Blog do Leão

Fortaleza 0x2 Ceará – Sem (muito) stress

2722 22

Alan Mineiro entrou no jogo, mas só conseguiu mostrar que ainda precisa perder peso. Foto: Mateus Dantas

 

 

Caros tricolores, desta vez não tivemos o placar favorável após o apito final do Clássico Rei. Com um começo de jogo acelerado, o time tricolor passou a falsa impressão que ia dominar as ações.

Mas logo o Ceará equilibrou a partida e abriu o placar num gol originado de um escanteio. Pronto, a partir daquele momento acabou-se o futebol do tricolor. O que se viu foi jogadores nervosos, errando passes fáceis, reclamando da arbitragem e com entradas mais ríspidas.

E tal destempero acabou originando o segundo gol alvinegro. Após a reclamação de um pênalti não marcado, os jogadores que se empenharam mais uma vez em reclamar não prestaram a devida atenção na bola ao chão, e no contra ataque, o adversário matou o jogo.

Achei o pênalti duvidoso, apesar do atleta adversário usar os braços na disputa, acredito que o árbitro analisou o fato de ambos irem pra dividida visando a bola. O vacilo foi não prestar atenção na bola ao chão.

Mas teríamos todo o segundo tempo pra recuperar. Rogério colocou Alan Mineiro e Felipe para que a bola pudesse chegar ao centroavante Gustavo. Só que aos 9 minutos, num lance em que Gustavo chegou atrasado, o juiz interpretou como jogo brusco e deu vermelho direto para o centroavante tricolor. Aí já era, jogar com dois gols de desvantagem e com um jogador a menos diante do principal adversário do campeonato seria tarefa de gincana.

O resultado foi ruim. Claro que ninguém gosta de perder, mas o time tricolor me passou as seguintes impressões: que ainda podemos evoluir, que precisamos de mais reforços ofensivos e que além da tática e da física, precisamos treinar os nervos e sermos mais atentos e menos inocentes. Agora sim, pela primeira vez chegou a hora de Rogério Ceni ser treinador.

A bola ainda vai rolar bastante…

Arrocha, Leão!

22 Comentários

  • Carlos Cavalcante disse:

    Esperei o clássico para comentar. Pelo que acompanhei o time é muito juvenil, Bruno Melo pensa que é dono do time, o nosso “xerifão” parece que tem problema de coluna, não consegue correr ou corre no mínimo de maneira estranha. Bom, na minha opinião RC erra a continuar com as mesmas peças que mostraram não serem eficientes, por exemplo Alípio, não é melhor que Edinho, Wesley ou Alan Mineiro (esse mesmo sem ritmo), e pensar que o Real Madrid preferiu ele do que o Coutinho quando ambos eram da base ainda. Léo Natel e Gustavo, mostraram que quando os jogos são pegados não correspondem, e as peças de reposição como o argentino é mais um daqueles estrangeiros que não deram certo, pelo visto. Enfim, foi um choque da realidade, até pq o ceará ainda não é um time de série A, tá mais para nível de B ainda, e a gente ainda estamos nos desapegando da série C.
    Saudações tricolores!

  • Hilton Holanda disse:

    Temos que reconhecer que ainda estamos um pouco longe de termos um bom time. Acredito no trabalho que esta sendo feito mas precisamos de mais uns três ou quatro jogadores para encorpar e dar mais opções ao Rogério e comissao. Pablo, Igor, Joao Henrique e Alípio muito fracos, sem condições técnicas de permanecerem titulares. O ataque, por enquanto, se resume ao Gustavo. Os demais no mesmo nível dos do ano passado. Ainda bem o Tinga ta voando e o Bruno não se mascarou como ocorreu com o Felipe ano anterior. Mas continuo acreditando que teremos time este ano. Pra frente no Centenário!!!

  • Sérgio Filho disse:

    Jogamos bem até os 15 ou 20 minutos iniciais. Depois disso, o rival equilibrou a partida e não fizemos mais nada. Antes mesmo do primeiro gol deles, o jogo já estava de igual para igual.

    A impressão que me passou, sinceramente, foi que faltou raça e pulso aos nossos jogadores. Achei um time muito passivo e sem brio, que não ofereceu perigo algum ao adversário, isto depois dos 15 ou 20 minutos citados por mim.

    Falando em jogo, percebi alguns pontos. Vamos lá.

    1) o esquema tático de Ceni, embora seja muito ofensivo, deixa a zaga desprotegida;

    2) nossa zaga é frágil e lenta;

    3) nossos volantes são bem meia boca. Pablo corre o campo todo para errar passes de meio metro, enquanto Uchôa nem fede nem cheira;

    4) nossa parte criativa está zero, pois o João Henrique nada produz quando joga desde o início;

    5) temos uma dependência enorme de Gustavo. Quando ele não está em um bom jogo ou não pode jogar, não há quem possa colocar no lugar dele.

    Eu traria mais um zagueiro, um camisa 9, e outros volantes, tanto aquele chamado pegador, quanto aquele mais clássico.

    No mais, o rival embora tenha um elenco mais caro e mais técnico que o nosso, não é essa maravilha que alguns jornalistas gostam de dizer. Se fosse tudo isso, teria goleado ontem, em especial no segundo tempo.

    Olhos abertos. Corrijam enquanto há tempo.

    Saudações Vermelhas, Azuis e Brancas !!!

  • Rogério disse:

    Meu caro Elenilson, aí é que está a INFLUENCIA DO ÁRBITRO no resultado do jogo. Vejamos: 1 – O zagueiro do CSC foi no mínimo imprudente com os dois braços empurrando o Alípio, para mim, sem paixão nenhuma, pênalti. 2- Se o árbitro não marcando o penal ,paralisou o lance em ” bola ao chão” porque não foi realizado onde originou-se o lance, ou seja, dentro da área? O jogador Pio , levou a bola para próximo ao escanteio e o árbitro deu bola ao chão lá, sem chamar nenhum jogador do FEC para participar da jogada, caracterizando dois erros no único lance. Não entendi como letargia do elenco tricolor, mas sim como esperteza do Pio e conivência do árbitro. Nossa arbitragem é que é ruim mesmo. Esses caras só apitam de segunda divisão pra baixo por isso, por erros bobos que ensejam na gente suspeição pela preferencia clubística e desconhecimento da regra. Depois quando FEC ou CSC pedem árbitragem de fora ficam com raiva. Ora, se eles mesmos são fracos e não aplicam a regra, fazer o que né.
    Saudações tricolores !

  • XAVIER disse:

    Sem estresse, mas o time tem problemas em todos os setores, a começar pelo goleiro que não é arrojado e nem sai do gol nos momentos decisivos. Ontem, no escanteio do 1º gol, Boeck estava segurando o poste direito no meio de um bolo de jogadores. Ali não é lugar pra goleiro estar. Em escanteios, o goleiro deve se posicionar no meio do gol e ficar atento para interceptar a bola se ela vier para a pequena área ou para a marca do pênalti. Isso é o bê-a-bá da posição. Será que Bosco não mostra isso pro Boeck? Aliás, nem precisaria, pois Boeck já está bastante crescido para saber disso. Felipe, Uchôa e Pablo, pra que três cabeças de áreas num jogo só? Estaria Ceni com tanto medo de uma goleada? Alan Mineiro até agora nada. Seria ele um novo Jonny, o filho do Caetano, que não entra em forma nunca? Mineiro aparenta bom toque de bola, mas, igual a um paquiderme, é facilmente desarmado e, com a lentidão que lhe é peculiar, sequer tem tempo de dominar uma bola. Gustavo muito preocupado em reclamar, esquecendo-se do seu mister de fazer gol. Ceni parece não conhecer suficientemente o plantel, nem se lembrou do Edinho que era a peça certa no lugar da nulidade Alípio. As deficiências do time estão às escâncaras. Diretoria e Ceni devem se mexer para trazer um goleiro arrojado, uma dupla de zagueiros pau puro e dois atacantes velozes e rompedores. O elenco só tem 21 jogadores. Até para o manjadim é insuficiente e imaginem para a série B que requer no mínimo 30 atletas de bom nível para fazer campanha razoável e não cair novamente no buraco da Czona. ST.

  • Daniel Rodrigues disse:

    Na próxima etapa do Campeonato Cearense tem-se que colocar um juiz de fora.
    O Leão de Aço não aprende que esse juiz e outros, assim como o TJDCE são todos torcedores da velha do canal imundo.
    No programa do Esporte Interativo, após o jogo, todos disseram que houve o pênalti, porque se fosse fora da área era falta. E disseram ainda da falta de fair play e que o juiz foi infeliz em expulsar o Gustavo sem antes ter dado um cartão amarelo.
    Mas tem umas peças no Tricolor de Aço do Pici que não engrenam, o Alípio, o João Henrique, o Ligger e uns reservas, Leonan, Igor e Alan Mineiro.
    O Chamusca ganhou o jogo, além da ajuda do juiz, nas costas dos laterais que sobem e não têm a mínima cobertura. O Ceni já havia vacilado também por essas faltas de cobertura no Sao Paulo. Não aprendeu.
    SAUDAÇÕES TRICOLORES!

  • Kalil disse:

    Sei que a Folha de pagamento do Maior do Estado, Fortaleza Esporte Clube, é “apenas” um pouco mais de 800 mil e que a folha do canal é de 1.400 mil. Porém, dentro de campo não existe série B ou série A numa rivalidade de um clássico-Rei. Mas não precisava de um juiz medíocre querer estragar o espetáculo (colorido para um lado e escuro e sescolorido para o outro). Onde a maioria tricolor foi gritante, pois enchemos o anel superior, chega tava apertado, enquanto a turma da carniça do canal imundo espalhou-se também em baixo um pouco, mas o anel superior deles tava com muitas brechas.
    DIREITOS IGUAIS, ABAIXO O FAIR PLAY!
    AINDA CONFIO NO LEÃO

  • FABIANO disse:

    ACHO QUE TÁ NA HORA DE TROCAR O GOLEIRO. O MARCELO BOECK JÁ LEVOU 4 GOLS DE COBRANÇAS DE ESCANTEIOS. OU O CARA TEM VERDADEIRO PAVOR DE BOLA PARADA OU NÃO SABE SAIR DO GOL MESMO.
    NOSSA ZAGA É PÉSSIMA, NOSSOS LATERAIS NÃO TEM COBERTURA. O NOSSO MEIO DE CAMPO NÃO TEM CRIATIVIDADE, SAUDADES DO ÉVERTON, QUE CONTRA O CANAL DAVA ATÉ A ALMA, O PABLO E O ÂNDERSON UCHÔA NÃO DÃO UM PASSE CERTO.
    AGORA O LEÃO VAI VOLTAR A VENCER, PORQUE VAI VOLTAR A PEGAR UMAS GALINHAS MORTAS PRA ENGANAR A GENTE.
    MITO, TREINA COBERTURA, CARA. O CHAMUSCA VIU AS AVENIDAS ILUMINADAS.
    IMAGINO NA SÉRIE B.
    NÃO AGUENTARÍAMOS MAIS VER NOSSO LEÃO DE AÇO NA SÉRIE C.
    SAUDAÇÕES TRICOLORES!

  • João Ximenes disse:

    Tava um bom jogo até a expulsão do GUSTAVO.
    Ah! mas quando Gustavo foi expulso já tava 2 x 0.
    E DAÍ ? e o resto do jogo deixaram de assistir ? porque com 1 a menos me lembro de mais uns 2, 3 lances de contra-ataques pela representatividade do jogo Clássico, e natural pela situação do 1 a +.

    LEÃO DE AÇO começou com tudo, ATACANDO pelos dois lados e chegava assustando.
    Eles LÁ(os daqui) acuado, tentava sair pro jogo, mas com medo de errar e criar uma situação de perigo, ficava esperando um erro pra contra-atacar. Aliás o final do jogo mostrou que a história poderia ter sido outra, quando Eles LÁ(os daqui) optaram por ficar tocando pra trás e pros lados faltando 10 minutos(?), mesmo com 1 a +.

    ALIPIO se não toma aquela “canguruzada”, DENTRO DA ÁREA, teria passado despercebido “de novo”. Como que um Real Madrid cegou quando trocou ele pelo Coutinho ? esse cara só pode ser BOM DE TREINO.
    Sem sacanagem. VALDO deu uma “canguruzada” nesse Alipio dentro da área que foi triste. Com a diferença que o Canguru quando dá uma lapada, ele usa as patas acertando as partes baixas do adversário, porque suas nãos são curtas e não dá pra acertar o queixo. Valdo veio destabanado e deu-lhe no quengo com as duas mãos e trombando frontalmente, atropelando(uma “barruada” literalmente).
    Mas isso é que fez o resultado não. Só poderia ter sido percebido pelo árbitro que tava a 3 metros do lance.
    O que chamou atenção foi quando a arbitragem resolveu entrar em cena de vez, expulsando GUSTAVO, e isso sim acabou mudando a história do jogo, que mesmo em desvantagem LEÃO DE AÇO tentando recuperar-se, acabou levando mais uns 2, 3 sustos, e não passou disso.

    CENI, quando perdeu Gustavo, acertou nas mudanças e posicionou bem o time: tirou Alipio e João Henrique – que até agora não disseram pra que vieram -, metendo ALAN que deu melhor posse de bola pra tentar algo no jogo – e era o que LEÃO estava precisando – e FELIPE que entrou e empurrou o time mais pra cima, e com sua entrada, posicionou UCHÔA entre os zagueiros fechando assim a linha de zaga.
    Até ai CENI mostrara que quando de uma situação de jogo ele não se precipita, e usa de uma maneira pra manter FORTALECIDO o sistema defensivo da equipe, até encontrar uma ALTERNATIVA pra tentar tirar o adversário do seu campo, e encontrou quando tirou NATEL que desta vez nem entrou, e meteu WESLEY, que mais uma vez mostrou que tá querendo.
    O resto da história todos já conhecem: 0 X 2.

    Do jeito que tem vitórias que não convencem, existem as derrotas que convencem.

    CENI deve começar a cobrar pra diretoria gastar mais uns “REALZIN” trazendo mais jogadores pelo menos pras vagas de quem ainda não disse a que veio, tipo Alípio, João Henrique, Igor(que não tava nesse jogo), Natel(que do jeito que aparece desaparece) e + um CENTRO AVANTE, que é pra quando GUSTAVO sair ou não poder, ter um de imediato, que vai dá tempo OBSERVAR os mesmos ainda no campeonato Cearense, pois quando chegar a Bzona, com o que tô vendo até aqui, somente WESLEY pra dar uma arrepiada num jogo… O BICHO PODE PEGAR.

    Deu pra SENTIR a nossa REAL CONDIÇÃO pra encarar uma Bzona ?

  • Flávio disse:

    Só para curiosidade: As catracas das entradas da torcida do Fortaleza registraram cerca de 3.800 torcedores a mais que as do Ceará.
    Justificado, então, o anel superior do Castelão estar bem mais lotado.

  • Gabriel disse:

    O clássico serviu para mostrar como nosso plantel é fraco e sem reposição. Quem vai entrar no lugar do Gustagol?
    Cadê nosso meia lançador? Não tem. Tem uma orca chamado Alan Mineiro, que não ganha um absurdo, mas ganha 70.000 Reais Prá não fazer nada e ainda na reserva. É tem um ratinho engessado chamado Alípio que se acha melhor que o Felipe Coutinho. Ah ah ah, só no Crato mesmo!
    Nossos laterais só apoiam, deixando a defesa que se lasque.
    Ah, ainda tem o goleiro Boeck que desaprendeu ou que agora é que tá mostrando seu pavor a bolas perto das traves. Ora, goleiro? então vá vender picolé!
    Quanto ao juiz, fez tudo o que estava programado e previamente planejado.
    Saudações Tricolores!

  • Helio disse:

    PERDER É NORMAL, MAS ……
    1) Ficou evidente que o Chamusca, mais cascudo, experiente, conseguiu postar o seu sistema defensivo de modo a tornar sem eficácia, as investidas do Fortaleza e, em lances rápidos, viveu de contraataques mortais;
    2) Ficou a falsa impressão, como disse o Elenilson, que estávamos dominando a partida, mas logo percebeu-se que os nossos jogadores, sequer estavam dominando os nervos;
    3) Trata-se de uma equipe em formação, montada quase do zero, diferente do Ceará, que manteve o time quase todo;
    4) O Fortaleza não devia preocupar-se em mostrar que é time grande. Podia ter jogado com um pouco mais de contenção e ir por ataque só numa boa. Afinal, um empate pra nós seria beleza e uma tragédia para o adversário, que estava apenas com 7 pontos;
    5) Vejam por exemplo, que o Ferroviário jogou com 3 zagueiros e nem por isso deixou de atacar eficientemente, vencendo por 2 x 0 o bom time do Floresta;
    6)Mas vamos continuar prestigiando o Rogério Ceni, é muito cedo para debitar o insucesso ao seu trabalho;
    7)Acredito que este time ainda vai nos dar alegrias. Potencial ele tem. Mas ainda é preciso contar com mais um centroavante e mais um jogador arisco pelas pontas.

  • Jarbas Vasconcelos disse:

    Não temos condições de encarar uma série B com este time. Roger Carvalho deve ser testado no lugar do Jussani e Adalberto (recuperado) é melhor do que o Liger. Mesmo assim, mas dois bons zagueiros para a série B devem ser contratados. No meio, Pablo é muita correria, mas erra passes bobos. Assim não dá. Saudade de um volante como o Juliano e do seu companheiro (na época) Auremir. Para finalizar, Alan Mineiro em forma não tem pra ninguém. Esley é melhor do que Alípio e Gustavo precisa de alguém que dispute a posição com ele para não fazer besteira como a de ontem.

  • antonio de oliveira sousa disse:

    Não entendi ainda, o Ceni escalar Alípio, João Henrique e Igor se já sabe que suas substituições é certa. Pra que perder tempo com suas escalações? Os que entram sempre jogam melhor. Já não estão merecendo serem titulares?
    O Fortaleza está mais do que certo em entrar com uma representação contra o apitador do jogo do clássico. Já não é de hoje que somos prejudicados por arbitragens que só erram contra nós.

  • Valcelí disse:

    Pênalti duvidoso? Sério? então eu estou cego. Pênalti claríssimo, Até agora vi todos os comentários e quem ficou em dúvida foi torcedor do lado de lá. Rapaz, se aquilo não foi pênalti, o que seria?
    Uma situação desse fosse contra o Ceará, você ir ver a grita geral.

  • PAULO PINTO disse:

    GANHAR OU PERDER NUM CLÁSSICO É NORMAL, MAS TEM QUE SER RESOLVIDO DENTRO DE CAMPO COM A NEUTRALIDADE DOS MEDIADORES.
    SAUDAÇÕES TRICOLORES!

  • João Ximenes disse:

    Agora sim !
    Como é bonita essa tabela.
    Era isso que EU tava esperando, e é bom CENI se ligar:

    Fortaleza x Guarani
    Boa Esporte x Fortaleza
    Fortaleza x CRB
    Londrina x Fortaleza
    Fortaleza x Goiás
    Figueirense x Fortaleza
    Fortaleza x Criciúma
    Fortaleza x Samapio Corrêa
    Vila Nova x Fortaleza
    São Bento x Fortaleza
    Fortaleza x Brasil
    Fortaleza x Oeste
    Paysandu x Fortaleza
    Ponte Preta x Fortaleza
    Fortaleza x Atlético-GO
    CSA x Fortaleza
    Fortaleza x Avaí
    Juventude x Fortaleza
    Fortaleza x Coritiba

    Pra dentro deles LEÃO DE AÇO !!!!!

  • Josiney Castro disse:

    A meia cancha não tá legal. O Pablo está atrapalhando e muito e ninguém percebe isso. Se os outros não dão conta do recado nessa posição, o Pablo pior, pois já conhecemos o seu potencial. É fraco demais!

  • Lucas Leão disse:

    Será difícil, talvez impossível, o recorde de público da maior torcida do estado ser batido no CasteLeão.
    Renda podem ser batidas por causa dos preços dos ingressos; resultados de jogos podem ser influenciados ou mesmo vendidos por juízes, mas público é o que registra nas catracas e na visão.
    SEMPRE LEÃO!

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *