igreja não salva. Mas no catolicismo nunca se ensinou que alguém seja salvo pela placa.

    O que sabemos é que a Igreja certa é um caminho mais seguro para salvação.

    Adesão a Jesus implica em fazer tudo que ele manda(…”fazei tudo ele vos disser”.).

    Quem tornou Lutero indispensável é porque não creu nas promessas de Jesus. “Eis que estarei convoso todos os dias até o fim do tempo.” “As portas do inferno não prevalecerão contra minha igreja.”

    Quem escolhe o que deseja seguir do evangelho é porque discordou de Jesus. Assim Lutero, por exemplo, disse que o texto de Tiago era palha morta(“A fé sem obras é morta”).

    Outros discordando de Lutero fundaram novas igrejas e continuam escolhendo o que seguir do evangelho. Escolhem ainda o que seguir de Lutero. Aceitam o reformador no Sola Scriptura e no Sola Fiede, mas recusam o mesmo na devoção a Santíssima Virgem e nos sacramenos.

    Outros escolhem o que seguir de Calvino. Outros escolhem o que seguir de Macedo e recusam aquilo que não lhes agrada. E assim por diante.

    Hoje tem gente rejeitando o que não gosta na Bíblia. Jesus deu a Pedro o poder ligar e desligar na terra e o protestante não gosta e desconsidera. Passa por cima do texto.

    Jesus deu poderes aos apóstolos para perdoar e reter pecados. O protestante grita: “Eu só me confesso a DEUS.”. Para reter ou perdoar pecados é necessário que alguém antes os confesse aos apóstolos. O protestante discordando de Jesus não atende a sua det erminação.

    Outros discordando de Jesus não recitam o Pai Nosso. Outros tantos não proclamam a Bem Aventurança de Maria. Pelo contrário, tratam de desprezar e caluniar a mãe do salvador.

    De fato placa de igreja não salva ninguém. Mas a Igreja certa pode instruir e ensinar corretamente.

    A Igreja é coluna e sustentáculo da verdade. O que isto quer dizer ?
    Sem a coluna e sustentáculo a verdade não prevalece. O protestante discordando da Bíblia e de Jesus diz: “Igreja não serve para nada.”

    É o que vemos hoje com milhares de doutrinas meramente humanas e todas divergentes entre si. E todas as denominações dizem ser a Igreja de Cristo.

    Aderir a Cristo é acatar o que ele manda, gostemos ou não.

    O protestante infelizmente é ensinado a ter em conta que a Igreja Católica não lhe pertence. O protestante é ensinado a acreditar que a Igreja Católica é a igreja dos ímpios, impuros, idólatras.

    Quando ele perceber que a Igreja Católica também é dele e lhe foi dada por Jesus, então certamente os ânimos serão mais brandos.

    Quem defende salvação pela placa são os protestantes. Basta dizer que dois protestantes conversando, um favorável ao divórcio e outro contrário, ambos se consideram “irmãos em Cristo” ainda que os dois preguem Cristos diferentes.

    O pregador do aborto é irmão em Cristo daquele que se opõe ao aborto. O pregador da teologia da prosperidade é irmão em Cristo daquele que não prega a demoníaca doutrina. Todos se reconhecem como “irmãos em Cristo”.

    E todos se dizem salvos. Se todos estão salvos, independentemente do Cristo que se prega ou que se pretende seguir e todos se reconhecem como irmãos em Cristo ainda que absurdamente divergentes entre si, é óbvio que todos consideram que as marcas protestante ou evangélico é que salvam. Se tem uma destas marcas está salvo. Aceitou Jesus está salvo. Pouco importa a doutrina que o crente irá praticar depois.

    Foi exatamente isto que Lutero definiu: “Pecar, pecar e pecar o máximo possível e acreditar ainda mais firme que serás salvo.”

    A Bíblia diz: “Perseverai até o fim.”

    Quem precisa perseverá é proque ainda não está salvo.

    Se igreja certa por conduzir a salvação, igreja que ensina errado leva a ruína. E devemos acreditar nisto, pois a Bíblia diz: “…não entram no reino e não deixam que outros entrem.” E diz ainda: “cegos guiando cegos.”

    E como saber a Igreja correta ? “Tu és Pedro.” “Confirma teus irmãos na fé.” “Apascenta as minhas ovelhas.”

    A paz de Cristo Jesus salvador do gênero humano esteja convosco.

  • Alexandre disse:

    Lilian,
    Os cristãos não tem nada contra os católicos (isso não é pessoal), mas sim contra algumas práticas que a própria Bíblia condena. Com relação a doutrina existem algumas diferenças sim, porém a mensagem de todas é única, “só Jesus Cristo cura, salva, liberta, perdoa, dá sentido de vida ao homem, etc…, é só Jesus”. Esta é a diferença, o alvo é o mesmo. Outro detalhe interessantíssimo é sobre a Bíblia que você diz ser diferente (Se você pegar uma Bíblia evangélica e uma católica vai notar que a mensagem que elas trazem são idênticas. Não existe Bíblia diferente pelo menos não para os evangélicos, católicos e cristãos, uma palavra ou outra pode até ser diferenciada mas o sentido e a mensagem é a mesma). Como eu já lhe disse, amar uma pessoa não significa concordar com suas práticas, o Senhor nos mandou amar a todos quando ele diz que temos que amar ao próximo, nós amamos os católicos mas não podemos concordar com certas práticas que a Bíblia condena, inclusive a Bíblia católica que você diz ser diferente, leia e peça direção ao Espírito Santo, eu tenho certeza que Deus lhe esclarecerá.

  • Alexandre disse:

    Lilian,
    Os cristãos não tem nada contra os católicos (isso não é pessoal), mas sim contra algumas práticas que a própria Bíblia condena. Com relação a doutrina existem algumas diferenças sim, porém a mensagem de todas é única, “só Jesus Cristo cura, salva, liberta, perdoa, dá sentido de vida ao homem, etc…, é só Jesus”. Esta é a diferença, o alvo é o mesmo. Outro detalhe interessantíssimo é sobre a Bíblia que você diz ser diferente (Se você pegar uma Bíblia evangélica e uma católica vai notar que a mensagem que elas trazem são idênticas. Não existe Bíblia diferente pelo menos não para os evangélicos, católicos e cristãos, uma palavra ou outra pode até ser diferenciada mas o sentido e a mensagem é a mesma). Como eu já lhe disse, amar uma pessoa não significa concordar com suas práticas, o Senhor nos mandou amar a todos quando ele diz que temos que amar ao próximo, nós amamos os católicos mas não podemos concordar com certas práticas que a Bíblia condena, inclusive a Bíblia católica que você diz ser diferente, leia e peça direção ao Espírito Santo, eu tenho certeza que Deus lhe esclarecerá.

  • Alexandre disse:

    Cadê meu comentário?

  • Alexandre disse:

    Este blog está com defeito?

  • Alexandre disse:

    Lilian
    Você nunca mais potou, está tudo bem?

  • Alexandre disse:

    Quer dizer, postou.

  • Alexandre disse:

    Lilian,
    Os cristãos não tem nada contra os católicos (isso não é pessoal), mas sim contra algumas práticas que a própria Bíblia condena. Com relação a doutrina existem algumas diferenças sim, porém a mensagem de todas é única, “só Jesus Cristo cura, salva, liberta, perdoa, dá sentido de vida ao homem, etc…, é só Jesus”. Esta é a diferença, o alvo é o mesmo. Outro detalhe interessantíssimo é sobre a Bíblia que você diz ser diferente (Se você pegar uma Bíblia evangélica e uma católica vai notar que a mensagem que elas trazem são idênticas. Não existe Bíblia diferente pelo menos não para os evangélicos, católicos e cristãos, uma palavra ou outra pode até ser diferenciada mas o sentido e a mensagem é a mesma). Como eu já lhe disse, amar uma pessoa não significa concordar com suas práticas, o Senhor nos mandou amar a todos quando ele diz que temos que amar ao próximo, nós amamos os católicos mas não podemos concordar com certas práticas que a Bíblia condena, inclusive a Bíblia católica que você diz ser diferente, leia e peça direção ao Espírito Santo, eu tenho certeza que Deus lhe esclarecerá.
    Att.:
    Alexandre.

  • zenilde disse:

    O verdadeiro evangelico ( cristão) ama os catolicos e respeita a memoria de nossa amada irmã Maria ! Mas detesta o q mais Deus detesta : A idolatria !! Como pode venerar uma coisa feita p/ mãos humana ! Coisa q quebra , desmancha , rasga e não tem espírito !!

  • zenilde disse:

    Qual é a diferença da Bíblia dos crentes com a Bíblia dos católicos ???
    Resp: A Bíblia dos crentes é toda marcada , de folhas já velhas e encardidas e estragadas de tanto ser manuseada , lida , analizada e conduzida ! A Bíblia dos catolicos é intacta , novinha e ainda tem o cheiro da Editora ! ( católico não lê Bíblia ) Os padres entretem eles c/ aqueles papelzinhos , rosarios e resas . A Bíblia é a unica bussola q nos mostra o caminho da salvação ! A Bíblia é o unico livro cujo autor é Deus ! A Bíblia é o unico livro q tem a Palavra viva ! Sem a obediencia á Palavra não há salvação ! Nenhuma religião leva a pessoa ao céu ; somente Jesus através d Sua Palavra salva a pessoa !! Cristo não fundou nenhuma religião , Ele veiu como nossa salvação ! Aleluia !!

  • Lilian disse:

    Frase do Alexandre que como autêntico filho de Lutero e seguidor de homens usa de deboche e escárnio.

    “Os cristãos não tem nada contra os católicos (isso não é pessoal), mas sim contra algumas práticas que a própria Bíblia condena. ”

    Então católicos não são cristãos ? Cristão é o Macedo defendendo o aborto ? Cristão é quem patrocina a teologia da prosperidade ? Cristão é o Santiago negando que Jesus Cristo seja DEUS ? Cristão é o Soares dizendo que não se deve ajudar aos mais necessitados ?

    No meio evangélico quem não pratica tais doutrinas, torna-se cúmplice das más obras quando se faz “irmão em Cristo” de um daqueles.

    Meu caro, se você fosse conhecedor da Bíblia como pensa que é, saberia de uma coisa:

    .Conforme São Paulo o julgamento de homens é sempre parcial. Portanto, quando você diz que alguém é cristão ou que alguém não é cristão, toma o lugar de DEUS como único e justo juíz.

    E como protestante, se conhecesse a doutrina da qual julga que és seguidor, saberia que para vós não há um só homem infalível em matéria de fé e doutrina. Se não há um só homem infalível, isto naturalmente inclui o Alexandre. Portanto, quem lê e concorda com o Alexandre é no mínimo imprudente, para não dizer idólatra. E isto deveria incluir ele próprio que pensa ser o único “infalível” na face da terra. Alexandre que lê Alexandre ??? Torna-se o Alexandre mestre e ídolo de si mesmo.

    Por último, fazendo contraste com a soberba do Alexandre e de seus pares, a Santa Igreja ensina que é justo que chamemos de cristãos nossos irmãos separados que não devem ser culpados pelo pecado da divisão. A Igreja ensina que cristãos são todos aqueles que confessam Jesus Cristo como único senhor e salvador e o DEUS uno e trino. Façamos nós católicos diferente do que fazem os nossos irmãos evangélicos.

    Não fiquemos zangados com aqueles que nos odeiam. Como disse um santo católico: “A igreja verdadeira compreende seus inimigos.”

    Ora, os filhos de Lutero só podem fazer as obras de Lutero. E que obras são estas ?

    Calúnias, escárnio, deboche, difamações, amor ao dinheiro, amor as coisas da carne, brigas, contendas e divisões. Sobretudo, divisões.

    Pode árvore má produzir bons frutos ?

    A árvore má é Lutero e seu protestantismo.

  • Lilian disse:

    Respondendo a filha de Macedo, a Sra. Zenilde.

    A seguidora de homens afirma: “ZENILDE 08.12.12 | 21:50
    Qual é a diferença da Bíblia dos crentes com a Bíblia dos católicos ???
    Resp: A Bíblia dos crentes é toda marcada , de folhas já velhas e encardidas e estragadas de tanto ser manuseada , lida , analizada e conduzida ! A Bíblia dos catolicos é intacta , novinha e ainda tem o cheiro da Editora ! ( católico não lê Bíblia )”

    Nossa resposta: A diferença da Bíblia católica para a Bíblia protestante é que a nossa tem uma autoridade que lhe dá credibilidade. A igreja.

    A vossa não tem credibilidade alguma. Jesus não veio do céu entregar uma Bíblia protestante para você. isto é fato.

    Temos certeza também que a Bíblia protestante não caiu do céu no teu colo. Isto também é fato.

    De onde veio a tua Bíblia ?

    Da Igreja Católica ? Penso que não.

    Veio de homens. Por isto você é seguidora de homens.

    Por que você acredita na Bíblia ? Quem mandou você crer na Bíblia ?

    Não foi Jesus. Ele nunca pregou Bíblia. Ele pregou as Boas Novas.

    Os apóstolos pregaram também as Boas Novas.

    Os cristãos dos 350 anos iniciais da era cristã não tinham Bíblia, e, tenho certeza que eram melhores cristãos do que você e infinitamente menos debochados e maldosos.

    Eu creio na Bíblia porque a Igreja Católica diz que eu devo crer.

    E você ? Como sabes que é a palavra de DEUS ?

    Como sabes que cada livro que a compõe é inspirado ?

    Foi Jesus que veio do céu e te contou ???

    Ou foram os homens ?

    A Bíblia é auto explicativa ?

    Claro que não. Ela não só não define os livros inspirados, bem como não diz de si mesmo ser a única fonte de revelação. Tampouco ensina “Sola Scriptura” que significa “Só a Bíblia.”

    E se fosse auto explicativa, o que felizmente não é, teríamos que lembrar do conselho de Jesus.

    Mas você conhece o conselho de Jesus. Ou não ?

    Ele diz que o testemunho de si para si mesmo é inválido. Ele dá testemunho do pai e o pai dá testemunho do filho.

    Outra diferença entre as Bíblias é que a tua provavelmente foi traduzida pelo falsário João Ferreira de Almeida que passando-se por padre, sem nunca ter sido(era protestante), procedeu uma série de adulterações na versão que deu ao mundo. Os protestantes históricos são gratos aos antigos padres que mantiveram o depósito da fé, pois do contrário, nem mesmo a Bíblia que hoje você tem em mãos seria acessível. Mas eu falei em gratidão de protestantes históricos que nada tem a ver com a falta de educação e ódio das seitas evangélicas das quais provavelmente você faz parte.

    Se você acessar o CONIC, verá que os protestantes históricos que estudam e não seguem Macedos, Santiagos e Soares, estão junto com os católicos desenvolvendo traballhos de grande relevância para a sociedade.

    E o engraçado que o evangélico lê a Bíblia, marca o texto e nada entende. Jesus diz que devemos ser um e vocês são milhares divididos e divergentes entre si.

    A propósito, a Bíblia ensina que a fé vem pelo ouvir e não pela leitura bíblica.

    E ouvir significa ouvir de uma fonte confiável, fato que, naturalmente, exclui qualquer seita evangélica.

    Estude minha cara. Ler e fingir que entendeu tira de você inclusive a culpa e lhe imputa dolo.

    O que você irá dizer ao Senhor naquele dia ? Que leu, entendeu e não fez ? Por que não fez ? Não era você que lia tudo e entendia todas as cosias com a assistência do Espírito Santo ?

    A Bíblia em Timóteo define a igreja como coluna e sustentáculo da verdade. Você entende o que é coluna e sustentáculo da verdade ?

    Teu pastor te explicou ? Significa que sem a igreja a verdade não se sustenta.

    Entendeu ?

    O Edir Macedo lê a mesma Bíblia que você. E ele apóia o aborto dizendo-se inspirado pelo Espírito Santo.

    O Malafaia lê a mesma Bíblia que você. E ele apóia a teologia da prosperidade dizendo-se inspirado pelo Espírito Santo.

    E assim vocês são 220.000 seitas divergentes entre si e todas dizendo-se certas e inspiradas. E todos dizem que leram a Bíblia.

    Tem alguma coisa errada né ?

    O mais provável é que nenhum de vocês lê o que entende. Pois se entendessem de fato chegariam às mesmas conclusões.

    Ou talvez, o Espirito Santo, ao contrário do que vocês imaginam, não inspira nenhum de vós.

    Quem será que vos inspira na leitura da Bíblia de modo que todos discordem uns dos outros e uns chamam os outros de hereges e a cada dia surgem mais e mais seitas ?

    Agora pegue tua Biblia e me diga quais são os pecados contra o espírito santo ? A Bíblia só fala em blasfêmia. Mas quais seriam estas blasfêmias ?

    Eu posso conhecer os pecados contra o Espírito Santo porque a igreja me ensina. Assim posso evita-los.

    Os pecados contra o Espírito Santo não terão perdão nem no porvir. Como você poderá evita-los se tua Bíblia não te dá esta explicação ?

    Não podes perguntar ao teu pastor porque isto significaria que você está saindo da Bíblia e dando crédito aos homens…

    Veja na tua Bíblia ainda por que as blasfêmias contra Jesus poderão ser perdoadas no porvir e o mesmo não ocorrerá com as blasfêmias contra o Espírito Santo ?

    Por que tal distinção ? Não são ambos pessoas de um mesmo DEUS uno e trino ?

    Veja se a Bíblia te responde.

    Felizes são aqueles que assimilaram as palavras: “…Jesus fez e disse muitas outras coisas as quais não foram escritas…”

    Ou, conforme o apóstolo Paulo, o maior de todos e que não fundou igreja alguma: “Guardai tudo que vos foi transmitido, quer por escrito(escrituras) ou não(transmissão oral).”

    Transmissão oral que chamamos de tradição e que o protestante naturalmente rejeita. Aquela coisa né ? O pastor mandou, todo mundo faz.

    Passar bem, senhora teóloga, doutora e perita em Bíblia.

  • Val disse:

    Aliás, dizem os evangélicos que Maria foi uma mulher como outra qualquer:

    Para começar podemos dizer que os seguidores de Lutero são extremamente ingratos e desobedientes.

    Lutero sempre defendeu a perpétua virgindade de Maria e lhe atribuiu toda a sorte de privilégios, se não vejamos:

    Palavras de Lutero – Pai dos protestantes e evangélicos

    “Cristo era o único filho de Maria. Das entranhas de Maria, nenhuma criança além dEle. Os ‘irmãos’ significam realmente ‘primos’ aqui: a Sagrada Escritura e os judeus sempre chamaram os primos de ‘irmãos’.” (Martinho Lutero, Sermões sobre João 1-4, 1534-39)
    “Cristo, nosso Salvador, foi o fruto real e natural do ventre virginal de Maria. Isto se deu sem a cooperação de um homem, permanecendo virgem depois do parto.” (Martinho Lutero, idem.)
    “Deus diz: ‘o filho de Maria é meu Filho somente.’ Desta forma, Maria é a Mãe de Deus.” (Martinho Lutero, Ibidem)
    Na mesma direção caminharam os demais reformadores.

    Calvino, seguido pela maioria das denominações protestantes no Brasil, chamou de loucos sutis aqueles que segundo ele abusavam das Escrituras ao atribuirem a José e Maria filhos carnais além de Jesus Cristo.

    Desnecessário reproduzir tudo que disseram os pais do protestantismo em favor de Maria. Quem quiser e tiver sede da verdade pode procurar em toda a internet. É fácil encontrar. Só não vai achar que não tem interesse em conhecer a verdade.

    Prosseguindo, considerando a máxima protestante dos dias atuais, ou seja, Maria foi uma mulher como outra qualquer, vamos aos textos bíblicos que parecem esclarecer toda a questão:

    Lucas 1, 48: “… porque olhou para sua pobre serva. Por isto, desde agora, me proclamarão bem-aventurada todas as gerações…”

    Uma pergunta simples: Onde a profecia bíblia se cumpre ? Em que igreja ?

    Alguém já viu o cumprimento da profecia bíblica em alguma igreja protestante ?

    Quer dizer então que a profecia bíblica não se cumpre exatamente nas igrejas que gritam: “Só a Bíblia” ????

    “… desde agora, me proclamarão bem-aventurada todas as gerações, …”

    Eu nunca ouvi tal expressão saindo de uma boca protestante ou evangélica.

    Mas não é só isso.

    O protestante que diz que Maria foi uma mulher qualquer, parece não ter lido Lucas 1, 28:

    28. Entrando, o anjo disse-lhe: Ave, cheia de graça, o Senhor é contigo.
    O anjo do Altíssimo DEUS reverenciou Maria e disse: “Ave, cheia de graça.”

    E o humilde protestante diz: “Barriga de aluguel.”

    Disse o anjo: “O senhor é contigo.”
    E diz o protestante: “Maria deusa pagã.”

    Em Lucas 1, 30 o anjo do Senhor acrescenta: “Não temas, Maria, pois encontraste graça diante de Deus.”

    Maria encontrou graça diante de DEUS, disse o anjo.
    O sábio e doutor em Bíblia protestante diz: “Mãe de aluguel ou Deusa do catolicismo.”

    Após ter recebido do anjo a revelação de que traria ao mundo o filho do Altíssimo DEUS, Maria em completa humildade e submissão diz:

    “Então disse Maria: Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua palavra. E o anjo afastou-se dela.”

    Humilde também é o Senhor da Glória que não veio para ser servido, mas antes veio para servir.

    Já houve na face da terra alguém com mais condições morais de exigir alguma coisa de DEUS pai ?

    Para relembrar: Jesus Cristo: “Pai, se possível, afasta de mim este cálice. Mas não seja feita a minha, mas sim a tua vontade.(Matheus 26, 39)”

    Belos exemplos de humildade e obediência da Virgem Maria e Jesus Cristo.

    Enquanto isso grita o protestante: “Eu não preciso de Religião. Não preciso de igreja. Não preciso de papa, não preciso de santos, não preciso de Maria, não preciso de Eucaristia, não preciso me confessar, eu mesmo posso ler a Bíblia, eu tenho assistência direta do Espírito Santo.”

    Ufa…

    Mas tem mais: “Eu exijo, eu determino, eu tomo posse da benção, eu declaro vitória, DEUS irá me restituir tudo, eu não aceito derrota, tua palavra me garante vitória, etc…”

    Continuamos,

    Lucas 1, 41: “Ora, apenas Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança estremeceu no seu seio; e Isabel ficou cheia do Espírito Santo.”

    Isabel ficou cheia do Espírito Santo quando ouviu a saudação de Maria.

    E como fica o protestante quando ouve uma saudação nossa a Maria ?
    Cheio do Espírito Santo é que ele não fica mesmo.

    Lucas 1, 42: “E exclamou em alta voz: Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre.”

    Isabel, ainda cheia do Espírito Santo, diz: “…bendita és tu entre as mulheres”.
    E o protestante diz: “impublicável”

    Lucas 1, 43. Donde me vem esta honra de vir a mim a mãe de meu Senhor?

    Isabel, ainda cheia do Espírito Santo exclama: “…donde me vem a esta honra de vir a mim a mãe do meu Senhor.”

    O protestante ficaria honrado como Isabel se recebesse a visita de Maria ? Por certo que não. Ele ficaria cheio de ódio.
    E para Maria sobrariam deboches, escárnio e apelidos.

    Ainda que Isabel tenha chamado Maria de mãe do meu Senhor e ainda que todos saibam que o Senhor é DEUS, grita o protestante: “Maria não é mãe de DEUS.”

    Lucas 1,44: “ Pois assim que a voz de tua saudação chegou aos meus ouvidos, a criança estremeceu de alegria no meu seio.”

    A criança no ventre de Isabel estremeceu de alegria quando ouviu a vóz de Maria.
    E se o protestante ouvisse a voz de Maria ??? Ele ficaria também cheio de alegria ???

    Lucas 1, 45: “ Bem-aventurada és tu que creste, pois se hão de cumprir as coisas que da parte do Senhor te foram ditas!”

    Isabel felicita Maria como alguém que creu integralmente no Senhor e colocou-se a sua disposição.

    E sobre esta serva irrepreensível, diz o protestante: “Mulher pecadora e comum.”

    E Jesus em seu sofrimento mais atroz ainda entrega a Maria o discípulo mais amado. Não vou nem falar da maternidade universal de Maria para que os protestantes não pulem de raiva.

    Jesus Cristo: Jo 19, 27 Então disse ao discípulo: Eis aí tua mãe. E desde aquela hora o discípulo a recebeu em sua casa.

    E o protestante levaria Maria para sua casa como determinou Jesus ? Ou a expulsaria de todo e qualquer lugar onde ela pudesse ser encontrada ?

    Jesus deu a sua mãe o discípulo amado. E deu ao discípulo amado sua própria mãe.

    Diga-se de passagem, nesta hora, os “irmãos” de Jesus inventados pelos protestantes desaparecem.

    E mesmo admitindo que Jesus teve um carinho fraternal de filho com sua mãe, já que não podem suportar a maternidade universal, ainda assim dizem que Jesus Cristo a desprezou na Bodas de Canã quando lhe chamou de mulher.

    Chamou sim. E fez também o milagre ainda que não tivesse chegado sua hora.
    O primeiro milagre de Jesus foi feito a pedido de Maria.

    E Maria como serva fiel e obediente e que sabe conduzir o povo a Jesus disse para quem tem ouvidos e que deseja ouvir: “Fazei tudo que ele vos disser.”

    A pergunta que não quer calar: Quem não lê a Bíblia ? Ou quem lê e nada entende ?

    Nós seguimos:
    “…Igreja de Deus vivo, coluna e sustentáculo da verdade” (1Tim 3,15).”

    Por tudo isto e muito mais se diz: “Fora da Igreja Católica não há salvação.”

  • Alexandre disse:

    Para os leigos no assunto vai uma explicação:

    A Bíblia foi escrita nos originais do grego e do hebraico e traduzidas, sendo assim nunca existiu, não existe e jamais existirá uma Bíblia diferente de outra, a Bíblia é única. Só existe uma diferença, os evangélicos procuram obedecer a Bíblia como regra de fé e prática, já os católicos obedecem aos homens, ou seja, doutrinas e dogmas humanos que não tem nada a ver com a Palavra de Deus.
    Lilian, chega ser patético você dizer que a Bíblia da Igreja católica tem autoridade, o que adiante ela ter autoridade, se o que está ali vocês não cumprem.
    O diabo, conhece a Bíblia melhor do que qualquer ser humano, a única diferença é que ele não cumpre, ele é opositor de Deus. Não basta ter e conhecer a Bíblia. TEM QUE PRATICÁ-LA, coisa que somente 0,000000001% dos católicos fazem, e desta porcentagem que fazem acabam acordando para a realidade e se convertendo de verdade ao Evangelho de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.
    E para a Senhora Val é o seguinte:
    como você pode dizer que fora da igreja católica não há salvação, é desse jeito que não tem salvação, com o papa Bento XVI renunciando depois que recebeu um dossiê de mais de 300 páginas com detalhes de práticas de pedofilia, corrupção, promiscuidade e o mapeamento de uma rede de prostituição homossexual dentro do Vaticano. E cá para nós, isso não deve ter sido nenhuma novidade para ele não é mesmo, o que aconteceu é que ele não aguentou a pressão e caiu fora.
    Val, você só pode estar de brincadeira!

  • Lilian disse:

    Alexandre indginado, quando você vir algum escândalo em sua igreja, tome uma atitude e deixe imediatamente esta denominação.

    A minha igreja tem pecadores sim, E não é porque você diz. Mas porque Jesus o disse. Ele garantiu que a verdadeira Igreja tem pecadores. Disse ele: “Os escândalos são inevitáveis.”

    Portanto, se tua “igreja” não tem pecadores, é possível que não seja a verdadeira igreja, pois Jesus não mente.

    A minha Igreja tem escândalos. Mas também produz santos.

    Minha Igreja tem pecadores, mas também tem corpos incorruptos.

    A tua não tem santos, não tem corpos incorruptos, não tem Maria, não tem Eucaristia, não tem penitência…mas para a vossa sorte também parece não ter pecadores. Que bom !

    E tem ainda outra vantagem em ser católico. Jesus garantiu que cuidaria daqueles que causam escândalos. Disse ele: “Ai daqueles através dos quais os escândalos são causados.”

    Vocês não creram na promessa de Jesus. E precisaram de Lutero e ainda precisam de Macedos, Malafaias, Santiagos e Soares para reformar aquilo que nunca se apruma.

    Cada qual tem o reformador que merece. O meu é Jesus. E não preciso de outro.

    Mas de uma coisa eu sei. Quando o Alexandre souber que na sua Igreja tem pecadores ou escândalos, ele imediatamente, indignado com tudo e com todos deixará também imediatamente sua denominação. Podemos contar com isto Sr.Alexandre ???

  • Lilian disse:

    Caro Alexandre, sobre tua frase:

    Não basta ter e conhecer a Bíblia. TEM QUE PRATICÁ-LA, coisa que somente 0,000000001% dos católicos fazem,

    Resposta: “Como já disse, felizmente você não é DEUS para sondar corações e muito menos tem condições de determinar quem cumpre e quem não cumpre.” Não sei de onde você puxou os números que apresentou e tenho certeza de que não foi Jesus que te revelou a Estatística em questão.

    Agora vamos ver quem está cumprindo a palavra no meio evangélico já que você parece receber diretamente do céu as revelações sobre quem cumpre e quem não cumpre o que está na Bíblia:

    Macedo o pregador do aborto ?
    Malafaia o pregador da demoníaca prosperidade ?
    Santiago que nega que Jesus Cristo é DEUS ?
    Soares que diz que ajudar os pobres é desviar recursos da Igreja ?
    A denominação que disse que o papa João Paulo II era a besta do apocalipse ?
    A denominação que disse que Jesus voltaria em 2007 ?
    Terra Nova e seu evangelho judaízante ?
    O movimento dos sem igreja ?
    O pessoal da unção do chulé ?
    O pessoal da unção da vassoura ?
    O pessoal da unção da vaca ?
    O pessoal da unção da meia ?
    As igrejas que acatam o divórcio e casam divorciados ?

    Qual deles está cumprindo a palavra de DEUS ?

    Qual deles é teu irmão em Cristo ?

  • Lucia Mendes disse:

    Resposta ao Alexandre:

    Diga lá Sr.Alexandre,

    A Bíblia foi traduzida por quem ?

    A Bíblia foi escrita durante muito tempo. Seu início ocorreu antes da vinda de Cristo.

    Quem você acha que guardou os escritos ?

    Acha que foi o Abner Ferreira ou Reverendo Moon amigo de vocês ?

    Foi a Igreja Católica que berçou a Bíblia. Foi a tradição apostólica que fez a igreja discernir que escritos deveriam ser enumerados na lista dos Livros Sagrados. Sem a tradição da Igreja não teríamos Bíblia.

    Antes de ser escrita ela foi pregada oralmente. Sem a autoridade da Igreja, coluna e sustentáculo da verdade, ninguém poderá crer na Bíblia. Dizia Santo Agostinho.

    Você não acha que a Bíblia caiu do céu ou acha ?

    Você não acha que Jesus entregou a Bíblia pessoalmente ao Reverendo Moon que depois entregou ao Manoel Ferreira ou acha ?

    Chega a ser patético você imaginar que foi uma das seitas protestantes que deu a Bíblia ao mundo ou que manteve os escritos originais intactos.

    Lutero pegou uma Bíblia que já existia e retirou o que não gostava.

    Aliás, ele fez exatamente o que fazem todos os protestantes. O que não gostam descartam e cobram dos outros aquilo que entenderam.

    Não gostam da Bem Aventurança de Maria e não tocam no assunto.

    Não gostam da confissão e não citam a passagem onde Jesus dá poderes aos apóstolos para reterem e perdoarem pecados.

    Não gostam de Pedro porque Jesus deu autoridade a ele para dirigir seu rebanho na terra.

    Não gostam do Pai Nosso porque nós católicos recitamos. Está na Bíblia mas vocês não recitam.

    Não gostam da Eucaristia porque nós católicos praticamos, tal como Jesus ordenou. Jesus mandou, mas os protestantes não fazem.

    Jesus mandou que sejamos todos um e vocês se dividem. Jesus mandou, mas não vale para vocês.

    A Bíblia diz que a igreja é coluna e sustentáculo da verdade, mas para o protestante isso também não vale.

    A Bíblia proíbe a interpretação privada e tudo que mais fazem os protestantes é interpretarem a Bíblia por conta própria, razão pela qual temos mais de 50.000 seitas divergentes e contraditórias entre si somente no Brasil.

    Dizer que você seguem a Bíblia é uma brincadeira de péssimo gosto.

    Tua seita anda de braços dados com o Reverendo Moon.

    Conheci algunsprofetas da tua Igreja que juraram que João Paulo II era a besta do Apocalipse.

    Você é livre para acreditar nas fábulas que quiser, inclusive nas que você mesmo quiser fabricar.

    Edir Macedo prega pelo aborto.
    Malafaia prega a demoníaca teologia da prosperidade.
    Terra Nova prega regressão ao útero materno.
    Valadão berra feito louca na luceferina unção do leão.
    Feliciano prega a transnferência de unção.
    Valdemiro Santiago nega que Jesus Cristo seja DEUS.
    Soares diz que DEUS tem limitações e diz que não se deve ajudar os pobres.

    Qual deles está seguindo a Bíblia ?

    Qual deles é teu irmão em Cristo ?

    A qual deles você ouve ?

    Quem está seguindo doutrinas de homens se não você mesmo ?

    Tira o cisco do olho.

    Você só pode estar de brincadeira !

    E onde são vistas unção do chule, unção da meia, unção do chifre, unção da lama, unção da vaca, unção do bode ???

    Onde se vê o circo da benção ?
    Onde se vê fogueira santa ?
    Benção do helicóptero ?
    Confissão positiva ?
    Culto das princesas ?

    São doutrinas bíblicas ou doutrinas de homens ?
    São doutrinas do catolicismo ou das seitas protestantes.

    Quem você acha que traduziu a Bíblia ?

    São Jerônimo. O santo Católico.

    A primeira seita protestante surgiu no mundo 1.200 anos depois da Bíblia.

    Mas você pode acreditar no que quiser. E pode retomar o assunto quantas vezes quiser fingindo que não entendeu o que foi explicado. Já conhecemos as táticas dos pastores. Chama-se PNL. Faz parte deste contexto.

    Mas uma coisa você não pode negar para você mesmo.

    Se você e teu irmão não concordam em matéria de fé e doutrina e isto acontece a toda hora, é certo que pelo menos um de vocês está errado.

    Jesus não tem duas opiniões para tema algum. Ele é o mesmo ontem, hoje e eternamente. Não muda jamais.

    Ele só tem uma opinião para o aborto, teologia da prosperidade, divórcio, etc…

    Não voltarei a falar contigo. Você quer dar uma de ingênuo e retornar aos mesmos assuntos e as velhas acusações.

    Isto não cola com católicos esclarecidos e firmes na fé. Cola com os ignorantes que aderem aos ensinos de homens e as seitas.

    Teu pastor morreu na cruz e retornou dos mortos ?

    Lógico que não.

    Então ele não tem poder para fundar Igrejas.

    Você pensa que está na igreja de Cristo, mas nunca esteve.

  • Silvio disse:

    Uma das maiores heresias ensinadas pelo catolicismo é afirmar que Maria morreu virgem por não respeitarem os ensinamentos bíblico ignoram seus ensinamentos, leia Marcos 6;3. Mateus 55:55-56. Gálatas 1:19. Evangelho de João 7:3. Atos 1:14. Corintios 9:5. Leia também Isaías Cp 44 Vs 8-20. Cap 45 Vs-20, que Deus os abençoe em nome de Jesus.

  • Augusto Paiva disse:

    O próprio Senhor Jesus Cristo edificou e deu autoridade à Igreja através do Papa, apóstolos, bispos e padres, cujos quais devemos ouvir e aderir, num clamor pela Unidade e contra as divisões (cf. Dt 22,8/ Jz 17,6/ Nm 16/ 1 Sm 15,23/ Is 42,1/ Jr 3,15/ Jr 23,1/ Am 3,3/ Eclo 51,31/ Mt 12,30/ Mt 16,18/ Mt 18,17/ Mt 28,19-20/ Lc 10,16/ Lc 22,31/ Jo 1,42/ Jo 13,20/ Jo 15,16/ Jo 17,21/ Jo 21,15-17/ At 2,47/ At 20,28/ Rm 16,17-18/ 1 Cor 1,10/ Ef 2,20/ Ef 3,10/ Ef 4,4-5/ 1 Ts 4,1-8/ 1 Ts 5,12-13/ 2 Ts 2,15/ 1 Tm 3,15/ 2 Tm 4,3/ Hb 10,25/ Hb 13,17/ 2 Pe 2,1-3/ 1 Jo 2,19/ 1 Jo 4,6).

    Fora da Igreja não há Salvação, pois os Senhor cada dia lhes ajuntava [na Igreja] outros que estavam a caminho da Salvação (At 2,47).

    Os desigrejados não têm o Santíssimo Sacramento (Ml 1,11/ Mt 26.26-29/ Mc 14,22-25/ Lc 22,17-20/ Jo 6,32-36/ Jo 6,48-66/ cf. Jo 6,55/ At 2,42/ At 20,7/ 1 Cor 5,7-8/ 1 Cor 10,16/ 1 Cor 11,24-34).

    E não basta ler a Bíblia sozinho no quarto e pedir iluminação ao Espírito Santo, pois a própria Bíblia condena as interpretações particulares (Ne 8,8/ At 8,30-31/ 2 Pe 1,20/ 2 Pe 3,16-17).

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove + quatro =