Clube da Luta

Confira os resultados do UFC Uberlândia: Shogun x St. Preux; Warlley Alves vence duelo equilibrado

268 2
Shogun e Ovince St. Preux fazem a luta principal do UFC em Uberlândia | Foto: Alexandre Loureiro/Inovafoto

Shogun e Ovince St. Preux fazem a luta principal do UFC em Uberlândia | Foto: Alexandre Loureiro/Inovafoto

Maurício Shogun x Ovince St. Preux

O americano Ovince St. Preux foi a grande surpresa da noite. O atleta da Knoxville MMA acertou um cruzado de esquerda que derrubou Shogun. Com o brasileiro no solo, St. Preux aplicou uma série de socos, o que obrigou Mário Yamasaki a interromper o confronto. Vitória com apenas 34 segundos de batalha.

Warley Alves x Alan Jouban

A promessa brasileira Warlley Alves venceu Alan Jouban na luta mais disputada da noite. O brasileiro atropelou o americano no primeiro round, mas, nos seguintes, diminuiu o ritmo e a batalha ficou equilibrada. No fim do combate, os juízes deram a vitória para o brasileiro por decisão unânime.

Warlley veio para liquidar o duelo logo no primeiro round. Sem perder tempo, o mineiro foi para trocação franca e acertou um cruzado de esquerda derrubando o americano. No chão, ele trabalhou o ground’nd’pound e partiu para finalização com uma guilhotina, mas Jouban resistiu e, em seguida, escapou da posição. Na luta em pé, o brasileiro levou vantagem. No fim do assalto, Alan aplicou um chute forte nas costelas de Alves, que sentiu o golpe.

No segundo round, Warlley usou a força física para derrubar o adversário. Quando o combate saiu do solo outra vez, Jouban foi melhor que o brasileiro na trocação. No terceiro assalto, os dois começaram na trocação franca. Com o cansaço do mineiro, Alan cresceu no fim do round, mas não conseguiu nocautear.

Cláudio Hannibal x Leon Edwards

Cláudio “Hannibal” Silva lutou em sua cidade natal e queria dar show para o público. O mineiro fez uma luta bastante equilibrada, mas conseguiu superar o cansaço e vencer por decisão dividida o adversário Leon Edwards.

+ Conheça o ‘Hannibal’ brasileiro que faz sua primeira luta no Brasil pelo UFC

Hannibal começou bem o round e aproveitou uma brecha do adversário para colocar a luta para baixo. O brasileiro trabalhou um pouco do jiu-jitsu, tentando finalizar o oponente com um katagatame, e o ground’nd’pound. O jamaicano conseguiu se defender e colocou o duelo outra vez em pé. Cansado com as tentativas de quedas e o desgate no clinch, Cláudio diminuiu o ritmo, enquanto Leon foi soltando o muay thai.

No segundo round, Edwards, mais inteiro, aplicou bons golpes na trocação e evitou as tentativas de quedas do brasileiro. Mas quando o assalto já se encaminhava para o final, o mineiro derrubou o jamaicano, foi para as costas e quase finalizou com um mata-leão.

No round final, Hannibal derrubou Edwards no início do assalto. O brasileiro ficou por cima até o último minuto do round, quando estava com um katagatame encaixada, mas acabou perdendo a posição para Leon.

Com um duelo equilibrado, Cláudio Hannibal foi declarado o vencedor por decisão dividida.

Dhiego Lima x Jorge Blade

O finalista do TUF 19 se recuperou da derrota na decisão do reality e venceu Jorge “Blade” Oliveira. Dhiego Lima sobrou no combate e venceu por decisão unânime.

A vitória de Dhiego Lima foi dificultada pela resistência de Blade. Tanto no primeiro, quanto no segundo round, Jorge Oliveira resistiu aos golpes encaixados de jiu-jitsu, como o katagatame e o mata-leão, aplicador pelo adversário. Apesar disso, o ex-TUF dominou o combate e garantiu o triunfo por pontos.

Juliana Lima x Nina Ansaroff

Juliana Lima levou a melhor por pontos. A brasileira manteve a adversário no solo por dois rounds e trabalhou o ground’nd’pound. No terceiro assalto, “Juthai” cansou e Nina soltou mais o jogo em pé. A decisão ficou por conta dos juízes, que a deram vitória por unanimidade para a mineira.

[youtube]http://youtu.be/TXDYH6WpOfs[/youtube]

Diego Rivas x Rodolfo Rubio

Os ex-participantes do TUF América Latina fizeram a pior luta noite. Diego Rivas conseguiu levar vantagem na trocação, aplicou algumas quedas e venceu por decisão unânime. O chileno segue invicto na carreira com seis triunfos.

Caio Monstro x Trevor Smith

O cearense atropelou!! Antes do combate, Caio já havia garantido em entrevista ao Blog Clube da Luta/O POVO que a luta não duraria todos os rounds. Monstro nocauteou Trevor Smith com apenas 31 segundos de combate. Confira a crônica completa da luta clicando aqui!

Leandro Buscapé x Charlie Brenneman

O brasileiro conseguiu sair do jogo chato do wrestler americano e finalizou no primeiro round. Buscapé reverteu uma posição nas grades e levou Brenneman para o chão. No solo, Leandro foi para as costas e encaixou um estrangulamento. Com o resultado, o paulista alcanço seu 17º triunfo.

[youtube]http://youtu.be/K70CdxcCEOc?list=UUk8XGxi7fsTqQQRVq9LSraw[/youtube]

Thomas Almeida x Tim Gorman

Thomas Almeida cravou sua estreia com uma vitória dominante – por decisão unânime – no UFC em Uberlândia. O atleta da Chute Boxe não deu espaço para o americano Tim Gorman soltar seu jogo e chegou ao 18º triunfo da carreira.

+ Caio Monstro manda recado para policiais do Raio antes de nova batalha no UFC, em Uberlândia

O americano começou a mil por hora no primeiro round. Gorman partiu para trocação e rapidamente levou o brasileiro para baixo. Tim aproveitou uma brecha do paulista e foi para as costas. Mostrando tranquilidade, Thominhas saiu da posição e começou a soltar o jogo de muay thai. Com vasto repertório na luta em pé, o pupilo de Diego Lima castigou o ex-TUF.

No segundo round, Thomas continuou com pressão na trocação. Sem afobação, o brasileiro soltava o muay thai calibrado por Diego Lima. No último assalto, Thominhas seguiu na mesma pegada. O paulista só não venceu por nocaute porque Tim Gorman foi um verdadeiro guerreiro, que aguentou duros golpes por 15 minutos.

+ VÍDEO: Luke Rockhold vence Bisping e mira nova luta contra Ronaldo Jacaré: “vou vencer de novo”

“É uma parte do meu sonho realizado, ainda mais lutando nessa cidade, Uberlândia, com esse pessoal maravilhoso torcendo por mim, sensacional. Eu achei o Tim muito duro, veio para cima e para botar para baixo. Mas eu anulei o jogo dele e coloquei meu muay thai”, disse Thominhas após o duelo.

[youtube]http://youtu.be/JZa0RQjg-Dg?list=UUk8XGxi7fsTqQQRVq9LSraw[/youtube]

Wagnão Silva x Colby Covington

Lutando em casa, Wagnão Silva não conseguiu impor seu jogo e foi finalizado por Colby Covington no terceiro assalto. Apenas no início do round, a luta permaneceu em pé. Com dois lutadores especialistas no combate de solo, o duelo ficou na maior parte do tempo no chão, e com Colby por cima.

O americano colava o brasileiro nas grades e aplicava quedas plásticas. No último round, depois de colocar Wagnão no chão, Colby foi para as costas e encaixou um mata-leão para garantir o combate.

UFC: Shogun x St. Preux
8 de novembro de 2014, em Uberlândia (MG)
CARD PRINCIPAL
Peso-meio-pesado: Maurício Shogun x Ovince St. Preux – St. Preux venceu por nocaute no 1R
*Peso-mosca: John Lineker x Ian McCall (McCall uma infecção viral e a luta foi retirada do card)
Peso-meio-médio: Warlley Alves x Alan Jouban – Alves venceu por decisão unânime
Peso-meio-médio: Cláudio Hannibal x Leon Edwards – Hannibal venceu por decisão dividida
Peso-palha: Juliana Lima x Nina Ansaroff – Lima venceu por decisão unânime
Peso-meio-médio: Dhiego Lima x Jorge Oliveira – Dhiego venceu por decisão unânime
CARD PRELIMINAR
Peso-pena: Diego Rivas x Rodolfo Rubio – Rivas venceu por decisão unânime
Peso-médio: Caio Monstro x Trevor Smith – Monstro venceu por nocaute no 1R
Peso-leve: Leandro Buscapé x Charlie Brenneman – Buscapé venceu por finalização no 1R
Peso-galo: Thomas Almeida x Tim Gorman – Almeida venceu por decisão unânime
Peso-meio-médio: Wagnão Silva x Colby Covington – Covington venceu por finalização no 3R

Recomendado para você

2 Comentários

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *