Clube da Luta

Folha salarial: Ronda Rousey ainda está abaixo dos grandes ídolos do UFC

Ronda é a estrela da noite. Foto: UFC/Divulgação

Ronda é a campeã peso-galo do UFC. Foto: UFC/Divulgação

Dana White está, constantemente, elogiando a estrela do MMA feminino e campeã peso-galo do UFC, Ronda Rousey. O chefão do Ultimate já afirmou que “Rowdy” é o maior nome da história da organização, deixando para trás atletas como Anderson Silva, Georges St. Pierre e Jon Jones. No último sábado, após derrotar Cat Zingano em 16 segundos de luta, o careca a comparou com Mike Tyson. Apesar da exaltação, a americana ainda está longe de brilhar na folha salarial do evento.

O reconhecimento no pagamento ainda está distante de estrelas como Anderson Silva e GSP. Campeão do UFC, após destronar o Spider, Chris Weidman costuma faturar mais do que o dobro da mulher que domina o peso-galo feminino. Apesar de reclamar com o Ultimate, por achar que ganha abaixo do que merecia, José Aldo também está acima de Ronda nesse quesito.

“Não há nenhuma dúvida sobre isso (comparação com Mike Tyson). Ela é, sem dúvida, a versão feminina dele. Eu disse a ela. Acabamos de falar sobre isso (…) Existem poucas situações em que a luta vai até 14 segundos e a multidão está torcendo e indo à loucura, todos olhando uns aos outros boquiabertos”, disse Dana White.

Se não fosse os bônus de “Perfomance da Noite”, Ronda ficaria ainda mais distante dos principais atletas do UFC. Em sua última apresentação, no UFC 184, Rowdy faturou menos do que Jake Ellenberquer, lutador do peso meio-médio que não vencia há dois anos. Enquanto a campeã embolsou US$ 180 mil, o atleta americano ganhou US$ 186 mil.

+ Doping: Spider nega mancha em legado e já projeta revanche contra Diaz

Quando Ronda estreou no UFC, o salário pela apresentação foi US$ 45mil. Como ela conquistou o bônus pela vitória diante de Liz Carmouche, a loira embolsou mais de US$ 45 mil. Anderson Silva embolsou em uma única luta – contra Nick Diaz – faturou US$ 800 mil (mais de R$ 2 milhões).

Em sua segunda aparição no cage do Ultimate, quando fez o duelo co-principal do UFC 168, em 2013, Rousey embolsou US$ 100 mil. Ela finalizou Miesha Tate no terceiro round. Na luta principal, Cris Weidman e Anderson Silva levaram para casa US$ 400 mil e US$ 600 mil, respectivamente.

+ Ronda e Cyborg: separadas pela balança

Em 2014, Ronda nocauteou Sara McMann no primeiro round do UFC 170. Mesmo sendo a estrela da noite, ela ganhou menos que Daniel Cormier. A lutadora engordou sua conta bancária com US$ 110 mil (US$ 55 mil de salário mais US$ 55 mil pelo bônus do triunfo). Já o peso meio-pesado recebeu US$ 160 mil (US$ 80 de salário mais US$ 80 mil pelo bônus da vitória).

No UFC 175: Weidman x Machida, Ronda venceu Alexis Davis e recebeu US$ 120 mil, o mesmo que faturou Urijah Faber. O “Califórnia Kid” também lutou no evento e superou Alex Caceres. O campeão dos médios levou US$ 450 mil, enquanto o brasileiro, US$ 200 mil.

Recomendado para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *