Blog do Leão

Fortaleza 1×2 CSA – Bolo sem cereja

150 23

O gol no finalzinho deu oxigênio para o jogo de volta

 

 

Caros tricolores, o título da Série C virou tarefa de gincana, daquelas que valem 1000 pontos. Mas o torcedor que foi ao Castelão ficou longe de sair chateado. Ainda comemorando o acesso, a torcida tricolor fez a festa na Arena com mais de 40 mil pagantes.

Quando a bola rolou, ficou evidente o porquê do time alagoano ser considerado o melhor dentre os vinte que disputaram a competição. Com toques verticais e um meio campo que se apresenta constantemente ao ataque, o time azulino foi bem mais consistente, apesar das inúmeras chances perdidas pelo nosso ataque, principalmente no segundo tempo. Mas me conte uma novidade, perder gols de carrada é a novena sagrada de todo santo jogo do Leão.

Sem Everton, o professor Zago optou por Jô, que nada acrescentou. Hiago em noite de Hiago, e como nada de extraordinário aconteceu, torçamos para que o diferente ocorra no último jogo do campeonato. Afinal, o jogo é jogado e o lambari é pescado.

Ninguém vai perder de véspera, mesmo sabendo da enorme dificuldade de recuperar essa cereja, independentemente de já estarmos de bucho cheio com o delicioso bolo saboreado, vamos ver no que vai dar.

 

Arrocha, Leão!

 

 

Fortaleza 1×2 CSA
Local: Arena Castelão, em Fortaleza.
Data: 14/10/2017
Horário: 19 horas
Árbitro: Wagner Reway (MT)
Assistentes: Eduardo Goncalves da Cruz (MS) e Fabio Rodrigo Rubinho (MT)
Cartões amarelos: Jô, Bruno Melo e Felipe (F); Rafinha, Leandro Souza e Rosinei (C)
Público pagante: 43.778 (1000 não pagantes). Total: 44.778
Renda: R$ 1.287.583
Gols: Michel Douglas aos 39 do 1ºT; Pablo (contra) aos 16 do 2ºT; Gabriel Pereira aos 42 do 2º T.

Fortaleza: Marcelo Boeck; Felipe, Edimar, Ligger e Bruno Melo; Anderson Uchôa, Pablo e Leandro Lima; Jô (Gabriel Pereira), Hiago (Ronny) e Leandro Cearense (Hiago). Técnico: Antônio Carlos Zago

CSA: Mota; Dick, Leandro Souza, Cristiano e Rafinha; Dawhan, Boquita; Marcos Antônio (Rosinei), Daniel Costa (Didira) e Edinho (Gustavo); Michel Douglas. Técnico: Flávio Araújo