Blog do Vozão

Ceará 1×0 Fortaleza – Gutomizamos outra vez

24 5

Vina mais uma vez foi decisivo em uma vitória do Vozão (Foto: Felipe Santos/Cearasc.com)

No quarto Clássico-Rei da temporada deu Vozão mais uma vez, dessa vez pelo Brasileirão Série A, engatando a terceira vitória seguida na competição e a quarta na temporada.

Sendo mais uma vez estratégico diante do rival, o time jogou com inteligência, com os jogadores colocando em prática dentro de campo tudo aquilo que foi proposto por Guto Ferreira, fazendo da coletividade o ponto forte do time na partida, venceu por 1×0, mas pelas chances criadas poderia ter vencido por bem mais.

Fernando Prass foi um telespectador privilegiado na partida, a unica coisa que fez foi bater tiro de meta. Isso mostra o quanto a estratégia usada por Guto Ferreira foi bem executada na partida.

Não dá pra escolher na partida um destaque individual, pois cada jogador exerceu muito bem sua tarefa em campo, por isso, o meu destaque irá para Guto Ferreira, que mais uma vez soube vencer o Clássico.

Foi uma vitória buscada, por isso merecida.

Vencer três partidas seguidas numa Serie A não é fácil, ainda por cima sem levar gol, o que sem duvida nenhuma deixa qualquer torcedor eufórico.

Mas é preciso serenidade e equilíbrio nesse momento para conter a euforia, principalmente jogadores e diretoria, para que o filme que assistimos ano passado após vencer o Clássico-Rei não se repita.

Que não se deixe levar pelas vitórias.

Confira lances da partida.

5 Comentários

  • Oliveira disse:

    EU falava no ano passado e demos “sorte” nesse ponto esse ano: o Ceará é um time mal TREINADO e não ruim. Vejam aí, Galhardo (que era do nosso time) fazendo gol jogo sim e jogo também, Sobral (que era do nosso elenco) como top-5 dos meias do torneio. Some-se a isso Luiz Otávio que é um bom zagueiro, Samuel que é um bom lateral e Leandro Carvalho que é um bom ponta sim, senhor, isso para não colocar o Mateus Gonçalves que tem seu valor, principalmente para um segundo tempo. O problema é que os técnicos não sabiam montar o time no campo para vencer… e também há que se reconhecer, havia um problema sério no elenco: os volantes. Fabinho, Ricardinho e W. Oliveira são SOFRÍVEIS.

    No mais, precisamos de um reforço para ser titular, o campo urra por isso: um volante para jogar com o charles, preferencialmente com o mesmo perfil dele (perfil é diferente de qualidade, sei que é difícil achar um da mesma qualidade, mas se for um pouco pior — não muuuuuuito pior — e com o mesmo perfil, já serve). Esse jogador sendo contratado para ser titular, está perfeito. Aí Fabinho bizarro e William vão entrar só de vez em quando.

  • Dragão Alvinegro disse:

    Sempre é bom vencer e em cima do rival melhor ainda. Vencer tres vezes seguidas é excelente, mas o time precisa de contratações. O campeonato é longo e temos um elenco fraco com jogadores que só fazem número. Estamos só começando. Onde estão as contratações anunciadas? Claro que não mais acontecerão, pois o time agora não perde mais pra ninguém. Esse filme já é muito conhecido. Há alguns anos, o Ceará virou o primeira fase entre os primeiros e partir daí quase cai por falta de um bom elenco. O problema é que o presidente do Clube não tem memória e não aprende nada.

  • Vozão disse:

    Parabéns Vózao oo

  • Dragão Alvinegro disse:

    Não se pode olhar para a floresta e enxergar só uma árvore, mas que tem que se ver a floresta com um todo. Vitórias são importantes, mas temos que observar o todo. Desempenho do time, desempenho de jogadores, banco que o time possui para reposição, qualidade e tamanho do elenco, números de gols prós e contras, número de vitórias e derrotas. Ao se olhar a tabela do campeonato, têm-se que olhar o todo. Penso que o time, se não quiser somente participar e lutar pra não cair, tem que fazer contratações. Agora, se não almeja nada, então continuem assim. Quando começarem os cartões amarelos, vermelhos, contusões aí veremos o que fazer.

  • Oliveira disse:

    Isso daí é um grande bla bla bla que nunca acontece.

    Se pegar os jogadores usados em 2018 e 2019 são aqueles 11 mais 4 ou 5, em 80% do tempo de jogo (somatório totais dos minutos jogados).

    Em 2018 –> Everson; Samuel, Tiago, Luiz Otávio e Felipe J; Edinho e Richardson; Cachaça, Quixadá e Calyson; Arthur. Entravam: Valdo e Brock (zaga), Fabinho (muitas vezes como lat direito), Juninho (volante), João Lucas (lat esquerdo), Felipe Azevedo (ponta) e Ricardinho (meia). Ou seja, o grosso do time eram 17 jogadores que na minutagem desempenharam uns 70% ou mais.

    Em 2019–> Diogo; Samuel, Valdo, Luiz Otávio e João Lucas; Ricardinho, Fabinho; Cachaça, Galhardo, Matheus; Felipe Cardoso. Entravam: Brock, Bergson, William Oliveira, Chico, Baxola. E não era muito mais que isso. 16 jogadores que comeram quase todo o tempo da série A.

    O Ceará hoje precisa de UM volante para ser titular. Se der, além desse jogador, um homem ofensivo (seja atacante, meia ou ponta) com potencial para ser titular tb, se for pra banco nem tragam.

    O grande problema do Ceará em 2019 foi nao ter um técnico que conseguisse jogar pelo resultado. Enderson é um técnico HORRIPILANTE que só joga por suas ideias, prefere perder 100 mil jogos a mudar. Está por um fio no cruzeiro e não vai mudar, se demitirem ele, paciência. Não respeita o time que joga, ou o time se adapta a ele ou ele vai fazer o time ser humilhado em campo para colocar suas ideias em prática. Adílson é um maluco que acha que está treinando Cristiano Ronaldo, Neymar e Messi… um tremendo maluco, não sabe nada de futebol real. O Ceará ano passado foi um laboratório de malucos que não sabem nada de futebol. Devemos agradecer muito ao Cruzeiro por ter levado o Enderson, estaríamos hoje nos lamentando muito porque ele estaria levando porrada com Ricardinho de volante e procurando lugar pro Baxola, pro Sobis, Cleber nem seria usado, Bergson ia ter muitas chances.

    E o problema do Ceará em 2018 foi literalmente a falta de expertise na série A, começou o torneio com o time todo desajustado do ponto de vista físico e ainda cometeu a idiotice de trazer o JOrginho (tecnico). Quando trouxe o LIsca e 5 reforços + parada da copa, o time se recuperou e fez uma campanha muito digna.

    Vou dizer de novo, o Ceará não tem um time ruim, não tem elenco nem para pensar em briga por queda. Não é um timaço, não estou dizendo isso, mas é um elenco para fazer entre 46 e 52 pontos tranquilamente, sem medo de cair. Desde que o técnico não seja um idiota completo ou um arrogante que só jogue dentro de suas ideias. O Ceará tem que jogar assim como o atual técnico o vem montando: fechadinho e dando bicadas aqui e ali. Vai perder jogos? Mas é claro, o Grêmio perde pro Sport em casa, por qual motivo o Ceará não irá perder algum jogo também? Mas jogando dessa maneira aí não vai nem pensar em briga pra não cair.

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *