Ancoradouro

Azul ou Rosa? Personalidades homossexuais saem em defesa de Ministra

40924 5

A polêmica artificial em que colocou  Damares, Ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos se deu pela declaração feita através de uma metáfora onde a pastora disse que “menino veste azul e menina veste rosa”. Foi o suficiente para artistas e alguns jornalistas tomarem a afirmação ao pé da letra e propagarem uma série de ataques a Damares, que tem histórico de luta na defesa das mulheres, causa indígena e cigana.

Agustin e Aguinaldo não são adeptos do politicamente correto.

O apoio à Ministra veio por meio de figuras surpreendentes como o maquiador Agustin Fernandez, seguido por mais de dois milhões de pessoas no Instagram. Declaradamente homossexual, o profissional disse que não se sentiu ofendido pelas declarações e afirmou que querendo ou não a criança ou nasce menino ou menina. “Não existe um terceiro gênero”, arrematou.

Agustin exemplificou que uma amiga soube que está grávida de um menino e está montando o quarto todo azul. “Eu acho lindo”, disse. Explicou: “Ela falou em menino, quando falamos em menino se remete à criança. Quando a mulher está grávida vive um sonho, é desnecessário ficar pensando se aquela criança será trans ou algo do tipo”.

View this post on Instagram

“Menino veste azul, menina veste rosa”

A post shared by Agustin Fernandez (@agustinofficial) on

Outra personalidade que saiu em defesa da Pastora Damares de uma forma ainda mais contundente exaltando o valor da família para a sociedade  foi o novelista global Aguinaldo Silva. “Venderam a Ministra Damares como uma espécie de ‘maluquete xiita’ e ontem [na entrevista a Globo News) ela provou que na verdade é outra coisa: uma mulher conservadora, sim. Mas sensata, convencida do que diz, preparadíssima e disposta a fortalecer os vínculos na célula mater da sociedade que é: a família.

Recomendado para você

5 Comentários

  • Nilson disse:

    Vanderlucio, vc é uma grande piada, criou até uma atuação da ministra em defesa dos povos indígenas, o jornal o povo devia ter mais critérios com as matérias publicadas, e principalmente na contratação de seus jornalista. O fraco jornalista Vanderlucio se equivoca quando diz que o vídeo da ministra foi levado ao pé da letra, acredito que o vídeo não é passível de interpretação, segundo que essas pessoas que vc diz como personalidades “homossexuais” termo inclusive defasado, não são personalidades da causa LGBTT e um deles não é personalidade de coisa alguma.

  • FRANCISCO Djacyr Silva de Souza disse:

    Bucha que defende quem odeia bocha…deve ser pão com ovo

  • Elias Corrêa de Sá disse:

    Pessoas sensatas, equilibradas, é outra coisa!

  • Luis Alberto Rocha de Lima disse:

    Só essas duas pessoas? A primeira tem relação pessoal com a esposa de Bolsonaro.

  • Luis Alberto Rocha de Lima disse:

    Só essas duas pessoas? A primeira aliás é maquiador da esposa de Bolsonaro. Que reportagem apelativa!

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 2 =