Blog do Leão

Choque de realidade

155 25
Assisinho, a andorinha que sozinha não faz verão.

Assisinho, a andorinha que sozinha não faz verão.

 

Caros tricolores, uma derrota sempre traz à tona aquela sujeira escondida embaixo do tapete, e desta vez não é diferente. A derrota deste domingo por 2×0 para o maior rival evidenciou a fragilidade do elenco tricolor. Sem forçar o goleiro adversário a uma defesa difícil sequer, o time foi inoperante ofensivamente, e deixou o treinador de calça na mão ao tentar fazer as alterações que poderiam surtir efeito. A tentativa de usar os jogadores da base depois da vaca ter colocado as quatro patinhas no brejo até que foi válida pra que todos percebessem que eles são muito mais aproveitáveis que os atuais donos da titularidade. Edinho, Vinícius e Guto deram uma movimentação muito mais produtiva que os que vinha jogando até então.
Mas o maior choque de realidade foi evidenciarmos o óbvio: não temos elenco. Alex Maranhão, Jackson Caucaia e Jaílson, que já nem são essa coca-cola toda, fazem uma falta tremenda ao time. E pior ainda é vermos que o rival tem no banco jogadores para utilizar no segundo tempo que seriam titulares no nosso time.
Meu irmão, o negócio é o seguinte: ou coça os bolsos e qualifica o elenco, ou veremos o choque de realidade nos eletrocutar até o final do ano na Série C.
Ainda continuamos no G4, é verdade. Mas também né? aí já é obrigação.

Algumas contratações dever ser anunciadas no decorrer desta semana.
Vamos aguardar e torcer para que as providências sejam tomadas, por que sinceramente, sentir saudade do Marcelo Régis é um sentimento que eu acho que não foi normal…Vixe!

 

Ceará 2 x 0 Fortaleza
Data: 17 de março de 2013
Local: Arena Castelão
Árbitro: Almeida Filho
Assistentes: Arnaldo Souza e Mardônio Ribeiro
Cartões amarelos: Pingo e Lulinha
Gols: Rafael Vaz (34’/1T) e Magno Alves (13’2T)
Renda: R$ 313.399
Público pagante: 18.173 torcedores (540 não pagantes)

CEARÁ: Fernando Henrique; Eric, Potiguar, Rafael Vaz, Vicente; Diogo Orlando; Eusébio, João Marcos, Ricardinho; Magno Alves (Lulinha) e Pingo (Luiz Henrique). Técnico: Dimas Filgueiras.

FORTALEZA:
 João Carlos; Rafinha, Fabrício, Gabriel, Marinho Donizete; Jackson Silva, Esley, Lucas (Guto), João Henrique (Edinho); Júlio Madureira (Vinícius) e Assisinho. Técnico: Hélio dos Anjos.