Clube da Luta

Cigano analisa possibilidade de revanche contra Fabrício Werdum pelo cinturão do UFC: “pode acontecer”

Júnior Cigano é a principal atração do TUF Brasil Final. Foto: UFC/Divulgação

Júnior Cigano é a principal atração do UFC em Phoenix | Foto: UFC/Divulgação

Junior “Cigano” Dos Santos estás em fase de recuperação na carreira. Depois de viver o auge entre 2011 e 2012, quando conquistou o cinturão do peso-pesado e defendeu uma vez com vitória, o brasileiro tem pela frente Stipe Miocic para retomar o caminho dos triunfos. Com a luta marcada para 13 de dezembro, em Phoenix, Estados Unidos, o nocauteador conversou com o Blog Clube da Luta e falou sobre a possibilidade de lutar pelo título contra um conterrâneo.

Quem está na rota do cinturão, atualmente, é Fabrício Werdum, que já foi nocauteado por Cigano. O curitibano disputará o título interino da divisão contra Mark Hunt, pois o campeão linear – Cain Velasquez – se lesionou. Caso os dois brasileiros vençam suas lutas e Velasquez continue longe do cage, o UFC pode casar a revanche entre eles pela cinta.

– Eu faço o que o UFC mandar. Mas, com certeza, isso pode estar a ponto de acontecer, a ponto até do que o Werdum falava muito que queria uma revanche comigo. Não escolho adversário, mas se o UFC decidir me colocar contra ele vou estar feliz ou quem quer seja. Vou estar sempre buscando fazer o meu melhor. Mas a minha intenção, como a de qualquer atleta, é buscar o cinturão. Eu acredito que posso, independente de quem seja o campeão, e vou trabalhar para isso.

Cigano em treinamento na Nova União | Foto: Felipe Fiorito

Cigano em treinamento na Nova União | Foto: Felipe Fiorito

O ex-campeão também comentou a luta entre Hunt e Werdum – nos quais ele já venceu – que lutam no UFC 180, no México. “Achei uma luta boa. Werdum conquistou a chance de disputar o cinturão, é a vez dele agora. Vai enfrentar um cara duríssimo, que é o Mark Hunt. Tem que ter muito cuidado, a vantagem dele é no chão e, na minha opinião, ele deveria levar essa luta para o chão. Mas o público lá do México tem muito a ganhar com isso, pois vai ser uma luta bem dura”.

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × 5 =