Blog do Leão

Papai Leão

1003 36

 

Fortaleza 2×0 Santa Cruz. No PV lotado a festa foi tricolor no dia dos pais

Feliz Dia dos Pais a todos os tricolores. Depois de uma vitória convincente contra um forte adversário que é considerado concorrente direto na luta pelo acesso, é impossível não encerrar o domingo dos pais com chave de ouro.
Quem foi ao PV viu que o Leão começou pressionando as saídas de bola e  conseguia chegar com perigo à meta do adversário. Mas aos 15 minutos, foi o atacante Dênis Maques quem entrou na grande área e perdeu uma boa oportunidade para o Santa Cruz.

Depois desse lance, a partida ficou mais equilibrada com chances para os dois lados. Pelo lado do Fortaleza, as oportunidades apareciam principalmente de bolas aéreas.  O Fortaleza ainda chegou com bastante perigo antes do intervalo quando Waldison chutou forte e assustou o goleiro Fred, que apenas acompanhou a bola ir para fora.
No segundo tempo, o Fortaleza veio para o tudo ou nada, até que Rafinha abriu o placar aos 13 minutos, aproveitando um passe de cabeça dentro da área. E aos 25 minutos, o Tricolor do Pici matou o jogo. Waldison entrou em velocidade pelo meio da zaga coral e aumentou a vantagem.
O Santa ainda teve a chance de colocar fogo no jogo de novo, mas o goleiro Lopes defendeu um pênalti cobrado por Dênis Marques. A partir daí, vimos o próprio time pernambucano se entregar no jogo. Uma verdadeira ducha de água fria na reação coral.

E assim foi o dia dos pais dos tricolores: um domingo de festa no PV.

 

FORTALEZA 2×0 SANTA CRUZ
Local: Estádio Presidente Vargas.
Árbitro: Paulo Cesar Oliveira. Assistentes: Lorival Cândido das Flores e Flávio Gomes Barroca.
Gols: Rafinha aos 13 minutos do segundo tempo e Valdison aos 25 do segundo
Amarelos: Tiago Costa (Santa Cruz), Édson Borges (Santa Cruz), William Alves (Santa Cruz) e Esley (Fortaleza).
Público: 19.096. Renda: R$ 414.570,00
Fortaleza: Lopes; Rafael Lemos, Micão, Cléber Carioca e Elton (Fabrício); Marielson (Leandro), Assizinho (Jaílson), Esley e Geraldo; Valdison e Guto. Técnico: Vica.

Santa Cruz: Fred; Memo, William Alves, Édson Borges e Tiago Costa (Éverton Sena); Chicão (Luciano Henrique), Sandro Manoel (Flávio Recife), Renatinho e Leandro Oliveira; Fabrício Ceará e Dênis Marques. Técnico: Zé Teodoro.