Clube da Luta

O próximo passo de Anderson Silva, o fim do projeto de superlutas no UFC e adversário indefinido para Weidman

UFC 117 Weigh-in

Anderson Silva reinava há sete anos na categoria dos médios e caiu no histórico UFC 162. Após finalmente ser derrotado, o Spider deixou claro: chega de lutas por enquanto. Para o UFC, as superlutas já eram. Por outro lado, o novo campeão, Chris Weidman, pode ter desafiante definido nos próximos dias.

Nas entrevistas após o evento, Anderson Silva disse não querer uma revanche agora e que somente deve lutar novamente daqui há dois ou três meses. A prioridade é a família e o descanso. E o brasileiro ainda pensa em aposentadoria. Vale lembrar que o “Spider” tem contrato assinado recentemente com o UFC, que garante mais nove lutas na organização. Cumprirá?

Com o título dos médios saindo das mãos do brasileiro, o UFC deixa de lado o projeto de superlutas, que envolvia duelos entre campeões Anderson Silva e Georges St. Pierre ou Jon Jones. “As superlutas estão completamente fora da mesa agora. Há muito tempo sabíamos que isso poderia acontecer, que Anderson era o elo que ligava todas as peças para que isso acontecesse. Não conseguimos agora, agora só a revanche interessa”, explicou Dana White.

Em resumo: Anderson Silva pára no momento; a entidade pára com superlutas. O foco agora é no novo campeão.

Chris Weidman conquistou o cinturão, como disse que faria. Mas, ao contrário do Spider que estava limpando a categoria e era cada vez mais difícil para o UFC encontrar um adversário à altura do fenômeno, o americano terá muito trabalho pela frente. E seu próximo adversário pode ser outro brasileiro.

Antes do confronto Anderson x Weidman na edição 162, Vitor Belfort já pedia chances para disputar o cinturão. Via Twitter, postou duas vezes. Na primeira, pediu o vencedor do confronto. Na segunda, após o evento, desafiou Weidman. ”Agora é minha vez. Eu mereço, quero meu sonho realizado. Chris Weidman, parabéns, mas eu sou o próximo”, escreveu.

No entanto, Dana White não está convencido e prioriza uma revanche de Anderson Silva. “Eu não consigo pensar em revanche do Vitor Belfort. O que o Anderson fez, ninguém fez. Ele merece ser respeitado por isso. Já recebi mais de 100 mensagens do Vitor no celular, mas ainda não pensei sobre isso”, enfatizou o mandatário.

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *