Clube da Luta

Lucas Mineiro quer alcançar terceira vitória consecutiva no UFC: ‘Posso nocautear no primeiro round’

Lucas Mineiro

Lucas Mineiro é atleta da Chute Boxe | Gaspar Nobrega/Inovafoto

Direto de Montes Claros para o Ultimate, Lucas Martins, o “Mineiro”, vai em busca da terceira vitória consecutiva na organização. Vindo de triunfos no peso-leve e peso-galo, o atleta da Chute Boxe enfrentará Alex White – na divisão até 66 kg – no UFC Fight Night 45, em Atlantic City, nos Estados Unidos, na próxima quarta-feira, 16.

Com estilo agressivo e ‘porradeiro’, Lucas vem conquistando espaço no Ultimate e ganhando fãs a cada duelo. Contra White, ‘Mineiro’ fará sua primeira luta – pelo UFC – fora do Brasil. Em entrevista ao Blog Clube da Luta, o nocauteador da Chute Boxe falou sobre o adversário, a nova categoria e a estreia internacional.

Com um cartel de 14 vitórias e uma derrota, nada assusta o ‘Mineiro’. Sair na mão com qualquer adversário é fichinha para o lutador. Nem mesmo o corte de peso abala essa fera. Mas, quando Lucas precisa entrar em um avião e passar várias horas para chegar ao seu destino, o atleta de Montes Claros sente o medo batendo a sua porta. Com bom humor, Martins comentou sua subida para a divisão dos penas e sua estreia nos Estados Unidos.

– Estou me sentindo muito mais forte. Esse é o meu peso ideal. Tanto que não tive problema algum para chegar ao peso ideal, até o dia da luta estarei com 66 kg facilmente. Quando lutei pelo galo, tive muitos problemas, fiquei fraco e debilitado. Chegar aos 61 kg foi quase desumano para mim. Na reta final, não conseguia nem treinar direito. Mesmo assim fui e venci a luta. Em relação à estreia internacional, estou tranquilo. Só tenho um pouco de medo de avião (risos). De resto, será como lutar no Brasil ou em qualquer outro lugar. Estou no UFC, então, estou pronto para batalhas.

'Mineiro' no Arnold Classic

‘Mineiro’ no Arnold Classic

Atleta de mãos pesadas e chutes potentes, ‘Mineiro’ nocauteou dez adversários que cruzaram o seu caminho. No chão, o brasileiro também se garante e finalizou quatro oponentes. O seu novo desafio, Alex White, está invicto na carreira, com dez triunfos, e é um lutador que gosta de trocação, especialidade de Lucas. O americano tem quatro nocautes, cinco finalizações e uma decisão no currículo. Martins esbanja confiança para falar de “The Spartan” e planeja um nocaute ainda no primeiro round.

– Cartel dele é tranquilo e não me amedronta. Sou striker também. Quando entrei no UFC também era assim, estava invicto também, então isso me deixa tranquilo. É um striker que vai para cima tentando decidir. Tenho que andar para cima com cautela. É canhoto, então usa base trocada e isso fez mudar um pouco minha estratégia. Já vi as lutas dele, estou tranquilo e sei que posso nocautear ainda no primeiro round.

Mas, o integrante da Chute Boxe buscará fazer uma apresentação completa. Em cima, Lucas quer castigar White, porém, caso o duelo complique, ele tem outras ‘cartas na manga’. ‘Mineiro’ afiou o jiu-jítsu para surpreender o atleta da ‘Team Destruction’.

– Usarei meu estilo de luta de sempre. Com todo respeito ao White, mas o jiu-jitsu dele não é tão bom. Então sabemos que ele vai tentar vencer na trocação e fazer de tudo par defender as quedas, já que estou com meu chão extremamente afiado. A ideia tentar vencer logo no primeiro round, nocauteando é uma ótima, já que minha especialidade é o muay thai. Mas se puder levar para o chão , tenho certeza que acabo com a luta. O importante é vencer de qualquer forma.

+ Entrevista: Gleison Tibau quer bater recordes de lutas do UFC e revela o que ainda falta na carreira

Lucas ‘Mineiro’ é mais uma cria da Chute Boxe, equipe conhecida por revelar vários talentos bons de porrada e agressivos. Martins busca inspiração na sua própria equipe para fazer bonito dentro do cage e continuar vencendo seus combates.

– Inspiro-me no pessoal todo da Chute Boxe, que treina comigo. Um dos grandes amigos e mestres é o Felipe Sertanejo, além do próprio Diego Lima. Minha inspiração é minha família e meus amigos. Não vou falar o nome de alguém mais específico. Espelho-me nos lutadores mais antigos que treinam com a gente, na família e nos meus amigos.

UFC Fight Night 45: Cerrone vs. Miller
Quarta-feira, 16 de julho de 2014
Revel Casino Hotel, Atlantic City, New Jersey
(Brasileiros em negrito)

Card Principal
Donald Cerrone vs. Jim Miller
Edson Barboza vs. Evan Dunham
Leonardo “Macarrão” vs. Rick Story
Joe Proctor vs. Justin Salas
John Lineker vs. Alptekin Ozkilic
Lucas “Mineiro” vs. Alex White

Card Preliminar
Pat Healy vs. Gleison Tibau
Jessamyn Duke vs. Leslie Smith
Aljamain Sterling vs. Hugo “Wolverine”
Yosdenis Cedeno vs. Jerrod Sanders
Claudia Gadelha vs. Tina Lahdemaki

Recomendado para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *