Futebol do Povo

Início do Fortaleza na Série C não supera 2014 e 2015, mas atual trabalho é melhor em conceitos

915 20

Por André Victor Rodrigues

A análise de números no futebol é um terreno dúbio. Pode nos ofertar constatações ou ilusões. Isso porque não há fórmulas para definir com objetividade as percepções sobre o desempenho de times e atletas – é por isso que existem os longos debates, algo que este blog exemplifica bem.

O início do Fortaleza nesta edição da Série C do Campeonato Brasileiro traz à tona mais um caso de como podemos enxergar os dados para além do caráter comparativo. Nas cinco rodadas da competição até aqui, os tricolores alcançaram a marca de 10 pontos em quatro jogos. A marca é inferior a das duas últimas temporadas. Em 2015, o time somou 13 pontos ao fim da 5ª rodada, enquanto em 2014 chegou a 11 na classificação do Grupo A.

Em detalhes de produção em campo, o time de 2016 foi mais vazado do que em 2014 (um gol sofrido contra dois em 2016) e fez menos gols do que em 2015 (dez gols anotados ano passado contra oito na atual campanha da Terceirona).

Significa, então, que este ano o time inspira menos confiança do que aqueles sob o comando de Marcelo Chamusca? Não exatamente.

Mesmo com o início inferior em aproveitamento, o time treinado por Marquinhos Santos traz proposta mais sólida no que diz respeito à implementação de padrão de jogo. O trabalho é melhor em conceitos, e isso faz a diferença quando se tem pela frente tantos adversários diferentes e percalços na fase de grupos e (principalmente) no mata-mata. Para além da mobilidade do time e da polivalência de peças do elenco, hoje há mais estudo, análise sobre o desempenho de cada jogo e planejamento para encontrar antídotos para as deficiências apresentadas jogo a jogo.

Marquinhos sabe reconhecer quando pontos de sua proposta para os 90 minutos não estão oferecendo efetividade, algo que não ocorreu no trabalho de Chamusca nos últimos dois anos e fez muita falta em momentos cruciais – basta lembrar das insistências num esquema tático enrijecido e pouco aberto a mudanças feito em 2015. Radar titular contra o Brasil de Pelotas, Pio na reserva, algumas convicções questionáveis que custaram caro. Hoje as variações táticas, “quebras no sistema”, geram mais credibilidade sobre a capacidade do Leão superar desafios.

Vale lembrar que a atual equipe conquistou os 10 pontos – e o topo da tabela de classificação após a 5ª rodada – lutando contra problemas de lesões no Departamento Médico. Além disso, o elenco sofreu com as saídas de Dudu Cearense e Jean Mota, que estavam no time titular. São mais pontos que geram abertura para interpretações sobre o grosso dos comparativos numéricos. Neste ponto, também há de se destacar a capacidade da atual comissão técnica buscar alternativas dentro do grupo para manter um nível satisfatório nas atuações.

O empate de estreia contra o River-PI e a derrota para o ABC-RN, ambos os jogos realizados no Castelão, serviram de alerta para o Fortaleza. Mas, sem teimosia, o atual técnico já mostrou competência de estudar a fundo os equívocos passados para amadurecer a equipe pensando no andamento da competição. A qualidade de assimilar lições em 2016 traz à atual campanha expectativa diferente sobre o clube tricolor.

Recomendado para você

20 Comentários

  • Matheus disse:

    André, o Graziani volta quando?

  • João Ximenes disse:

    Pra mim: “JOGO DE ONTEM JÁ NÃO SERVE PRA HOJE.”
    Ficar fazendo COMPARATIVOS só, cada vez mais, vai nos distanciar da realidade.

    Mas, pra não fugir muito do TEMA, diria que hoje, LEÃO DE AÇO, tem um PADRÃO DE JOGO mais definido.
    Anos anteriores oscilávamos muito devido as muitas indefinições táticas dentro dos jogos, enquanto que hoje, essas indefinições não mais existem.
    No entanto continuamos oscilando no que diz respeito ao APROVEITAMENTO ofensivo.
    Outro DIFERENCIAL este ano são as claras DEPENDÊNCIAS individuais constatadas com as saídas de DUDU, JEAN, e mais a contusão e consequente saída de EVERTON da equipe.
    No entanto, essa é uma SITUAÇÃO criada, devido ao PADRÃO DE JOGAR definido pelo MARQUINHOS SANTOS que, prefere não ficar mexendo nas peças, mas que deveria ter um plano “B” pra quando acontecimentos dessa natureza(perda de jogador por suspensão, saída, contusão).
    Anos anteriores, mexia-se na equipe a revelia, e muitas vezes sem uma lógica tática, técnica e/ou critério.

    PADRÃO DE JOGAR esse – na minha opinião -, SACRIFICANTE pra todos os setores, visto que com a mesma “facilidade” desgastante que chegamos ao ataque(pra chegarmos partimos do nosso campo), somos atacados pelos adversários devido a necessidade de saída dos jogadores, pois quem está pra tentar puxar e armar esses nossos ataques, são as mesmas peças que estão pra defender(Felipe, Correa, Pio, Juliano).
    HOJE, diga-se.

    Antes(este ano ainda), mantínhamos um revezamento no meio das ditas peças que saíram da equipe(Dudu, Jean, Everton), onde ficava sempre um pra pegar e arrastar essa bola partindo do meio até a aproximação do atacante ANSELMO que ficava mais dentro do campo adversário, e que nesse PADRÃO DE JOGAR, está a fazer essa função(pegar bola no meio).
    Só que ele tem de chegar na área também e tentar DEFINIR a jogada em gol(esbaforido), já que ele parte do nosso campo.
    Querem COMPARAR ? então contém os gols marcados por ANSELMO antes e depois da saída das três peças.

    A muito dizemos que MARQUINHOS precisa URGENTEMENTE refazer logo esse nosso lado esquerdo que ainda conta com EVERTON e SIMÕES(pô… só falta mais uma peça).

    Por conta disso(padrão de jogar e perda de jogadores), jogamos com 4 volantes(Felipe, Pio, Correa, Juliano) e nos falta o homem que poderia fazer com que a bola chegasse ao atacante ANSELMO que pra pegar nela(bola) tem de vir buscar.

    Fosse EU, tiraria um volante(Correa pela nítida falta de ritmo); entraria com um LATERAL lateral pelo lado direito; levava FELIPE pra dele(volante); e arrastava JULIANO, que é canhoto, pra fazer essa função que fazia JEAN pelo lado esquerdo(lembrando que Juliano marca mais o lado direito onde já tem Felipe, Pio e Correa que são destros).

    TIME: Berna, Railan(?), Lima(Erivelton), Edimar, Simões; Felipe, Pio, Juliano, Clebinho(Natan), Maranhão(Leozinho), Anselmo.

    DIFERENÇAS e COMPARAÇÕES a parte, diria que mesmo com a INSISTÊNCIA do MARQUINHOS no PADRÃO DE JOGAR, estamos mais sólidos DEFENSIVAMENTE(apesar dos muitos sufocos que sofremos), com SORTE, e precisando encontrar logo PEÇAS que possam vir a ajudar quando tivermos pra ATACAR.
    Encontrando esse EQUILÍBRIO entre os SETORES, vamos conseguir finalmente desatolar dessa maldita Czona.

  • Abílio disse:

    Para formar uma boa equipe de futebol, o clube tem q investir forte e contratar jogadoras de qualidade e tb valorizar suas categorias de base. esta combina cão produz uma boa equipe. Como os dois clubes local não fazem nem uma coisa nem outra continuam atolados em suas respectivas divisões. a contratação apenas de jogadores meia-boca nada resolve.

  • Robson disse:

    André, você quer realmente matar alguns alvinegros de ataque cardíaco com tantos predicados ao trabalho do Marquinhos Santos, não é ?!

    Hehehehe…

    Brincadeiras à parte, você tem toda razão. A filosófia e modo de jogo do Fortaleza EC este ano é muito diferente dos anos anteriores.

    O time tem hoje repertório muito maior do que um simples sistema 1-10 que algumas mentes binárias criaram por aqui.

    Se isso vai produzir um resultado diferente é impossível de saber agora, exceto para alguns com dons paranormais que garantem que o tricolor de aço não sobe nunca, mas a verdade é que ainda tem muito campeonato até o mata-mata.

    Saudações Tricolores.

  • REI LEÃO disse:

    Acho que uma derrota aleatória não serve de parâmetro para dizer que o REI LEÃO está caindo de produção. Na série B o Vasco perdeu em casa de 2 a 0 é logo depois venceu fora de casa. Derrapadas existem. O REI LEÃO só não pode derrapar no mata-mata.
    REI LEÃO DE VOLTA À SÉRIE A.
    SAUDAÇÕES AO REI LEÃO!

  • REI LEÃO disse:

    Acho que uma derrota aleatória não serve de parâmetro para dizer que o REI LEÃO está caindo de produção. Na série B o Vasco perdeu em casa de 2 a 0 é logo depois venceu fora de casa. Derrapadas existem. O REI LEÃO só não pode derrapar no mata-mata.
    REI LEÃO DE VOLTA À SÉRIE A.
    SAUDAÇÕES AO REI LEÃO!

  • Helio Franco disse:

    Gostei do texto, André. Gosto do trabalho do Marquinhos. Para mim, o padrão de jogo existiu efetivamente até antes do jogo contra o ABC. nas partidas contra o Flamengo foram o ápice. Penso que doravante o Marquinho tem um novo e grande desafio. Refazer um padrão de jogo eficiente com as peças que restaram disponíveis e as novas que chegaram, as quais tem características distintas das peças que saíram. Entrosamento, encaixe. Tomara que consiga.

  • Helio Franco disse:

    Gostei do texto, André. Gosto do trabalho do Marquinhos. Para mim, o padrão de jogo existiu efetivamente até antes do jogo contra o ABC. nas partidas contra o Flamengo foram o ápice. Penso que doravante o Marquinho tem um novo e grande desafio. Refazer um padrão de jogo eficiente com as peças que restaram disponíveis e as novas que chegaram, as quais tem características distintas das peças que saíram. Entrosamento, encaixe. Tomara que consiga.

  • CARLOS LIMA disse:

    o esquema de jogo do Marquinhos Santos é apenas o (1-10 ) o Goleiro e 10 jogadores a sua frente na linha da grande área. fica levando pressão do adversário o jogo quase todo, confiando que o Berna ou o seu substituto seja ao fim do jogo um dos melhores em campo.
    como aconteceu nos 2 jogos contra o Ceará. como aconteceu nos jogos contra o Flamengo.

    é um sistema de jogo ineficiente quando enfrenta um adversário que tenha um pouco de
    qualidade, e que jogue da mesma forma, (1-10) explorando os contra ataques. assim como
    fizeram o River e o ABC.

    ou seja, o Marquinhos só sabe jogar no erro do adversário, quando o adversário fica fechado atrás, quando o adversário possui jogadores rápidos no contra ataque..o esquema (1-10 ) do Marquinhos..não funciona.

    e pior ficou agora, com as saídas do Jean Mota, DuDu Cearense, e as contusões do Everton e do Pio . que eram os principais jogadores no esquema (1-10 ) do Marquinhos Santos..

  • CARLOS LIMA disse:

    o elenco do Liaum (14 anos na Série C) é grande em quantidade, mas é pequeno em qualidade.
    dos 35 jogadores que treinam no campo de Treino (Alcides Santos ) se tiverem 3 jogadores
    com qualidade , tem muito. o Everton, o Jean Mota (foi embora ) e talvez um ou outro.

    para conseguir o acesso tem que ter um elenco de qualidade..e não apenas 3 ou 4 jogadores.

  • Rogerio Santos disse:

    Ops. Corrija os anos aí. No mais análise bastante coerente. Parabens!

  • MATA MATA MATADOR ALVINEGRO disse:

    Prepara o couro, negada! O carcará vai pegar vocês de jeito e aí o liaunzin vai começar a descer a ladeira. Talvez não chegue nem no Mata – Morre. Aí, vai ser a glória e mais um ano na Czona. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  • MATA MATA MATADOR ALVINEGRO disse:

    Prepara o couro, negada! O carcará vai pegar vocês de jeito e aí o liaunzin vai começar a descer a ladeira. Talvez não chegue nem no Mata – Morre. Aí, vai ser a glória e mais um ano na Czona. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  • CARLOS LIMA disse:

    vejam esses resultados, e depois reflitam e digam qual é o maior time do nosso Estado:

    (2012) Oeste eliminou o Liaum no Mata-Mata (1×1, 3×1)
    (2014) Macaé eliminou o Liaum no Mata- Mata ( 0x0, 1×1 )
    (2015) Brasil de Pelotas, eliminou o Liaum no Mata-Mata (1×0, 0x0 )

    OBS: em 2015, o Ceará jogou duas vezes contra o Macaé, venceu as duas (2×1,1×0)
    em 2016 o Ceará enfrentou o Oeste e venceu (1×0)
    em 2016 o Ceará enfrentou o Brasil de Pelotas e venceu (3×0)..

    agora respondam: quem é o MAIOR do Nosso Estado ???

  • CARLOS LIMA disse:

    um conselho para o Marquinhos Santos, antes de começar o jogo aqui na Arena Castelão, faça uma reunião com o treinador do time adversário, e faça um pedido a ele :- por favor, o meu time só sabe jogar no contra ataque, eu lhe peço por caridade, não fique com o seu time todo
    atrás, por favor mande o seu time para frente, somente assim o meu esquema de jogo poderá
    funcionar, o River do Piauí jogou todo atrás, e o meu time empatou (1×1). o ABC jogou atrás se fechou, e ficou jogando no contra ataque, e ao final venceu (1×0) quando deveria ter sido (4×0)

    o Marquinhos Santos, só sabe jogar no esquema (1-10), quando ele tem que jogar contra um adversário que joga no mesmo esquema dele (1-10) o Marquinhos não sabe como vencer
    a não ser quando o adversário é muito fraco..(Cuiabá, uniclinic, etc..)

  • CARLOS LIMA disse:

    não é segredo mais para ninguém ,o adversário que vier jogar aqui contra o Liaum, só precisa
    fazer o que fez o ABC:

    1) ficar com o time todo atrás da linha do meio campo, não deixar espaços para o contra ataque e aproveitar os espaços deixados pelo time do Marquinhos, e no contra ataque vencer
    ou no minimo conseguir um empate:

    2) o Marquinhos Santos, só tem esse esquema de jogo (1-10)

    3) ele não tem um esquema de jogo onde o time dele tenha que ir para cima do adversário
    quando o time dele faz isso, sempre deixa espaços atrás e sofre gols.

    OBS: continuando assim, Cadeiras irão VOAR na Arena Castelão em Outubro ou antes.

  • CARLOS LIMA disse:

    ontem num amistoso (jogo treino) o Liaum (3a divisão 14 anos) perdeu para o Uniclinic (1×0)
    o Marquinhos Santos utilizou os reservas para verificar as suas qualidades tecnicas, e deve ter se decepcionado bastante depois do resultado e do que viu em campo.

    não estão conseguindo vencer um time da Série D (Uniclinic ) como é que querem conquistar o
    acesso para a Série B ?? como é que querem o titulo da Série C ???
    não sabem nem se vão chegar no Mata- Mata, e já estão falando em titulo da Série C.

  • MATA MATA MATADOR ALVINEGRO disse:

    CCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCC

    Aiiiiii!!! Cansei!!!

  • Pimentel disse:

    Boa análise, enquanto ao tricolor C Lima, rssss, deixa para lá. Mas é engraçado ver o desespero, ops o empenho dele em suas colocações…

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 − 4 =