Futebol do Povo

Fortaleza fez seu melhor jogo do ano na vitória sobre o Sport: 2 a 1 no Castelão

2302 50

Coincidência ou não, na estreia de Marquinhos Santos, o Fortaleza, especialmente no primeiro tempo, fez seu melhor jogo na temporada. Me refiro a aspecto tático desta partida, não ao que vem pela frente, afinal, o time tem se mostrado muito inconstante.

Em que pese o Sport não ter se apresentado bem, tem um elenco melhor e bem mais rico do que o Tricolor, análise que só aumenta o mérito do Fortaleza nesta quarta, ainda que não seja raro encontrar torcedores perguntando porque todo esse empenho não era visto com Flávio Araújo.

Assim, o 2 a 1 sobre o Sport, quinta rodada da Copa do Nordeste, deixa o Fortaleza com sete pontos e chances de classificação para a segunda fase faltando um jogo, contra o River, fora de casa.

Felipe e Juninho não podem ser reservas. São inteligentes e fizeram um lado direito muito forte e veloz. Anselmo marcou seu oitavo gol em 11 jogos, aproveitamento excelente. Oportunista, também deixou várias vezes seus companheiros em boa posição para finalizar.

Dudu Cearense teve postura correta e segura pelo lado direito do meio-campo. Ficou mais recuado, primeiro ao lado de Guto, que saiu machucado, e depois ao lado de Juliano. Everton usou a camisa 10 e fez valer a responsabilidade. Foi bem, aparecendo mais no ataque onde rende melhor. Mais objetividade nas finalizações é uma obrigação dele daqui pra frente, como fez Jean Mota, cada vez mais importante para o elenco.

No segundo tempo, entretanto, já com o 2 a 1 consolidado, o Fortaleza recuou demais. Marquinhos Santos tem responsabilidade nisso, certamente. Deu certo, mas foi um risco desnecessário. A defesa, que vinha falhando constantemente, teve uma noite positiva. De negativo, os torcedores que brigaram entre si com socos, chutes e arremessando cadeiras uns nos outros. Nenhuma surpresa. A violência no futebol é um reflexo perfeito da sociedade estragada atual.

Recomendado para você

50 Comentários

  • Bernardo Andrade disse:

    Esse é o estilo Marquinhos Santos…times técnicos, que quando saem na frente recuam totalmente….vai nos fazer sofrer mto esse ano! Se o acesso vier, será com direito à infarto! Parabéns aos jenios do departamento de futebol, que em detrimento do Moacir ser fraquíssimo, dispensaram o Valdir, agora com o Felipe machucado (dificilmente joga contra o CSC), teremos Edimar na lateral em pleno clássico! É muito sério com 2 meses de jogos, ter nada mais nada menos que 12 atletas no DM. Isso não é normal, é sinal de má pré-temporada e trabalhos fisicos deficientes! Em 29 anos, não me lembro de ter visto isso! Prejuízo gigantesco! Juninho titular absoluto nesse time, jogador muito inteligente! Para domingo, teremos um FEC completamente desconfigurado, veremos a capacidade de leitura de jogo do novo treinador!

    Bernardo, vc tem razão. É altíssimo o número de contundidos. Acidentes ocorrem, é normal, mas tem trabalho que poderia ser feito de forma melhor ai.
    FG

  • Hermes Antonio disse:

    Não sei se teve o dedo do técnico Marquinhos Santos nessa vitória. Mas certamente o que não teve foi o dedo do técnico Flávio Araújo. Manter Dudu e Felipe no banco era uma teimosia do Sapinho.

  • Lucas Lira disse:

    Boa noite FG,

    O fortaleza jogou muito bem contra o Sport e não sei se você vai concordar, mas taticamente o time foi perfeito hoje. Treinador armou o time muito bem no 4-1-4-1. Pensei que a saída do guto e do felipe iam comprometer o desempenho, mas não foi o que aconteceu. Acho que o erro do Flávio Araújo foi justamente não ter tentado mudar a forma do time jogar taticamente dentro de campo. Mérito do Marquinhos.

    Abraço,

    Lucas

  • REI LEÃO disse:

    BOM comentário, mas faltou dizer que o Fortaleza estava sem quatro titulares. Se bem que eu achei os substitutos melhores. O Dudu jogou demais, o Juninho e o Felipe têm de ser titulares mesmo, e o Jean Mota tá quase tirando o Daniel Sobralense da titularidade. O Edimar e o William Simões tiveram muita garra igual ao resto do time. NOTA 10 pro time. Agora vamos ganhar do canal imundo domingo, dia 13 de março. SAUDAÇÕES TRICOLORES!

  • Lucas Lira Machado disse:

    Olá FG,

    Por favor, gostaria que vc falasse sobre a confusão das torcidas (des)organizadas durante o jogo. Na minha opinião a diretoria do fortaleza tem que começar a cobrar os prejuízos financeiros que estão tendo com perda de mandos e multas, assim como fez o sport com a torcida deles lá. São empresas com cnpj e tudo mais.Na hora de vender Cd’s, camisas e bonés eles não reclamam de nada, mas na hora de pagar os prejuízos que trazem ao clube eles caem fora. Deveriam ser processadas por parte do juridico do fortaleza… algum ressarcimento financeiro deve ter em cima disso, ou vc acha que se um funcionário da coca cola chegasse na fabrica da pepsi quebrando tudo ia ficar por isso mesmo?! Acredito que o pensamento deve ser o mesmo…tá na hora de mudanças já em cima disso!!!

    Abraço,

    Lucas

    • Pimentel disse:

      Posso me meter com uma ideia. Uma delas pelo menos, tem CNPJ e DIRETORIA, prende todos os diretores, e cobra da TORCIDA, através do CNPJ os danos causados. A ACUSAÇÃO: FORMAÇÃO DE QUADRILHA.

  • Barbosa disse:

    O time Tricolor de Aço se houve muito bem contra o sport, mas continua perdendo muitos gols. Só o Juninho perdeu dois gols feitos; o Éverton perdeu um é também perderam gols o Dudu, que desaprendeu a chutar de longe e o Anselmo também perdeu outro gol feito. Mas turma, valeu pelo desempenho.

  • Barbosa disse:

    VITÓRIA NA GUERRA, LEÃO!

  • Max disse:

    Analise perfeita, parabéns Graziani.

  • Chico Caucaia disse:

    Zebra, time ruim tambem ganha uma….. simples… ah Brasil

  • Júlio Rocha disse:

    Difícil até de dizer quem não jogou bem.
    Percebe-se que foi uma postura semelhante ao jogo contra o guarasol. Digo, todos jogando na sua posição e de forma organizada.

  • Valterlan disse:

    Vale ressaltar a grande partida do Everton que foi o melhor jogador em campo, e também uma grande partida do Dudu cearense, e do Felipe e Juninho, queria também parabenizar o Edimar por ter dado a volta por cima, mostrando personalidade.

  • Henrique Honesto disse:

    Gostei do resultado do jogo do Fortaleza. O Leão agora precisa vencer o River/PI ou o empate também serve?
    Não assisti o jogo, mas você disse tudo. Acho que vou voltar a assistir o Futebol do Povo às 18:00 horas.
    Saudações Tricolores.

  • Dão disse:

    O pior é o pesadelo, que vem pela frente…

  • João Ximenes disse:

    TATICAMENTE, gostei mais do jogo contra o Guarany.
    O time tava mais POSTADO e ORGANIZADO em campo, com seus setores mais fixos e compactados, não deixando brechas entre um e outro, como também não ficavam correndo errado. ONTÉM andaram dando umas carreiras erradas, desgastantes e desnecessária(contusões foram o aviso).
    Tudo bem que os dois adversários são totalmente diferentes no que diz respeito a tudo do futebol. MAS guardadas as proporções, o futebol exige um padrão, independente de qual seja o adversário. NÃO tínhamos padrão de jogo e tá começando aparecer.
    Enquanto GUTO estava em campo, DUDU se mandou quando quis. Coisa que não aconteceu contra o Guarani. Os dois ficaram alí se ajudando o tempo todo, correndo pouco e evitando desgaste. SITUAÇÃO contra o Sport que deveria ter se repetido, pelo nível do adversário e a necessidade de trabalhar um padrão.
    Por conta disso, mais uma vez EVERTON se desdobrou em campo(melhor do jogo).
    Quanto entrou JULIANO no Guto, ai é que era pra Dudu ficar mais pois sabemos, Juliano é jogador de saída de jogo e não um PEGADOR. Pegador por pegador sou mais Dudu que ele(Juliano).
    MARQUINHOS deve ter notado essa diferença entre os dois jogos e deve começar por ai a CORREÇÃO do time, que diga-se, ERA o nosso maior problema até o penúltimo jogo.

    Falando do jogo, LEÃO DE AÇO mostrou que pode, deve, e tem de REAGIR.
    Com um TIME que anda numa “INHACA” infernal de contusões, precisamos que a diretoria corra ao mercado, uma vez que nesses 15, 20 dias começarão mais duas competições(Copa do Brasil e Czona).
    Não dá pra deixa de ir ao mercado com a limitação técnica e a falta de peça pra reposição da equipe.
    É preciso que encontremos: 2 laterais; 2 zagueiros(canhoto e destro); 2 volantes pegadores(temos pra saída de jogo aos monte e só Guto pra isso); 1 meia e mais 1 atacante de área. É quase um time inteiro, mas é o que NECESSITAMOS de fato. E isso é consequência do não acerto inicial nas contratações.

    Fizemos 2 bons jogos TATICAMENTE numa sequência, mas vimos que devido a tentativa de acerto no encontrar um PADRÃO DE JOGO, sofremos com CONTUSÕES o tempo todo(ontém sentiram bem uns 4 jogadores), e isso deve ser REAVALIADO pela comissão técnica e departamento físico. ALGO TÁ ERRADO.

    LEÃO DE AÇO, mais uma vez vai ter de VENCER o seu próximo jogo e ainda torcer pra que esse mesmo adversário(Sport) tropece mais uma vez, pois chegaria em primeiro do grupo, e evitaria assim a disputa contra outras equipes que estão em melhor situação de pontuação, pra ter chances reais de classificação.
    Foi criada a DEPENDÊNCIA, e dependemos dela pra nos garantir na próxima fase da competição.
    Pra mim, só em ter visto a equipe jogar ORGANIZADA, COLETIVAMENTE quase no ponto ideal e SOLIDÁRIA, jogadores correndo um para o outro, já me deixa satisfeito para o que vamos encarar pela frente.

    MERCADO DA BOLA JÁ DIRETORIA !

    FOI BOM.

  • Júlio Rocha disse:

    De fato o Leão se arriscou bastante chamando o Sport no segundo tempo. Mas acho que foi que nem o jogo de lá, em que eles tavam com o placas favorável s deu mais espaço para o Leão de Aço, com a diferença de fomos bem mais perigosos.

    Acho que o time jogou muita bola ontem, deixando aqueles que estão de fora em uma situação complicada, percebam que é muito difícil sacar o Jean Mota e botar o Sobralense. Da mesma, como tirar o Dudu e entregar a posição para o correia? Complicado.

    Temos boas chances de conseguir um bom padrão de jogo, visto que nos dois últimos jogos do Tricolor de Aço tivemos esse padrão, digo, essa organização.

  • Alves disse:

    Domingo terá o segundo round STJD?

    Vai já aparecer diretores de clubes para vociferar em alto e bom som que não foi a torcida do seu time. Como se fossemos cegos e não vissemos a multidão uniformizada e não soubessemos calcular aquela multidão uniformizada se enfrentando entre si enfurecidamente colocando em risco a vida da parte de torcedores que não vão para brigar.

    Cadeiras voando. Corpos caindo, apanhando. Prejuizo para o clube e para as pessoas, para a arena e para o futebol.

    Vejam a bela matéria do OPOVO ONLINE: “Mesmo com o time vencendo por 2 a 1 na arena Castelão, na Capital cearense, membros de torcidas organizadas do Fortaleza brigaram entre si durante o intervalo do jogo contra o Sport pela “Copa do Nordeste” na noite da quarta-feira, 9.

    Foi possível ver cadeiras sendo arremessadas pelos homens que causaram a confusão. Com a violência, o medo tomou conta de algumas pessoas que estavam presentes no local. Para contornar a situação, foi preciso o trabalho da Polícia Militar do Ceará (PMCE).

    O POVO Online tentou entrar em contato com o Batalhão de Políciamento de Eventos (BPE), mas as ligações não foram atendidas.” Concluiu a matéria.

    Como não são torcedores do Fortaleza senhores dirigentes?
    Se são torcidas organizadas, uniformizadas, tem o nome social de torcida, possuem CNPJ, sede, diretoria, presidente, sócios, como não são torcedores do clube? Porque ess cumplicidade se você são os que alimentam financeiramente a serpente.

    Vai ficar dificil acreditar que aquela parte que não brigou vá domingo para o estádio.
    O mesmo acontecerá com grande parte da torcida do Vozão que não concorda com os que brigam.

    O jogo de Domingo teve a sua festa comprometida diante do barraco que as organizadas do Fortaleza armaram ontem desnecessariamente.

    A promiscuidade entre diretorias que se sucedem nos clubes com essas torcidas organizadas violentas e arroaceiras que derrubam até treinador é uma realidade insofismável e antiga no futebol brasileiro, por isso mesmo a lei é sábia em punir o clube.

    Até hoje a torcida do Fortaleza foi a que armou mais barraco no castelão. As punições ao clube são brandas e sempre se encontra um recurso amigo ou um jeitinho brasileiro para amenizar e o clube não cumprir toda. Até copa dos campeões inventaram.

    Já virou moda essas torcidas organizadas do Fortaleza quebrarem estádios e agredirem outros torcedores sejam do seu clube sejam do clube adversário.

    Seja na vitória seja na derrota.
    Vão para ao estádio só para brigar nos terminais de ônibus nas arquibancadas.

    Não é possivel que o STJD não resolva dessa vez punir severamente o Fortaleza cúmplice dessas torcidas, para acabar com essa moda que elas tem de brigarem dentro e fora dos estádios.

    É a minha opinião, respeito os que pensam diferente.
    Mas a cumplicidade administrativa é que alimenta financeiramente essas torcidas. Tirem esse alimento financeiro delas que seus lideres desocupados somem. Eles estão onde está o dinheiro. Eles sem dionheiro desaparecem e elas sucumbem.

    Só há uma maneira de atingir o crime organizado. Cortar a verba.

    A grande amioria da torcida do Fortalez e do Ceará querem uma punição definitiva que sirva de exemplo para elas e para outras torcidas organizadas de todos os clubes do país.

    Domingo tem o segundo ROUND podem esperar.
    Vai começar nos terminais de ônibus continuar na Arena e terminar novamente nos terminais de ônibus. Querem apostar?

    Saudações pela paz nos estádios.

  • LeaonaSerieB disse:

    Realmente, foi a melhor, mas a grande diferença é que lá não tivemos a sorte necessária para colocar a bola para dentro e o Sport teve sorte de sobra pra colocar pra dentro as 2 únicas chances que tiveram. Aqui fizemos uma grande jogada no 1o. gol e aproveitamos uma falha da zaga do Sport no 2o. segundo gol e para compensar a nossa zaga também deu uma entregada – não tão grande como a do 2o. gol da gente – para deixar o Sport menos triste.

    Na segunda etapa, o Leão teve umas 2 boas chances, mas voltou a ser o Leão que jogou lá em Recife que errava no momento decisivo. Já o Sport passou o tempo todo jogando bola na area, como fez no 1o. jogo, mas não teve a sorte de encontrar a cabeça de alguem bem posicionado, como aconteceu na 1a. partida, senao a gente poderia até ter perdido ou empatado.

  • vovô piedoso disse:

    como tinha previsto para o FEC. Agora espero final alencarina, tupiniquim, da CN, que era para ter acontecido em 2013.

  • Magal disse:

    Imagine se não tivesse ganho, não tinha ficado uma cadeira. Sofre o nosso estadio com essa torcida desesperada. Reflexo de 8 anos de serie C.
    Brigam entre si. É muito desespero!

  • João Souza disse:

    Graziane, concordo que a violência é um retrato da sociedade, porém nos jogos do Fortaleza esse problema vem se repetindo inúmeras vezes. Fato que não se observa, do mesmo modo, no nosso rival. A diretoria deveria romper com qualquer relação com esses marginais das torcidas organizadas, tais como proibição deles usarem a marca do Fortaleza, bem como correr atrás judicialmente para obter a reparação dos prejuízos e a proibição desses marginais frequentarem os estádios. Atualmente eu já estava deixando de ir com frequência, agora, ao se deparar com mais uma cena dessas eu não irei mais. Vários times já romperam com esses vermes, exemplo Palmeiras e Cruzeiro. Não da mais para admitir um futebol com esses personagens.
    Quanto ao jogo, acho que o time se apresentou bem, taticamente equilibrado, e mostrando o que queria,sem se acovardar para um time mais forte tecnicamente.
    O que chama atenção também, são os excessos de contusões, o que demonstra uma grande falha no planejamento e uma incompetência dos fisiologista do Leão. Espero que a diretoria observe esse aspecto.
    Parabéns pelo post.

  • LUIZ CARLOS disse:

    O que tem que ser dito e não é: A pré temporada e os treinos técnicos e físicos foram muito ruins; estão aí na nossa cara pra todo mundo ver que: 1- Após a saída do FA o time tem outra postura e 2 – A quantidade de contudidos (Problemas musculares).
    Não entendo por que a impressa não liga ou pelo menos tenta não ligar, esses fatos ao treinador FA. Cara, ficarmos aqui tentando emplacar atleta ou treinador da terra por fina força não vai significar evolução, para mim não tem essa se é daqui ou dali, o profissional tem que ser competente e ponto.

  • MATA MATA MATADOR ALVINEGRO disse:

    Pronto!!! O Barcelona do Nordeste voltou.

    Vamos ver domingo se esse timinho aguenta…

  • Diego Sousa Lopes disse:

    Oi Graziani, bom dia!!!!

    Sobre o jogo, espetacular. Time taticamente quase impecável (não posso dizer perfeito porque perfeição só Jesus quando veio a esse mundo e deu sua vida por nós). Bem distribuído em campo e com muita vontade e garra, coisa que não vimos nesses últimos jogos do Fortaleza, tanto no Cearense como na Copa do Nordeste. Chega até ser surreal a gritante diferença, sendo que apenas foram feitos ajustes e um bom papo na lateral de campo com o novo treinador. Merecida a vitória de ontem, com todos os méritos possíveis que podemos imaginar.

    Sobre a confusão, infelizmente fico triste quando vejo essas coisas. Afinal quem não fica? É uma vergonha tudo isso que ocorreu e aconteceu. Não adianta se comentar em público ou ficar indignado com isso porque infelizmente ficam apenas nas palavras. Enquanto não houver atitude dos nossos governantes ou da Segurança do Estado para realmente erradicar esses vândalos travestidos de torcedor ficaremos vendo essa vergonha dia após dia. Como posso sair de casa e ir torcer pelo meu time, chamar amigos para o estádio sabendo que posso não vir a chegar em casa? É simplesmente lamentável…..

    Fica aqui meu desabafo. E como torcedor apaixonado que sou pelo futebol, sempre espero que tenhamos dias melhores, afinal temos que crer que tudo isso possa um dia acabar. Espero no fundo do meu coração que quando meu filho nascer, eu possa levá-lo ao estádio em segurança e mostrar a ele como é bom torcer, independente do time que ele escolher, assim como meu pai fez quando eu era criança.

    Sem mais,

    Diêgo Lopes

  • Valterlan disse:

    Jajá vai aparecer torcedor zebrada afirmando que a vitoria do Ceará foi mais expressiva, porque foi em cima do poderoso Mengão do Piauí, lanterna da sua chave e que não fez um gol sequer na copa do nordeste

  • Robson disse:

    É por isso que não é prudente fazer determinadas previsões antes da bola rolar. Quando muitos já davam o Fortaleza EC como carta fora do baralho, o tricolor de aço encontra forças para dobrar o “dono de pernambuco”.

    O Fortaleza EC enfrentou um dos melhores times do nordeste, único representante nordestino na elite nacional no ano passado, acostumado a vir aqui só buscar os 3 pontos quando enfrenta o time preferido do TJD-CE, e tal como no ano passado, saiu daqui derrotado pelo maior time do estado. Evidentemente é cedo demais para determinadas considerações sobre o trabalho do “inexperiente” treinador tricolor, mas a diferença tática e anímica do time estava evidente.

    Quanto aos lamentáveis fatos observados entre as duas torcidas organizadas, não é de hoje que defendo a responsabilização criminal e civil desses marginais, mas é curioso que essa indignação de alguns não apareça quando trata-se de badernas promovidas por outra grande organizada da capital.

    Mas isso é assunto policial e deve ser tratado como tal, não tirando porém, o brilho da grande vitória tricolor, apesar do evidente desejo de alguns inconformados.

    Saudações Tricolores.

  • Valterlan disse:

    O mais engraçado é que os anjinhos da Cearamor no ultimo jogo do Alvipreto em sobral quebraram várias cadeiras no junco, só pra mostrar que existem bardeneiros nas duas torcidas

    • Robson disse:

      Não esqueça que esses mesmos “monges tibetanos” da torcida organizada alvinegra além da quebradeira e confusão, conseguiram a façanha de derrubar um muro do estádio. Episódios de baderna em estádios brasileiros é uma triste e deprimente rotina, mas convenhamos que em nenhuma delas há notícia de que uma torcida derrubou um muro, é um feito tão sui generis que chega a ser folclórico.

      É curioso, embora não inédito, que os mais empenhados em cobrar punição à instituição tricolor pelo últimos episódios, guardem um silêncio sepulcral a respeito dos tristes fatos envolvendo a própria torcida.

      Está claro, e não é de hoje, que coerência não é algo que se possa exigir de certos torcedores.

      Saudações Tricolores.

      • Leandro Gonçalves disse:

        Impossível ficar calado! O Robson acaba caindo no comum : deixa a emoção de torcedor se sobrepor à razão…O seu objetivo é único e exclusivamente fazer comparações entre os 2 times,onde tem mais vândalos,quem quebra mais…Isso é patético! Melhore…Já que você se julga de uma inteligência e senso fora do comum,acrescente algo de valor,e não apenas induza a cada vez mais um debate onde todos perdem e que já está óbvio que só existem perdedores,de ambos os lados…
        Como torcedor do CEARÁ,eu sei que os atos de ontem,não representam a torcida do Fortaleza,de maioria cidadã,na qual tenho muitos amigos…Da mesma forma,as organizadas alvinegras não representam a real torcida alvinegra…
        Eu pensei que você tinha a mínima capacidade de análise de uma situação.Ledo engano. Você faz parte do comum,da burrice arraigada e de mente tacanha…Que feio para alguém que aparentemente,é da área jurídica…Isso explica o nosso momento institucional no Brasil. Lamentável!

        • Robson disse:

          Primeiramente, não há necessidade de escrever que para você “é impossível ficar calado”, isso já é evidente há tempos. Mas há uma diferença entre “ter que dizer algo” e “ter algo a dizer”, sua patologia (e de alguns outros alvinegros) enquadra-se no primeiro caso.

          No blog “Gol” deste mesmo jornal já travou-se discussões homéricas sobre isso e minha posição foi sobre a mesma e sempre clara: é preciso punir exemplarmente esse tipo de “animal”-que não deve ser chamado de “torcedor”- que não ajuda em nada o clube e ainda o prejudica. Há meios legais e tecnológicos para isso, faltando apenas vontade de fazê-lo.

          Coerência, no discurso e nas ações é algo essencial, mas isso você só vai entender quando se dedicar mais à informação e menos às adivinhações e aos augúrios do jogo de búzios.

          Saudações Tricolores !

          • Leandro Gonçalves disse:

            O mesmo joguinho semântico /gramatical de sempre…O que seria isso se não apenas “dizer algo “?
            Não duvido que você defenda o uso de uma punição aos verdadeiros culpados,existe uma tênue linha entre a hipocrisia e a verdade.Termina aí a sua alegada coerência! Porque é justamente nas ações,baseadas nos seus discursos aqui no blog,que você se insere no grupo dos anencéfalos,que apenas tenta colocar em evidência e comparar os descalabros da parte podre de ambos os lados,mas sempre no sentido de pôr lenha na fogueira. Nessa situação em questão,não cabe tentar criar parâmetros ou mensurar quem produz mais danos nos estádios,a tuf ou a Cearamor. É contravenção e ponto final.

          • Dam disse:

            Quando acusamos sere humanos de animais, simbolizando sua irracionalidade, ignoramos que somos também portadores dos mais primitivos sentimentos. Se são inferiores moral e intelectualmente, se têm comportamentos de marginais? Quando os acusamos de animais, estamos revelando nossa inferioridade moral e completa ignorância sobre o que é humanidade e sua complexidade em termos de relações sociais em um país socialmente injusto e desigual.

      • DÃO disse:

        ALÉM DE FANÁTICO E DOIDO, PARECE QUE SOFRE DE ESQUECIMENTO CRÔNICO, QUANDO LHE CONVÉM,
        ESQUECEU QUEM DERRUBOU A ALAMBRADO DO PV, TUDO ISTO, VOU TI LEMBRAR; É O TRAUMA DE 7 EU DISSE 7 ANOS DE CCCCCCC….

      • DÃO disse:

        Com toda sua pseudo sabedoria, um erro não justifica outros, você sempre busca culpar os outros pela falta de civilidade dos tricolezas. Arre égua.

  • Chico Caucaia disse:

    Furtaleza é reincidente em casos de brigas e quebrar cadeiras, ontem uma unica torcida é acontece de quebrar quase 100 cadeiras…. alo STJD……. deve pegar uma pena pra moralizar ou então liberar logo para luta livre…. Ah Brasil

  • Chico Caucaia disse:

    Em mais de dez jogos o time não presta, agora é Real Madri de Acaracuzinho…..ah Brasil

  • Ernesto Matos disse:

    A equipe melhorou, não sei se foi uma atuação única ou se podemos contar com um time mais consistente a partir de agora, até por que é um quebra quebra de fazer dó, cada jogo saem dois ou três jogadores contundidos, não permitindo uma continuidade do trabalho, a direção deve estar de olho nesta questão. Quanto a torcida eu já venho dizendo a bastante tempo, tem que ser responsabilizado os agentes da violência, enquanto estiverem livres para externar a agressividade e truculência, estas pessoas vão continuar agindo assim, devem ser identificados responsabilizados criminalmente e punidos conforme a lei. Não adianta ficar punindo os clubes, não vai resolver. Até porque não é só o Fortaleza que tem torcida com este comportamento, os santos de parangabussu, também praticam violência no seus jogos, não sei porque não é dado o mesmo destaque pela nossa mídia.

  • Célio disse:

    A torcida do Fortaleza – cadeiras voam, o Castelão se quebra! – resolveu prejudicar o time definitivamente?

  • Tom Tricolor disse:

    Graziani, você escreve bem, fluentemente e com uma análise responsável do futebol, mas esse seu primeiro parágrafo aí não ficou meio ruim não?
    Refiro-me a você ter feito uma colocação sobre o bom momento vivido no jogo, e depois fazer uma referência ao que vem pela frente no contexto, meio inadequada. Mera questão gramatical.
    Siga em frente, rapaz. Você tem muito talento.

    Obrigado pelo incentivo. Era isso que estava precisando.
    FG

  • Tom Tricolor disse:

    Quanto a esses marginais que lotam nossos estádios, eu só quero saber o que mais vai ser preciso acontecer para o tal Ministério Público agir e acabar com essa bandidagem?.E se não agir? a que santo o torcedor comum vai poder recorrer para se ver livre desses bandidos organizados e curtir seu futebol em paz?

  • EuCarlinhosBalaOficial disse:

    Essa torcidinha dos colorido ta totalmente desesperada com esses 13 anos de serie C. Essa briga e reflexo do desespero!!!

  • Rogério Santos disse:

    Coincidência ou não, duas vitórias convincentes. Nesse curto prazo a melhoria foi evidente. Não temos como garantir que a mudança será positiva no longo prazo. Vimos um time totalmente ligado, compacto, e com atuações bem consistentes de todos os jogadores, até dos que foram mais discretos. Berna muito seguro. Felipe e Juninho muito afinados. Guto(Juliano), Lima e Simões(até ele) bem regulares. Edimar esteve mais confiante, inclusive quando foi pra lateral. Dudu joga fácil, é lento mas faz o time jogar rápido com seus toques precisos. Everton o melhor, Jean Mota ótimo. Anselmo na dele, bom pivô e goleador. Sinceramente, não senti falta do Correa (até porque não gosto do seu futebol). Time retomou a evolução tática e técnica que tinha se perdido. Mas os aspectos físico e médico têm que ser revistos. Vamos esperar e torcer. Pouco podemos fazer além disso. Aliás, quem fez mais que isso ontem envergonhou nossa gente no castelão.

  • Edson zaranza disse:

    Deixei de para o estadio por causa do vandalismo,dos vagabundos,pela falta de segurança,se eu for dizer tudo vai dar pra encher uma pagina toda.Tenho saudade do tempo em que eu levava minha familia pro jogos,mas eu fico em casa ouvindo ou assistindo,do jeito que estar nunca mais boto meus pés no estadios, infelismente.

  • Robson disse:

    Notícia de hoje dá conta que o Ministério Público cearense tenta impedir a entrada das organizadas em estádios portando materiais que as identifiquem. Com todo respeito à nobre instituição, é o tipo de medida ineficiente e demagógica.

    O Brasil poderia aprender com a terra da Rainha que sofreu com o “hooliganismo” durante anos. Aliás, a violência dos hooligans ingleses resultou na suspensão das equipes do país de todas as competições europeias durante 5 anos e isso não resolveu absolutamente nada. Lá, sabe-se a algumas décadas que punir o clube não resolve.

    Outra tentativa inglesa foi isolar os hooligans dentro dos estádios, não só não funcionou como ainda causou a maior tragédia do futebol inglês: Hillsborough, com a morte de 96 torcedores.

    O problema só foi resolvido quando as autoridades resolveram sair da retórica inflamada para a prática: melhoria nos estádios, proibição de entrada para torcedores violentos e responsabilização penal individual dos mesmos. Assim que um hooligan é localizado, é retirado do estádio à força se for preciso.

    Hoje a Inglaterra tem a melhor liga nacional do mundo, há casos episódicos de violência no futebol, mas em geral são exemplarmente punidos, não com ônus ao clube, mas com responsabilização direta e pessoal dos marginais disfarçados.

    Enquanto isso, aqui no Brasil, vivemos de promessas e discursos de ordem a cada novo espetáculo deprimente de violência ligado ao futebol.

    Saudações Tricolores.

  • Laécio Vidal disse:

    O FORTALEZA E. C. não é Real Madrid coisa alguma, será sempre o maior campeão do estado, mas fazendo uma comparação entre os grupos da copa do nordeste e do cearense!!! não tem como comparar a fragilidade do grupo que o time do canal pegou, time que joga 700 minutos como o flamengo do Piauí e não consegue fazer um gol e ainda assim sai comemorando como se tivesse ganho de um Bahia ou mesmo Sport fala sério!! é por isso quado pega um time melhor fica a ver navios.

  • galego disse:

    Concordo com você Robson. Eu ainda digo que a PM está lá pra cumprir seu papel que é fazer opressão momentânea da violência, o que é pouco, principalmente quando se trata de dezenas de milhares de pessoas. O caminho certo é a investigação preventiva: Policiais civis á paisana estrategicamente localizados no estádio, nos arredores, nos percursos ao estádio e finalmente nos terminais. Isso com filmadoras pra documentação dos possíveis delitos para posterior enquadramento dos devidos elementos e ação judicial. Conforme cada caso, que se prendesse esses mal elementos e se aplique o rigor da lei, se bem que nem precisaria do rigor, se aplicassem devidamente a lei. Agora, com história de cestas básicas, aí meu amigo…..

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 − 3 =