Futebol do Povo

Ceará: no melhor cenário na rodada 33, equipe gruda no G4; no pior, chances de acesso desaparecem

652 34

Dois jogos abriram a rodada 33 da Série B nesta terça-feira e os resultados foram adequados para o Ceará. O CRB perdeu para o Goiás por 3 a 0 no Serra Dourada e se manteve com 49 pontos. Assim, caso o Alvinegro vença o Bahia no próximo sábado – resultado tão difícil como absolutamente fundamental na manutenção de chances do acesso – ganha a posição do time alagoano chegando aos 50 pontos. Já o Luverdense empatou com o Oeste por 1 a 1, subiu para 47 pontos e não ultrapassou o Ceará.

Ainda analisando o melhor cenário possível para o time de Sérgio Soares na tentativa de chegar perto do G4, é melhor que o Londrina perca para o Criciúma. Desta forma, a equipe paranaense, hoje na quarta colocação com 52 pontos, ficaria estacionada. Por fim, uma derrota do Náutico, com 51 pontos, para o líder Atlético-GO no Recife, ajudaria o Ceará, da mesma forma que um insucesso do Avaí diante do Vasco.

O outro lado da moeda é o Ceará ser derrotado pelo Bahia – ou até mesmo empatar – e ver Avaí, Londrina, Náutico, Vila Nova e Brasil vencerem. Desta forma o Alvinegro perderia as chances restantes para o acesso e já poderia planejar 2017 com antecedência pra valer, tentando não repetir os erros de um ano bem ruim tecnicamente para o time.

Melhor cenário ao fim da 33a. rodada para o Ceará

3. Avaí 54
4. Londrina 52
5. Náutico 51
6. Bahia 50
7. Ceará 50
8. Criciúma 49

Pior cenário ao fim da 33a. rodada para o Ceará

3. Avaí 57
4. Londrina 55
5. Náutico 54
6. Bahia 53
7. Vila Nova 49
8. CRB 49
9. Brasil 48
10. Ceará 47

Recomendado para você

34 Comentários

  • Leandro Gonçalves disse:

    Quando eu penso que poderíamos estar em contagem regressiva para o acesso…Quando eu penso que SE nos últimos 15 jogos a gente tivesse ganho ao menos 3 partidas..Quando eu penso que se tivéssemos vencido o patético Sampaio Corrêa e luverdense,ambos no castelão,ou tivesse segurado aquele empate contra o naútico,hoje estaríamos no G4…Muitos “se” meu pai do céu…

    Até quando essa síndrome de vira lata dos clubes locais? Só muuito amor pra aguentar tantos desmandos em campo e tanta ultraje nos bastidores de Porangabuçu!!

    • Sérgio Filho disse:

      Meu caro, o ” se ” é algo muito cruel. Da mesma forma que vocês lamentam e se perguntam ” se ” tivessem vencidos os jogos X, Y ou Z, nós, os tricolores, também nós lamentamos em lembrar que ” se ” tivéssemos vencido Oeste, Macaé e Juventude por um simples placar, hoje estaríamos bem longe da série C.

      Felizmente ou infelizmente, o ” se ” não entra em campo. O que entra é competência e a incompetencia, que no caso dos dois clubes daqui, a incompetência se generalizou e tomou conta de tudo que envolve os dois time, desde a diretoria até o porteiro da sede de ambos.

      É realmente lamentável o que acontece.

      • Leandro Gonçalves disse:

        E põe lamentável nisso! Inaceitável ! Nossos pseudo aprendizes de dirigentes devem ir urgentemente à Chapecó -SC e fazer um estágio com os gestores da chapecoense,clube que em 5 anos saiu da SÉRIE D e vai para o terceiro ano seguido ( sem passar sufoco,pasmem) de SÉRIE A-coisa que nem Ceará e os mais assiduos times nordestinos na elite vem conseguindo- ! E ontem mais uma façanha : semi -finalista de uma competição internacional passando por um tradicional clube colombiano. Sem falar que na fase anterior eliminou o maior campeao da america,o tradicionalissimo independiente da Argentina…
        Enfim…Temos que enaltecer e reconhecer o bom trabalho! Mas que da uma pontinha de resignacao e até uma certa revolta,ah isso dá…hahahah
        Saudações alvinegras…!

      • Roberto Benevides disse:

        Ao menos nos resta a competencia para permanecer na Série B.

    • Miguel Felipe disse:

      A rigor, empate com CRB (+2), empate com Atlético (+2), empate com Avaí (+2), vitória sobre S. Correia (+3), empate com Luverdense (+2), empate com Náutico (+1)… TOTAL = 12 PONTOS. Hoje estaria concorrendo ao título.

  • Cristiano disse:

    No melhor cenário, o Vovô entra no G-4 na 34a. rodada, com 53 pontos. Difícil mas não impossível. #caminhadaparavencer

  • Antonio Fernandes disse:

    Graziane,

    Boa Tarde!!!

    Parabéns pela analise!!!! Esta é a realidade.
    Como torcedor do vovô,ainda acredito na subida para série A,contudo a jornada não será fácil.
    Creio que o jogo contra o Bahia será a chave de um grande desafio pela frente. se ganharmos,vamos ter motivação para o restante,se não, vamos pensar em 2017,infelizmente.
    Acho que a nossa diretoria deveria fazer uma reflexão bastante profunda,pois as ações tomadas até então nada adiantaram para o sucesso do time profissional : contratações erradas – treinador assumindo tarde o cargo para Serie B – Criação de benefícios motivadores para os jogadores , quase inexistentes ,enfim muitas e muitas outras ações não tomadas.
    2016 deve ser esquecido,pois infelizmente não ganhamos e não iremos ganhar nada.

    Sd´s.

  • Carlos Lima disse:

    mesmo vencendo o Bahia. ainda precisa torcer que os que estão a frente não consigam vencer no caso o Náutico e o Londrina..acho muito difícil..se já será
    difícil vencer o Bahia..

    perdemos pontos bestas em casa. para Sampaio .luverdense .Avaí.etc.
    agora temos que vencer fora de casa adversários que brigam pelo G4..situação bastante difícil.

  • Renato Silva disse:

    Caro L.Gonçalves, foi exatamente na perda de 5 pontos, em casa, para os dois times citados (Sampaio e Luv.) q joguei a toalha. Quem quer alcançar a Elite, jamais poderia perder tais pontos. Esses pontos eram fundamentais para a caminhada rumo à Elite. RC brincou demais com a MAIOR do N-Nordeste, q n merece continuar na segundona, nosso lugar é na Elite. por isso, N mais acredito no acesso. Entretanto, parabéns para os q ainda acreditam. Q Deus os atenda.

  • sofredordovozao disse:

    Todos torcedores do Vozao sabem q a gente vai apanhar do Bahia, afinal, eles tem um time com nivel de Czona e nos um time de nivel de Dzona, mas mesmo assim a subida para a Azona e uma certeza, afinal, com esse nivel ridiculo da Bzona em 2017 seria impossivel o nosso selecionado nao subir !!!!

    Da-lhe Vozao !!!
    Da-lhe Robinson !!!

    • ant. dos santos disse:

      Cade o sofredorstela?

      • sofredordovozao disse:

        Voce quer dizer o sofredordovozao2 ne?

        Coisa mais feia, um cara torcedor do Vozao, se passar por torcedor do time tricolorido, mas so fazia babar o nosso Vozao e meter o pau no time tricolorido.

        Todos nos metemos o pau no time tricolorido da Stela e puxamos a sardinha para a nossa brasa, mas fazer isso dizendo q torce pelo outro time beira o ridiculo !!!

        Parece com o tal do Tricolorconsciente q claramente e outro torcedor do Vozao, se fazendo passar por torcedor do time tricolorido !!!

        Da-lhe Vozao !!!

  • Mauricelio disse:

    A nossa sorte é que nesse ano o nível da série b tá muito fraco se não estaríamos birgando pra não cair porque esse time do Ceará é um dos piores dos últimos anos!

  • Mário disse:

    E lhes digo mais: A última rodada é contra o Vasco, que mesmo com um time ruim (melhor do que o vozão), joga dentro de casa. Pergunto:

    E se o Vasco precisar vencer para ser campeão?

    Não me iludo. Sou realista. Joguei a toalha, mais um ano na série “B”.

    • Leandro Gonçalves disse:

      O futebol apresentado pelo clube carioca não é futebol para ser campeão! Ao que tudo indica,o vasco vai jogar contra o Ceará pra garantir o acesso pois o Atlético-GO a cada rodada se distancia cada vez mais na liderança…

  • Mário disse:

    E ainda tem o Criciúma fora… Dá para acreditar no time?

  • Eugenio Câmara disse:

    É mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha, do que o Ceará chegar entre os 4 primeiros desta série B.

    Na minha humilde opinião, a maioria esmagadora do atual elenco deveria ser dispensada após a derrota para o Bahia.

    Sejamos realistas.

  • Renato Silva disse:

    Alguns colegas alvinegros pensam q é fácil vencer o Bahia. Pois digo q n é. O time bahiano tá a um passo do G4 é vai lutar para tal. Nosso time era para tá no G4, se n fosse os graves erros em contratações q a diretoria cometeu.A MAIOR do N-Nordeste N merece uma diretoria tão ruim. Em termos de contratação é a pior diretoria de clubes profissionais do futebol nacional.

  • Renato Silva disse:

    Este ano a Segundona tá uma baba. Os times,em sua maioria, são péssimos. Caso a diretoria tivesse contratado pelo menos três jogadores de qualidade, o acesso estaria garantido. Mas tais gestores só tem olhos para bondes, como ex. contrataram até zagueiro reserva da terceirona. É brincadeira o q tais cartolas fizeram com a MAIOR do N-Nordeste.

  • Robson disse:

    Fortaleza EC mais uma vez não sobre pra B.

    Por outro lado, o time que tenta entrar de gaiato na Copa do Nordeste de 2017 não cai, mas também não sobe.

    2016 está encerrado para o futebol cearense.

    É aguardar e torcer para que 2017 tenhamos mais sorte e menos das besteiras habituais que alguns escrevem por aqui.

    Saudações Tricolores.

    • CARLOS LIMA disse:

      ou seja, o CEARÁ continua como o MAIOR do Estado, vocês na SÉRIE C, e
      o CEARÁ na Série B, o CEARÁ o 21 no Ranking da CBF, e o teu time o 44.
      só resta saber quem será o “CARRASCO” do Liaum no Mata- Mata de 2017
      façam suas APOSTAS.. (Tombense, Botafogo SP, Mogi Mirim, Tupi, Bragantino )

      • Sérgio Filho disse:

        Carlos Lima, o fato de não jogar série C não faz do Ceará maior que o Fortaleza, assim como não faz do Botafogo maior que o Fluminense.

        Um time se torna maior que o outro por causa de títulos e grandes feitos. O único título que o Ceará tem que o Fortaleza ainda não possui, é o título de campeão do Nordeste. O resto somos iguais em tudo.

        Os dois são vice campeões de torneios nacionais, onde o Ceará é vice campeão da Copa do Brasil, e o Fortaleza da séries A e B por duas oportunidades cada uma. Os dois jogaram a série A por quase o mesmo tempo e têm quase o mesmo número de participações ( Ceará 21 e Fortaleza 20 )

        Nenhum clube se torna maior que o outro por causa de descensos e deméritos do adversário, mas sim por méritos em relação ao adversário. O Fortaleza estar em uma série C é demérito dele mesmo, por isso somos iguais em termos de tradição, nome, prestígios e feitos nacionais.

        O que pode ocorrer é uma mudança de períodos, onde em uma determinada época um está bem e o outro mal. Hoje o Ceará tem maior peso e significado no cenário nacional, mas nos anos 2000 o Fortaleza tinha mais. A mesma coisa acontece no Rio Grande do Sul.

        Nos anos 90 o Grêmio era soberano por lá, já nos anos 2000 houve um domínio do Internacional.

        O futebol é cíclico, meu caro, onde isso inclui fases, momentos e resultados. Ceará e Fortaleza são, tradicionalmente falando, clubes com a mesma tradição, mesmo peso de camisa e mesmo nome, tendo apenas uma variação de períodos e momentos de ambos.

        Um abraço.

    • Leandro Gonçalves disse:

      Mas olha quem apareceu…Dessa vez foi para uma casa de repouso que disponibiliza wifi pra poder ficar vendo o gol do hugo pelo youtuber e dessa forma aceitar a triste realidade…Entendo,faz parte do tratamento…kkkkk

      Realmente o ano já acabou para o futebol cearense…E que 2017 tenhamos mais besteiras habituais ,sim…Inclusive daqueles dotados de um “capital intelectual” supremo (na mente deles,obviamente)…

      Saudações e alvinegras…kkkkkk!!

  • ISIDORIO disse:

    A Torcida do CEARÁ tem que agradecer ao Time, pois este ano ele nunca se aproximou da Zona da degola, bem diferente do ano passado, que na ultima rodada ainda tava correndo o risco de cair de série.

  • Renato Silva disse:

    É surreal, é totalmente fora da realidade acreditar q o Mais Querido possa vencer 5 dos 6 jogos restantes. Isso significa um aproveitamento de 83 por cento, fato q nem os grandes campeões conseguem. A média de rendimento dos campeões gira em torno de 70 por cento. Uma coisa é torcer, outra é acreditar em loucura. Eu, particularmente, joguei a toalha qdo perdemos, em casa, 5 pontos para o lanterna e para o Luverd., pontos fundamentais para o acesso. Pontos irrecuperáveis. RC tá de brincadeira com a MAIOR do N-Nordeste.

  • Renato Silva disse:

    A contração de um jogador de qualidade faz a diferença, como por exemplo, o Flamengo q perdeu até para timeco de terceira divisão, e, com a contratação do craq Diego, hoje, briga para ser campeão Nacional. N estou querendo afirmar q RC contratasse jogador deste nível, mas existia no mercado da bola bons jogadores compatível com a condição financeira do Alvinegro. RC n contratou bons jogadores e o preço a pagar é mais um ano na segundona.

    • Leandro Gonçalves disse:

      Renato,ter 1 ou 2 jogadores que destoam dos demais em termos de qualidade é sem sombra de dúvidas um fator importante! Mas acredito cada vez mais em compromisso,planejamento e uma mentalidade vencedora ,do grupo de jogadores e da diretoria !
      Hoje li uma matéria sobre o atual líder da série B,o atletico-Go ,onde consta que a folha salarial é de 650 mil reais !!! Me mostre 2 craques no time. Não tem! A estratégia da diretoria foi montar uma equipe com jogadores jovens,que almejam subir na vida mas que no entanto,não foram encontrados em várzea,mas sim foram destaques de vários clubes de porte menor, Brasil à fora! Outro detalhe: um time formado antes do inicio da série B,pra não incorrerem num leilão e assim ter que gastar alto!

      O resultado esta aí…

  • Renato Silva disse:

    O clube q quer alcançar a Elite tem q abrir a carteira e investir em boas contratações. N conheço outra fórmula mágica. Mas a diretoria alvinegra utilizando 0800, optou pela quantidade em vez da qualidade e contratou uma carrada de bondes. por isso, mais um ano na segundona. Um bom jogador produz mais para um time q um monte de pernas-de-país.

  • Renato Silva disse:

    Digo, pernas-de-paus.

  • Carlão, um vozão na bahia disse:

    Ao contrário do que muitos aqui pensam, esse time do Bahia não é um papão. Tem uma defesa péssima, e seu principal goleador vai jogar no sacrifício. Se jogar com paciencia e inteligencia, o vozão ganha. A impaciencia da torcida do bahia atrapalha o time, e a maioria das vitorias deles em casa foi no sufoco. A torcida esta confiante mas tem medo do ceara. Vamos vencer sim, eu acredito, eu estarei lá. Moro em Salvador e só vejo o vozão jogar quando vem aqui pela Copa Nordeste e Serie B.

  • Flávio de S. Paulo disse:

    Graziani, seja sincero, você acredita que o time do canal vai conseguir o acesso? Só vale sim ou não. Saia de cima do muro, meu.
    Sinceridade, eu acho que não, mas a sorte do imundo canal, misturada com matacutaias e malas, mais malas é que fazem a regra do jogo.
    O Fortaleza tem que pensar assim. Num Brasil que o Presidente da CBF tira foto segurando a camisa do Juventude, que iria jogar na mesma semana com o Fortaleza Esporte Clube, só pode ter muita armação mesmo. Inocentes é que não têm. Aliás, tem; a diretoria do Tricolor de Aço. Somos eternos bonecos da CBF. Falta voz altiva e Grossa no Pici.

  • Leonardo Miranda disse:

    Graziani, vi seu Twitter e presenciei uma discussão entre você e um torcedor alvinegro. Sobre a discussão, eu lhe pergunto: você considera Figueirense com mais tradição que Ceará e Fortaleza? Você considera o clube de Santa Catarina maior que os dois daqui?

    Leonardo, depende. O torcedor em questão é um fanático que não merece consideração e ao responder três tuites do cidadão perdi meu tempo. É muito difícil no Brasil apontar ordem de grandeza de clubes em um país tão diverso e sem padrão histórico de competições. São 17 títulos estaduais e mais nada para o Figueirense. É um clube forte no Estado, com torcida média e tem um estádio bacana, próprio. Participações na Série A são relevantes para apontar um clube maior do que o outro? Pode ser um critério, sim, mas quais outros critérios podemos e devemos usar? O Figueirense tem 11 presenças na era dos pontos corridos na Série A, Ceará e Fortaleza muito menos. Ceará e Fortaleza não têm estádios, mas têm torcidas enormes, tradição estadual com mais títulos, mas em Santa Catarina não são apenas dois clubes grandes, como aqui. Ceará e Fortaleza já chegaram longe em competições nacionais e regionais Percebe como é complicado? Abraço
    FG

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dez − um =