Clube da Luta

Frank Mir ‘pançudo’ e quatro brasileiros lutam no UFC desta quarta

Mir e Duffee se encaram na pesagem do evento | Foto: UFC/Divulgação

Mir e Duffee se encaram na pesagem do evento | Foto: UFC/Divulgação

O UFC desembarca em San Diego, na Califórnia (EUA), nesta quarta-feira, 15, para realizar o terceiro evento em cinco dias. A edição do Fight Night é encabeçada pelo veterano Frank Mir, que apresentou uma “barriguinha extra” na pesagem e foi alvo de piadas de Dana White, e pelo nocauteador Todd Duffee. Além dos pesados e de quatro brasileiros, o card reserva duas lutas interessantes nas categorias do peso leve masculino e do peso galo feminino.

Depois de nocautear Antônio Pezão no UFC em Porto Alegre, em fevereiro, Frank Mir respirou aliviado dentro da organização, após se recuperar de quatro derrotas seguidas. Mesmo assim, ainda vejo o veterano de 36 anos respirando “por aparelhos” no Ultimate. O tempo passou para o ex-campeão e, dificilmente, o veremos emplacar triunfos seguidos.

+ Boletim Semanal: McGregor reina, ‘Luta do Ano’, joelhadas voadoras e derrota cearense

Caso o gigante da American Top Team não se intimide com o veterano, que é o seu adversário mais expressivo, ele tem todas as ferramentas para apagar o barrigudo Mir. Dono de um cartel de nove vitórias e duas derrotas, Duffee venceu todas por nocaute.

"Parabéns para Frank Mir e Joe Silva", escreveu na legenda desta foto no Instagram.

“Parabéns para Frank Mir e Joe Silva”, escreveu na legenda desta foto no Instagram.

Antes de Mir e Duffee, Josh Thompson e Tony Ferguson fazem a penúltima luta do evento. Os dois atletas vivem momentos opostos na carreira. Enquanto “The Punk” amarga duas derrotas seguidas e caminha na corda bamba da organização, “El Cucuy” vem embalado com cinco vitórias, a últimas delas diante de Gleison Tibau.

Ainda no card principal, Holly Holm – considerada como uma verdadeira ameaça ao cinturão de Ronda Rousey – faz sua segunda luta no UFC contra Marion Reneau. “A Filha do Pregador” é uma máquina da trocação e já foi campeã mundial de boxe 18 vezes, em três categorias diferentes. No MMA, a loira tem um cartel invicto de oito vitórias e entra como favorita contra Reneau.

Holly Holm na pesagem | Foto: UFC/Divulgação

Holly Holm na pesagem | Foto: UFC/Divulgação

Os brasileiros entram em ação no card preliminar. O primeiro a pisa no octógono será Ildemar Marajó, que vem de vitória, encara o sparring de Anderson Silva, Kelvin Casey. O ex-campeão dos médios já elogiou o parceiro de equipe, na Black House, e alertou sobre o talento do americano. No UFC, Casey estreou em 2014 contra Bubba Bush, mas o combate ficou sem resultado depois que o atleta caiu no doping.

Igor Araújo é o segundo brasuca a se apresentar e enfrenta o perigoso Sean Strickland, o “Tarzan”. Em seguida, Rani Yahya bate de frente com o japonês Masanori Kanehara. Logo depois, Jéssica Bate-Estaca fica cara a cara com Sarah Moras.

O UFC Fight Night: Mir x Duffee não é um card para lá de animador. Porém, alguns encontros podem render nocautes e finalizações marcantes.

Redes sociais
Twitter: @lucasmota28
Instagram: @motasglucas
Fanpage do Clube da Luta

Recomendado para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *