Clube da Luta

José Aldo vence Chad Mendes em luta emocionante e mantém único cinturão do Brasil no UFC

1879 8
José Aldo foi mais regular e venceu por pontos. Foto: UFC/Divulgação

José Aldo foi mais regular e venceu por pontos. Foto: UFC/Divulgação

Ovacionado pelos fãs, José Aldo entrou no Ginásio Maracanãzinho para defender o único cinturão do Brasil no UFC. O brasileiro venceu por decisão unânime Chad Mendes, em uma das melhores lutas do ano.  

O confronto começou na trocação franca. No ritmo toma lá, da cá, Aldo e Mendes fizeram um primeiro round emocionante. No fim da primeira etapa, o campeão acertou um cruzado de esquerda que levou o americano ao solo. O manauara trabalhou o ground’nd’pound, mas abriu mão da posição. Faltando 10s, Aldo aplicou nova sequencia de socos. O gongo soou com o brasileiro aplicando dois socos e levando Chad ao ‘knock-down’.

+ Confira os resultados do UFC 179: Aldo x Mendes II; Phil Davis vence Glover Teixeira e quer encarar Anderson Silva

O segundo assalto voltou com mais trocação. Se no primeiro o americano encurtou a distância, impedindo Aldo de chutar baixo, no segundo a história foi diferente. O brasileiro começou a soltar mais os chutes nas pernas do americano. Com bastante movimentação dos atletas, que buscavam o contato franco, o round terminou equilibrado.

+ Vídeo | Conor McGregor desafia fã brasileiro: “É fácil falar aí de cima, vem aqui para baixo falar isso”

No terceiro round, mais trocação franca. A sensação era de que qualquer um poderia cair. Aldo permaneceu melhor e acertou mais golpes contundentes do que o americano. Apesar disso, o campeão também levou ataques duros.

No quarto round, os atletas tiraram um pouco o pé do acelerador. Mendes se movimentou mais e acertou os melhores golpes. No último assalto, Chad – que ainda não havia buscado a queda – derrubou o campeão, mas não conseguiu levar vantagem na posição, abrindo brecha para Aldo se levantar. O manauara subiu e fez boas investidas levando o americano ao solo. O combate voltou a ficar de pé e a trocação continuou. O Alpha Male investiu em quedas, mas em nenhum momento mostrou contundência no solo. Faltando 30s para o fim do round, a torcida gritou: “É campeão!”.

UFC 179
25 de outubro de 2014, no Rio de Janeiro (RJ)
Horário: 21h (hora de Brasília)
CARD PRINCIPAL
Peso-pena: José Aldo x Chad Mendes – Aldo venceu por decisão unânime
Peso-meio-pesado: Glover Teixeira x Phil Davis – Davis venceu por decisão unânime
Peso-meio-pesado: Fábio Maldonado x Hans Stringer – Maldonado venceu por nocaute técnico no segundo round
Peso-pena: Darren Elkins x Lucas Mineiro – Elkins venceu por decisão dividida
Peso-leve: Diego Ferreira x Beneil Dariush – Dariush venceu por decisão unânime
CARD PRELIMINAR
Peso-meio-médio: William Patolino x Neil Magny – Neil Magny venceu por nocaute técnico no terceiro round
Peso-leve: Yan Cabral x Naoyuki Kotani – Cabral venceu por finalização no segundo round
Peso-mosca: Wilson Reis x Scott Jorgensen – Reis venceu por finalização no primeiro round
Peso-pena: Felipe Sertanejo x Andre Fili – Fili vence por decisão unânime dos juízes
Peso-leve: Gilbert Durinho x Christos Giagos – Durinho venceu por finalização no primeiro round
Peso-leve: Fabrício Morango x Tony Martin – Martin venceu por finalização no primeiro round

Recomendado para você