Clube da Luta

Amanda Nunes se torna a 1ª brasileira campeã do UFC; Aldo conquista cinturão; Anderson Silva perde, mas é ovacionado

Amanda se emociona após a conquista do título histórico para o Brasil. Foto: UFC/Divulgação

Amanda se emociona após a conquista do título histórico para o Brasil. Foto: UFC/Divulgação

Amanda Nunes fez história na madrugada deste sábado para domingo, em Las Vegas. Ao vencer, por finalização, a americana Miesha Tate, a lutadora baiana se tornou a primeira brasileira campeã do UFC desde o surgimento da organização, no início dos anos 1990.

Coube a ela, com uma atuação de gala, que não deu chances para a adversária, que foi bastante castigada com golpes duros no rosto, selar, com um mata-leão, ainda no 1º round, a conquista do cinturão dos pesos-galos feminino, que um dia já foi de Ronda Rousey.

A noite dos brasileiros na histórica edição do UFC 200 teve ainda a rendenção de José Aldo, que derrotou o americano Frankie Edgar, por decisão unânime dos juízes, após 25 minutos em que atuou com muita sobriedade. O triunfo lhe rendeu o cinturão interino dos pesos-penas. Agora, Aldo tentará a unificação do título da categoria, contra o campeão linear, o irlandês Conor McGregor, que o derrotou em dezembro do ano passado.

Aldo de volta com o cinturão, mesmo que interinamente. Foto: UFC/Divulgação

Aldo de volta com o cinturão, mesmo que interinamente. Foto: UFC/Divulgação

Outro ponto alto da noite foi a luta entre Anderson Silva (o maior lutador de todos os tempos do UFC) contra o americano Daniel Cormier. Escalado para lutar a 48 horas do combate, após Jones Jones (que disputaria com Cormier o título dos meio-pesados) ter sido pego no doping e retirado do card, o brasileiro surpreendeu a todos, dando trabalho para o adversário, que mostrou uma forma impecável, enquanto Anderson não vinha em ritmo forte de treinos.

Cormier venceu a luta por decisão unânime dos juízes, com justiça, por seu domínio ao longo do combate, mas encontrou um Anderson Silva resistente, que suportou bem a pressão de seus golpes e ainda chegou a assustá-lo quando a luta esteve em pé.

Após a luta, Anderson é carregado por seu treinador, enquanto recebia os aplausos do público. Foto: UFC/Divulgação

Após a luta, Anderson é carregado por seu treinador, enquanto recebia os aplausos do público. Foto: UFC/Divulgação

Ao término da luta, Cormier, campeão dos meio-pesados do UFC, foi vaiado pelo público. Os aplausos e ovação da torcida foram todos para Anderson, que deixou o octógono no melhor estilo Rocky Balboa: derrotado no combate, mas duro na queda e vitorioso por todas as circunstâncias que envolveram a realização da luta.

Confira todos os resultados do UFC 200, que teve ainda outros brasileiros em ação:

Confira os resultados do UFC 200:

Card principal
Amanda Nunes finalizou Miesha Tate com um mata-leão no 1° round
Brock Lesnar derrotou Mark Hunt por decisão unânime dos jurados
Daniel Cormier derrotou Anderson Silva por decisão unânime dos jurados
José Aldo derrotou Frankie Edgar por decisão unânime dos jurados
Cain Velásquez derrotou Travis Browne por nocaute técnico no 1° round

Card preliminar
Julianna Peña derrotou Cat Zingano por decisão unânime dos jurados
Kelvin Gastelum derrotou Johny Hendricks por decisão unânime dos jurados
TJ Dillashaw derrotou Raphael Assunção por decisão unânime dos jurados
Sage Northcutt derrotou Enrique Marin por decisão unânime dos jurados
Joe Lauzon derrotou Diego Sanchez por nocaute técnico no 1° round
Gegard Mousasi derrotou Thiago Marreta por nocaute no 1° round
Jim Miller derrotou Takanori Gomi por nocaute técnico no 1° round

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *