Educação

Mudanças no Enade 2010

597 2

enadeO ministro da Educação, Fernando Haddad, disse ontem (06) que as questões do próximo Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade), no fim do ano, já serão formuladas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) e não mais pela empresa contratada para aplicar o teste.

No Enade de 2009, 54 questões, um total de 7%, foram excluídas por falhas nas perguntas ou respostas. O ministro considerou inaceitável o índice de anulações. A margem de tolerância, segundo ele, não deve ultrapassar 3%.

 Fonte: O Globo (RJ); Jornal do Commercio (PE); A Crítica (AM)

O principal objetivo do Enade é acompanhar o processo de aprendizagem e o desempenho
acadêmico dos estudantes em relação aos conteúdos curriculares da graduação.

 Os resultados poderão produzir dados por instituição de educação superior, categoria administrativa, organização acadêmica, município, estado e região.

Assim, serão constituídos referenciais que permitam a definição de ações voltadas para a melhoria da qualidade dos cursos de graduação, por parte de professores, técnicos e dirigentes.

No entanto, fico pensando até que ponto esses dados são realmente aproveitados para a melhoria da educação superior. Não vemos mudanças significativas nos currículos. Por exemplo, como podem os cursos de licenciatura não incluírem em suas grades disciplinas voltadas para o uso da tecnologia em sala de aula?

Aí quando vemos empilhados vários computadores, culpamos educadores, governos, dirigentes educacionais e esquecemos da formação básica. Ontem mesmo publiquei aqui um post sobre a distribuição de laptops em salas de aulas. Quem usará? Como? Por que?

Temos que pensar a educação na sua base. A sustentação só será possível se pensarmos globalmente. De nada adianta equipar se não tem quem saiba utilizar.

Um exame como o Enade, em minha opinião,  se torna inválido quando ainda existem milhões de cursos que não exigem uma monografia para sua conclusão. É difícil pensar em educadores que não conseguem ter uma produção mínima de escrita e leitura. E é na prática que aprendemos mesmo. Uma prova como essa, pode até medir os conhecimentos ainda bancários de nossa educação, mas na prática, torna-se mais uma avaliação sem contexto.

Recomendado para você

2 Comentários

  • Isabelle Rocha disse:

    Olá,Valeska!!!
    Tenho muita admiração pelo seu blog,inclusive tenho divulgado no meu simples e humilde blog, voltado para a Educação e Cultura, sobre esse local riquíssimo e inteligível de informações. E,gostaria muito da sua visita.O endereço é:isabelleducacao.blogspot.com
    Bom,estou de acordo com a decisão do ministro da Educação,Fernando Haddad.No entanto,aguardaremos posições e avaliações mais qualificativas,pois como você mesmo citou “Um exame como o Enade,em minha opinião,se torna inválido quando ainda existem milhões de cursos que não exigem uma monografia para sua conclusão”.De fato,é absurdamente inaceitável a situação de graduandos que finalizam os cursos sem saber fazer uma monografia,pois não sabem o valor que é a pesquisa,investigação,seja enciclopédica ou uma intervenção em sala de aula.Infelizmente há educadores que não possuem uma boa escrita e leitura,não conseguem sequer desenvolver suas ideias ou um projeto social e educacional no papel.
    Confesso que fico triste com alguns profissionais da educação,que apenas concluem o curso de licenciatura, e não buscam adquirir mais conhecimentos,principalmente, para proporcionar e desenvolver nos alunos a curiosidade e a pesquisa de novas informações.
    Parabéns pelo post e um abraço.

  • Belchior disse:

    Bom dia!
    Nao estudei qdo foi mais facil,hoje penop.
    Fico apenas vendo golpes e nao me sinto seguro em fazer cursos eliminiatorios.
    Tempo nao tenho para fazwer um supletivo,coisa assim.
    Nao seria possivel,me dar oritentaçoes precisas?Realmente tenho q concluir todops ops niveis anteriores ao ensino superior.
    Agradeço de antemao!!
    Abraço e bom final de Semana!! !!!!!

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *