Blog do Leão

Assim não, Leão!

903 18
Tricolor abusou de perder gols e foi preciso ir para os pênaltis

Tricolor abusou de perder gols e foi preciso ir para os pênaltis

Meus amigos, desculpem-me a demora no post pós-jogo, mas vou te contar, viu? o “cabra” ir pro Castelão às 22h, esperando ver uma vitória que não fosse fácil, mas também que não fosse um parto, assistir ao time morrer de perder gols de uma forma abundantemente absurda, ir pra loteria dos pênaltis, ver um goleio chamado Sucuri defender duas cobranças deixando o time dele na vantagem por duas vezes e finalmente sair do estádio quase 1h da madruga com a adrenalina borbulhando no sangue. Aí meu amigo, até chegar em casa, tomar um banho, fazer a assepsia bucal,parar de se tremer,voltar a respiração ao ritmo normal, vestir o pijama e colocar a cabeça no travesseiro, o galo já começou foi a cantar.
Menino, o Hélio precisa urgentemente priorizar o treinamento de finalizações, por que não é possível. Transformar um jogo fácil, principalmente no segundo tempo quando Jackson Caucaia apareceu mais no jogo, num martírio desses, é perversidade com o torcedor. A noite já parecia que não ia ser das melhores quando, ainda  no primeiro tempo, o meia Edinho teve que sair machucado para a entrada de Jussimar. mas nada justifica as inúmeras chances criadas e desperdiçadas que poderiam ter sido a manchete de uma eliminação vergonhosa da Copa do Brasil. Na verdade, pulamos uma fogueira. Que fique a lição…

 

Fortaleza 0x0 Luziânia ( Nos pênaltis: Fortaleza 3×2)

Data/Hora: 16/04/2013, às 22 horas
Árbitro: Antônio Dib Moraes de Sousa (PI)
Cartões amarelos: Zé Ricart, Rodrigo Alves
Gols: Fabrício, Bruno,Assisinho, Matias, Jaílson

Fortaleza (3-5-2): João Carlos; Ciro Sena, Fabrício, Ronaldo Angelim; Edson Sousa (Rafinha), Esley, Jackson Caucaia (Jaílson), Edinho (Jussimar), Marinho Donizete; Edson Santos e Assisinho. Técnico: Hélio dos Anjos.

Luziânia (3-5-2): Sucuri; Cleiton, Perivaldo, Galego; Gláuber, Zé Ricart (Renan), David, Tiago Ferreira, Tiago Piá; Matias e Rodrigo Alves (Bruno). Técnico: Marquinhos Baiano.