Artesanato da Mente

A vida se dá por construção e desconstrução

9871 11

13177387_531740077009527_2157438734485449802_n

Outro dia li um pequeno texto muito instigante e reflexivo do Psicanalista Paulo Bregantin e farei uma breve reflexão a partir dele! Veja!

Construção, desconstrução e reconstrução – Por Paulo Bregantin

Não destrua. Desconstrua. A desconstrução na vida é um processo de desfazer o que foi feito usando como base a consciência.

Nós não fomos criados para a destruição, mas sim para construção, desconstrução e reconstrução.

A vida são construção, desconstrução e reconstrução. A destruição é algo externo que vem sobre nós.

Desconstruir é fazer o caminho inverso do que construí. Destruir e derrubar de qualquer forma o que construí. Percebe a diferença?

Desconstruir é um processo que evita a “destruição” – Pois quando desconstruo traço outros parâmetros para mim mesmo em ações que fiz no passado. Esses parâmetros são formas amadurecidas para não cometer os mesmos erros.

A desconstrução é na realidade criar o filtro da consciência nas decisões da vida, usando como base o passado. Quando entendo meu passado posso desconstruí-lo para reconstruí-lo.

Ás vezes, a desconstrução deve acontecer devido a falta de consciência em algumas decisões do nosso passado. Reconstrução então é repassar algumas ações pela consciência e reconstruir – fazer de forma diferente.

A desconstrução se faz necessária quando tomamos “atalhos” na vida e, por isso, temos que voltar (desconstruir) para reconstruir.

Destruir e desconstruir são coisas diferentes.


*******************

Gostei muito desse texto porque ele explica de forma bastante didática e sábia como acontece os nossos processos de evolução pessoal ao longo da vida.

Quero frisar acima de tudo a diferença entre destruir e desconstruir.

Destruir é sempre uma atitude impensada, ou pouco pensada e muitas vezes instintiva ou impulsiva.

Já desconstruir é uma atitude que vem com o amadurecimento, através de uma autoanálise de todos os fatores e pontos relacionados com determinada situação. É bem diferente!

Quando somos imaturos, é muito comum termos atitudes impulsivas, agressivas, ou até mesmo arrogantes. Mas nada melhor do que a própria vida para nos ensinar que o melhor caminho não é por aí!

Esse texto do Paulo é um convite à sabedoria. Inclusive é importante destacar que na vida sempre acontecem os altos e baixos.

É como já falei em outros textos, para que possamos nos DESENVOLVER, é preciso antes se ENVOLVER. Tudo ocorre através de CICLOS.

Toda a nossa evolução ocorre através de ciclos, e se você observar bem, toda a natureza e até o próprio universo se movimenta em ciclos.

A Física Quântica e estudos avançados de Psicologia revelam belíssimas constatações de que as energias no universo fluem numa espécie de ESPIRAL, sempre tendendo a um crescimento.

Pretendo escrever mais detalhadamente sobre isso em outro texto, porque tem muita informação. É um estudo fascinante!

Em resumo, o que quero dizer é que tudo na vida tem um começo, um meio e um fim, e somente ao adquirir sabedoria conseguimos identificar com facilidade quando que chegou o final de um ciclo, para que não o prolonguemos e soframos em demasia por causa disso.

Essa reflexão pode ser levada para vários campos da vida como família, amizade, trabalho, relacionamentos amorosos.

Tudo funciona através de ciclos. E o que revela o fim desses ciclos é algum sentimento de desconforto, como medo, raiva, indiferença, angústia, ódio e por aí vai. Da mesma forma que o sentimento de amor, de ternura e de paz revela que se trata de um ciclo que ainda tem o que se aprender e se retirar de bom e de crescimento.

Levei muitos anos da minha vida para compreender melhor o que acabei de colocar para você. Isso é sabedoria de vida!

Portanto. Mais uma vez levo você a refletir sobre o que chamo de “termômetro” da plenitude e da evolução.

Você está feliz? Se sente feliz no trabalho, com seus amigos, na religião que frequenta, com seu namorado(a), marido, esposa, com o salário que ganha? Se sim! Ótimo! Você está no caminho certo. Se não, é preciso que você pare, reflita, reveja se é possível fazer alguma coisa para que essa situação em específico se resolva.

Se não conseguir resolver mesmo depois de toda essa reflexão, essa meditação, esses ajustes e mudanças, é sinal claro de que se trata de um ciclo encerrado. É sinal de que você precisa passar pela reconstrução e construir algo novo mais consistente, mais parecido com o ser humano que você está se tornando nesse exato momento.

Isso é lindo meus amigos! Quando começamos a nos sentir em paz em relação a esses processos, a vida ganha um sentido muito mais pleno, puro e verdadeiro.

Desejo tudo de melhor na sua vida e que de hoje em diante você encare as construções, desconstruções e reconstruções com mais sabedoria!

Recomendado para você

11 Comentários

  • Jamille disse:

    Isaías, gratidão por essa reflexão!
    Estou insatisfeita com algumas coisas que estão ocorrendo dentro de um grupo ao qual faço parte; segundos antes de abrir o seu texto, acabei ficando furiosa (mas não expus, segurei) com um fato que tinham me informado (via whats) e a minha reação foi de revolta e vontade de brigar. Quando mudei de página (na internet), seu texto estava aberto e aí..PAREI IMEDIATAMENTE, li com muita atenção e vou propor uma reunião cuja abertura será esse post
    “A vida se dá por construção e desconstrução”. Muito grata!
    abraços

    • Isaias Costa disse:

      Que maravilha Jamille! Fico muito feliz com sua partilha aqui comigo. Você agiu bem, nada que é feito com impulsividade gera construção. Busque cada vez mais essa serenidade, respire fundo e com amorosidade fale o que você sente, assim você vai ver as mudanças acontecendo para melhor. Um grande abraço!

  • Jamille disse:

    Pois acho que essa lógica da reconstrução é, realmente, a que é conotativa e denotativamente construtiva e solidária.

  • KELLY disse:

    LINDO ESSE TEXTO, RESUMIU MUITO OQ ESTOU VIVENDO NO MEU RELACIONAMENTO ATUAL, JA FAZ MAIS DE UM ANO QUE ESTOU EM UM NAMORO, POREM VENHO PERCEBENDO ALGUNS SENTIMENTOS DE Q NAO ESTOU MAIS TAO FELIZ QUANTO DEVERIA, QUE TALVEZ NAO TEMOS OS MESMOS INTERESSES COMO EU IMAGINAVA. ESSE BELO PENSAMENTO ME AJUDOU A REFLETIR SOBRE O ASSUNTO E A TOMAR UMA DECISÃO EM RELAÇÃO A ESTE CICLO :c

  • Gevania disse:

    Estou próximo do final de um ciclo da minha vida.
    Momento de total desconforto, de necessárias reconstruçóes.

  • Edson disse:

    Esse texto é simplesmente perfeito, muito boa a interpretação e a sua reflexão para o assunto.
    Eu estou passando por umas dúvidas mentalmente e foi isso que me fez chegar a esse blog.
    Gostaria da sua ajuda, se possível.
    Eu gosto e faço um pouco de música, não sou profissional e muito menos tenho estudo para tal assunto, sempre fiz música através de ouvido e com um pouco de percepção que eu tenho.
    Hoje tenho estudado música com métodos e professores e tenho estado no meio de pessoas com mais conhecimento do que eu, e aí que chega o meu problema.
    Eu sinto que o que eu sei de música, esta destruído, ou melhor, com a leitura do texto acho que o meu conhecimento de música está desconstruído, será que estou abrindo um novo ciclo? Com a oportunidade de aprender música? Porque às vezes eu me desanimo, porque eu achava que cantava ou tocava bem, hoje não consigo enxergar isso em mim, para mim tudo é horrível.

    • Isaias Costa disse:

      Boa tarde Edson! Obrigado por ler esse texto e pelo seu comentário, além de depositar confiança em mim pra te ajudar. Bem! O que eu penso é que talvez você esteja se auto-exigindo demais, com um padrão meio perfeccionista sabe? Todos nós temos diversos talentos dentro da gente que podem ser desenvolvidos a partir do autoconhecimento que se dá pelo amor próprio.
      Eu escrevi nos últimos dias um texto que pode complementar muito bem e ajudar com essa dúvida que tu está agora! Nele eu falo sobre nossos multi-talentos a partir dos patos. Eles têm muito a nos ensinar e com a leitura tu vai saber o porquê!
      Grande abraço e te desejo muito sucesso na tua caminhada meu amigo!

      https://paralemdoagora.wordpress.com/2019/01/14/a-sabedoria-dos-patos/

  • Thuane disse:

    Excelente texto! De forma bem didática consegui compreender como ajustar um novo caminho de acordo com a forma que me vejo hoje.

  • Acho o texto gramaticalmente correto e na concordância dos pensamentos expressos em conformidade
    Porém nem sempre o Kit de reconstruir e não destruir é único e cabe em todos .
    Eu não escolhi o que passei e estou passando , foi me imposto por osmose ( a grande maioria vence )
    Estou e sou infeliz sem perspectivas de melhora devido a osmose acima citada .
    O retrocesso inexiste
    E o progresso depende de bom senso de muitos .

  • Alxandre disse:

    Escreva mais, é tudo o que tenho a dizer. Literalmente, parece que você confiou para mostrar
    seu ponto de vista. Você sabe claramente do que está falando.

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *