Blog do Leão

Fortaleza 0x0 Quixadá – Função soneca

118 39
Cássio se machucou e deu lugar a Márcio Diogo

Cássio se machucou e deu lugar a Márcio Diogo. Foto: O Povo Online

 

O despertador até que tocou, e alto. Porém, o Leão sem abrir os pesados olhos pressionou o botão da tal função soneca e prolongou o “cochilo” por mais 90 minutos.

E vou vos contar, viu? pense num cochilo bom de pesadelo. Foi passe errado, bola mal dominada, chance perdida a um metro da trave, atacante se machucando(de novo), finalização sem força e até chute a gol que quase saiu pela lateral. Nem Morfeu teria um sono tranquilo depois de ver o show de horrores que aconteceu no PV que já foi berço de grandes sonhos e vitórias tricolores.

A tentativa do treinador em usar o 3-5-2 não deve ter agradado nem a ele mesmo. Everton sem condições nítidas de atuar noventa minutos, Pio perdido na lateral ( quando foi pra sua posição rendeu muito mais), Wanderson não empolgou, a zaga não foi exigida, o ataque inoperante. E Correa acordado distribuindo lucidez, mas o que não é suficiente.

Mas vamos acordar pra realidade. Somos terceiro com um ponto a mais que o Quixadá, mas com um jogo a mais. Preocupante… Temos dois jogos em Horizonte ( São Benedito e o próprio Horizonte) e somente um no PV ( contra o Icasa). Três decisões, sem comentar que o Nordestão já pede passagem na próxima semana e logo de cara com o clássico.

Não quero imaginar o Leão fora da segunda fase, até porque isso nos deixaria automaticamente fora do Nordestão e Copa do Brasil de 2016. Seriam dois anos perdidos num só campeonato. De tirar o sono.

 

Fortaleza 0x0 Quixadá

Estádio Presidente Vargas
28/01/2015

FORTALEZA:
Deola; Genilson, Lima (Samuel), Max Oliveira; Pio, Vinicius Hess, Correa, Everton (Laertes), Wanderson; Cássio (Márcio Diogo) e Maranhão. Técnico: Nedo Xavier.

QUIXADÁ:
Rafael; Jonas (Wellington Ceará), Tony, Bruno, Elves; Dim, Bruno Ocara, Janeudo, Lequinha (Rafael); Edson Carius e Netinho (Aírton Jr.). Técnico: Raimundo Vagner.

Cartões amarelos:
Jonas (Q)
Bruno Limoeiro (Q)

Árbitro: César Magalhães
Assistentes: Armando Lopes e Franco Weber

Público pagante: 4.157
Público não pagante: 220
Renda: R$ 44.503,00